x

ARTIGO CONTÁBIL

Ampliando o diálogo sobre o Novembro Azul

Neste artigo, a especialista pretende conscientizar o público sobre o câncer de próstata.

07/11/2023 13:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Ampliando o diálogo sobre o Novembro Azul

Ampliando o diálogo sobre o Novembro Azul

O mês de novembro é marcado por uma campanha de grande importância: o Novembro Azul, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o câncer de próstata. 

Em um mundo que avança na compreensão de gênero, para além do binário (masculino e feminino), é essencial ampliarmos o diálogo para incluir todas as pessoas com próstata, incluindo travestis, mulheres transexuais, inclusive as redesignadas e pessoas não-binárias com próstata. 

A conscientização sobre a saúde das pessoas deve transcender as barreiras do gênero tradicional. Neste sentido, faço um convite ao Conselho Federal de Contabilidade (CFC), aos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) e aos escritórios de contabilidade do Brasil, para que abracem o movimento de forma inclusiva, incluindo para além do homem cisgênero, todas as pessoas com próstata que devem estar inseridas nas políticas de cuidado e de prevenção ao câncer de próstata. 

A importância da inclusão

Travestis, mulheres transexuais e pessoas não-binárias frequentemente enfrentam barreiras significativas no acesso à saúde, que incluem estigmatização, discriminação e falta de profissionais de saúde capacitados para atender suas necessidades específicas. 

A exclusão dessas pessoas das campanhas de saúde pública, como o Novembro Azul, contribui para a invisibilidade e negligência em relação à sua saúde.

Conscientização e educação

É fundamental que as campanhas de saúde, materiais informativos e profissionais de saúde reconheçam e se dirijam a todas as pessoas com próstata. 

Isso implica usar linguagem inclusiva e oferecer informações sobre como e por que é importante para todas as pessoas com próstata fazerem exames regularmente.

Promovendo um acesso equitativo

A saúde é um direito humano e o acesso a cuidados adequados não deve ser limitado por gênero. É necessário promover um acesso equitativo aos serviços de saúde para a prevenção e tratamento de doenças prostáticas. Isso pode ser alcançado através dos treinamentos em competência cultural e sensibilidade de gênero, além da criação de ambientes acolhedores e respeitosos.

Ao expandir a mensagem do Novembro Azul para incluir todas as pessoas com próstata, estamos dando um passo significativo em direção a uma sociedade mais justa e saudável. 

O câncer de próstata é uma questão de saúde que pode afetar qualquer pessoa com essa glândula, independentemente de como essa pessoa se identifica. Assim, nossa responsabilidade coletiva é garantir que a conscientização, prevenção e tratamento do câncer de próstata sejam acessíveis e inclusivas para todas as pessoas com próstata.

Leia mais sobre

O artigo enviado pelo autor, devidamente assinado, não reflete, necessariamente, a opinião institucional do Portal Contábeis.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.