x
CONTEÚDO artigos

Cálculo do INSS

Cálculo do INSS: Como realizar e compreender a operação à partir de Março 2020

A nova tabela de INSS 2020 já é de conhecimento de todos, mas você de fato já entendeu como efetuar o cálculo e explicar o cálculo efetuado considerando a progressão de alíquotas? Este artigo visa sanar estas dúvidas de forma simplificada.

21/02/2020 11:00:01

216,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Cálculo do INSS: Como realizar e compreender a operação à partir de Março 2020

Em decorrência da reforma da Previdência, a tabela de INSS foi alterada para os feitos ocorridos a partir de março de 2020, logo, férias que iniciam a partir de 01/03/2020 por exemplo já deveriam seguir a nova tabela.

Mas você de fato já entendeu como calcular o INSS? (Ou na maioria dos casos, como o sistema calculou) 

Sem mais delongas, vamos a um exemplo prático:

BASE DE CÁLCULO DO INSS – R$ 4500,00

O primeiro passo, é ver o valor da base na tabela, assim já se pode ter certeza de qual a alíquota final que deve ser aplicada:

Salário de Contribuição

Alíquota

Até um salário mínimo (R$ 1.045)

7,5%

De R$ 1.045 até 2.089,60

9%

De 2.089,61 até R$ 3.134,40

12%

De R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06

14%

 Neste exemplo, a alíquota final será de 14%. Agora, vamos aplicar a tabela de forma progressiva:

Se a base de cálculo for maior que o salário mínimo o primeiro cálculo é sempre com o valor do salário mínimo a 7,5%, então:

R$ 1045 * 7,5% = R$ 78,38

Já temos então o INSS de parte dos R$ 4500. Agora vamos calcular a segunda parte, 2089,60 (teto para 9%)-1045 (primeira parte dos R$ 4500 para a qual já calculamos o INSS) , logo, R$ 2089,60 – R$ 1045 = R$ 1044,60 a 9%

R$ 1044,60 * 9% = R$ 94,01

Calculando então a terceira parte, faremos R$ 3134,40 (teto para 12%) - R$ 1045(primeira parte já calculada) - R$ 1044,60(segunda base calculada) = R$ 1044,80 a 12%

R$ 1044,80 * 12% = R$ 125,38

Agora, faremos o que resta, R$ 4500 (base de cálculo) - R$1045 (base a 7,5%) - R$1044,60 (base a 9%) - R$ 1044,80 (base a 12%) = R$ 1365,60 a 14%

R$ 1365,60 * 14% =  R$ 191,18

Logo, o total do INSS será de R$ 78,38 + R$ 94,01 + R$ 125,38 + R$ 191,18 = R$ 488,95

O teto do INSS passa a ser de R$ 713,10 visto que é o resultado dos R$ 6101,06, que é o valor limite da tabela aplicada na regra de progressão.

Abaixo, segue uma planilha prática para conferência de valores com detalhamento das alíquotas.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.