x

DIGITALIZAÇÃO

Governo investirá R$ 2 bi para digitalizar pequenas indústrias

Empresas como BNDES, ABDI e Sebrae estabelecem parceria com o programa “Brasil Mais Produtivo” .

22/11/2023 20:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Governo investirá R$ 2 bi para digitalizar pequenas indústrias

Governo investirá R$ 2 bi para digitalizar pequenas indústrias Foto: Mizuno K/Pexels

Em uma iniciativa ousada para impulsionar a competitividade e a produtividade no setor industrial, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços anunciou nesta quinta-feira (16 de novembro de 2023) o lançamento do programa Brasil Mais Produtivo. Com um investimento robusto de R$ 2 bilhões, o programa visa promover a transformação digital em micro, pequenas e médias indústrias, com a expectativa de beneficiar diretamente 200 mil empresas até o ano de 2027. 

O Brasil Mais Produtivo estabelece uma parceria estratégica com instituições renomadas como BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), Sebrae e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). Essas entidades, incluindo Sebrae e Senai como executores do programa, contribuirão não apenas financeiramente, mas também com consultorias e serviços especializados. 

Depois dessa iniciativa, o empreendedor e escritor best-seller Marcos Alexandre diz que: "O investimento do governo na digitalização das pequenas indústrias vai impulsionar a inovação, tornando esses negócios mais competitivos. A transformação digital é crucial para o crescimento sustentável, permitindo que essas empresas adotem tecnologias modernas, reduzam custos e melhorem a eficiência operacional". 

O projeto Brasil Mais Produtivo, em operação desde 2016, já atendeu mais de 100 mil empresas, resultando em ganhos significativos de produtividade. As melhorias médias registradas foram superiores a 40% na linha de produção e 22% decorrentes da implementação de melhores práticas gerenciais. 

Modalidades do Programa O novo Brasil Mais Produtivo estabelece quatro modalidades de atendimento até 2027, abrangendo um amplo espectro de empresas: Plataforma de Produtividade: Até 200 mil micro, pequenas e médias empresas terão acesso a cursos, materiais e ferramentas sobre produtividade e transformação digital. Diagnóstico e Melhoria de Gestão: Cerca de 50.000 micro e pequenas empresas receberão orientação e acompanhamento contínuo de Agentes Locais de Inovação, além de participar de projetos setoriais do Sebrae. Otimização de Processos Industriais: Consultoria e educação profissional serão oferecidas a até 30.000 micro e pequenas empresas, enquanto 3.000 médias indústrias serão atendidas por consultoria em Lean Manufacturing ou Eficiência Energética e aperfeiçoamento profissional do Senai. Transformação Digital: O programa prevê apoiar 360 empresas com o desenvolvimento de tecnologias 4.0. Além disso, 8.400 MPMEs serão beneficiadas com soluções desenvolvidas por empresas provedoras de tecnologias 4.0. Até 1.200 médias empresas serão contempladas com um plano completo de transformação digital, desde a elaboração do projeto de investimento até o acompanhamento. 

"Além disso, essa iniciativa contribuirá para a criação de empregos, o desenvolvimento regional e fortalecerá a economia na totalidade. É um passo estratégico que mostra o compromisso do governo com a modernização e a competitividade de nossas indústrias", afirma o empreendedor.

Leia mais sobre

O artigo enviado pelo autor, devidamente assinado, não reflete, necessariamente, a opinião institucional do Portal Contábeis.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.