x
CONTEÚDO artigos

Valuation

Avaliação da empresa: Valuation

Para o momento econômico atual, ou podemos dizer, para todos os momentos econômicos, é prudente que o proprietário ou gestor tenha à mão essa informação – quanto vale a sua operação, ou, quanto vale a sua empresa.

30/01/2020 10:00:02

1,8 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Avaliação da empresa: Valuation

Nos últimos anos tem sido muito recorrente a questão relacionada a avaliação econômica – financeira das empresas, ou a chamada “valuation”.  Os momentos econômicos passados exigiam essa ação dos proprietários ou gestores do empreendimento, pois muitas vezes tinham, batendo à porta, a proposta de um investimento no seu negócio, ou, a proposta de compra desse mesmo negócio, e quando isso acontecia era natural ter uma posição firme sobre o valor da operação, visando aproveitar a oportunidade, sem vacilar em indicar um possível valor negocial, mesmo que esse passasse posteriormente por uma validação.

Para o momento econômico atual, ou podemos dizer, para todos os momentos econômicos, é prudente que o proprietário ou gestor tenha à mão essa informação – quanto vale a sua operação, ou, quanto vale a sua empresa -. Esse posicionamento traz, naturalmente, ações voltadas a valorizar o investimento, o empreendimento, e a ter sempre a busca dessa mais valia. O investidor, o acionista, o interessado no empreendimento terá um direcionamento estratégico sobre o que melhorar, de que forma efetivar ações de correções e adaptações relacionadas a de quem e como cobrar posicionamentos que destaquem a empresa no mercado, ou, que a coloquem em situação de ter boas perspectivas de evidencia no seu nicho de atuação.

Muitos avaliadores entendem que a situação de caixa é fator primordial na avaliação, mas entendemos que isso não pode ser apresentado como regra em uma análise dessa natura. A situação, momentânea, de caixa, pode estar suportada em uma alavancagem financeira fruto de um empréstimo ou de uma troca de recebíveis o que pode estar associada a uma gestão financeira não saudável para o momento e para o negócio. Essa situação pode ter origem na qualidade dos controles ou até mesmo na qualidade da análise que são realizadas com base nesses dados que podem ter qualidade, mas com aproveitamento a desejar. É ideal analisar o desempenho do negócio durante um período de tempo de forma a poder confrontar dados de controles gerenciais com os dados societários avaliando o nível absoluto de crescimento de faturamento e lucros e o capital investido itens fundamentais na importância dessa avaliação.

Nessa esteira de faturamento e lucros, temos questões relacionadas ao comportamento da empresa no mercado quanto a ser ela competitiva e ter uma boa gestão de seus custos e despesas operacionais. A estratégia comercial e de marketing tem aplicação plena no mercado em que atua, assim como a qualidade de seus apontamentos de custos e despesas operacionais trazem a realidade desses gastos? Alguns outros aspectos devem ser considerados nesse quesito como por exemplo, planejamento tributário das atividades que uma vez efetivado e em uso tem um determinado tempo para realização e para se obter retorno sendo importante detalhar em que estágio desse tempo o negócio está, isso lincado com as contrapartidas ou condicional para o uso do benefício. A análise fica por conta da empresa ter aí, realmente, um diferencial positivo gerador de resultado, ou, um uso pontual de benefício que esta somando contingencias para que haja questionamento a posteriori. Como a empresa está tratando esse benefício, como uma subvenção para investimento ou como uma subvenção para custeio da operação sem qualquer provisionamento de valores para situações futuras.

Assim, independente de termos uma avaliação financeira do negócio pelo valor contábil, ou, pelo valor de caixa futuro, ou, valor dos múltiplos da empresa base em EBITDA, em faturamento, em lucro, em recebíveis, etc.…, o fundamental é termos qualidade nos dados e registros que serão base para essa “valuation”.

A atividade está vinculada também a estudar o mercado de atuação, qual o seu comportamento nos últimos anos, e qual o comportamento da empresa com as varáveis que esse mercado apresentou durante este período “versus” quais as projeções desse mercado para os próximos anos e qual a estratégia da empresa para enfrentar essas variáveis em termos não somente de orçamento financeiro, mas de estratégia de negócio, estratégia de operação.

Para o investidor ou gestor atual essa analise dará segurança de que tudo está sob controle e a empresa trilha o caminho certo, ou então, correções precisam ser realizadas para trazer o valor justo ao investimento. Para possíveis parceiros ou interessados, a valorização deve ser justa ao negócio sem desprezar seu passado, mas de olho em operações futuras base na qualidade dos registros atuais.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.