x
CONTEÚDO artigos

confiança

Pandemia: o que estamos vivendo e do que vem por aí

Decidi escrever esse texto para compartilhar um pouco do que tenho percebido sobre essa inesperada parte do capítulo do mundo. Esse texto tem como base as conversas com clientes, amigos, familiares e conteúdos que tenho visto.

02/06/2020 14:40:01

6,8 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Pandemia: o que estamos vivendo e do que vem por aí

Quem poderia imaginar uma situação como essa que estamos vivendo por conta do coronavírus? Provavelmente, uma condição como essa não estava na maioria dos planejamentos. Decidi escrever esse texto para compartilhar um pouco do que tenho percebido sobre essa inesperada parte do capítulo do mundo. Esse texto tem como base as conversas com clientes, amigos, familiares e conteúdos que tenho visto.

Para começar falando do que acredito que virá por aí, é importante situar o momento presente que estamos vivendo.

Das conversas que tive e do que tenho absorvido sobre o assunto, percebi uma grande apreensão geral por conta das incertezas que o covid19 carrega. Primeiramente, a incerteza com relação à saúde. Temos a missão de proteger os que amamos da forma como podemos, além disso, temos a responsabilidade de seguir os procedimentos dos órgãos de saúde e evitarmos ao máximo sair de casa para o bem comum. Ainda tem outro ponto preocupante, até o momento que escrevo esse texto, não temos uma vacina.

Em paralelo a essa situação, temos a quarentena impactando também a economia, empresas demitindo colaboradores, outras fechando as portas e os comércios e serviços não essenciais inoperantes. Aqui mais uma incerteza, quando será possível abrir os negócios novamente? Quando tudo voltará ao “normal”? Importante uma pausa aqui, pois, falar de “normal” também é incerto. Muito se tem dito sobre o “novo normal”, uma vez que a atual pandemia mudou muita coisa para sempre. Pense nas mudanças que teremos nas relações de trabalho, de consumo, de comunicação, de lazer e de tantas outras coisas.

E como será esse novo normal? Como serão as coisas quando os comércios puderem reabrir e retomarmos um pouco de nossas rotinas da forma como eram antes disso tudo?

Posso estar enganado, mas arrisco dizer que após a quarentena, ainda teremos períodos difíceis. Por exemplo, a questão da “confiança”. Muitos de nós, cientes de que o vírus ainda está circulando e de que até o momento não temos uma vacina, não estaremos confiantes em voltar a frequentar lugares públicos da mesma forma e com a mesma frequência.

Outro ponto importante de quando reabrirem o comércio é o aspecto financeiro. Tanto os donos de negócios, quanto os consumidores, terão uma percepção diferente de compra e venda. Será que os planos de compra irão serão os mesmos? E as prioridades de como o dinheiro será gasto? Como estará o cenário econômico? É preciso levar em conta também o aumento do número de desempregados e o quanto diversas famílias serão impactadas por essa triste situação. Por isso, mais do que nunca, empatia e solidariedade também são fundamentais.

O atual momento que o mundo está passando traz mais perguntas do que respostas, por isso é importante pensarmos com os “pés no chão” e acima de tudo trabalharmos nossa saúde física e mental. Equilíbrio é o segredo para atravessar esse momento extremamente difícil. Acredito sim, que juntos venceremos esse vírus e quando tudo isso passar, estaremos muito mais fortes e evoluídos, não só como pessoas, mas como humanidade.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.