x

carreira

A importância da educação financeira

A educação financeira como chave para uma mudança na vida financeira.

24/11/2023 18:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
A importância da educação financeira

A importância da educação financeira Foto: Pixabay

Frequentemente, durante minhas palestras sobre Finanças para Advogados, percebo um completo desconhecimento do(a)s colegas sobre conceitos básicos de finanças pessoais e profissionais. Já ouvi comentários sobre:

a) tudo o que o advogado ganha é lucro;

b) advogado não precisa fazer controle financeiro, basta trabalhar muito que ficará rico;

c) só advogado criminal e tributarista fica rico;

d) eu achava que despesa de advogado era só aluguel e secretária;

e) tenho o hábito de pagar minhas despesas pessoais com as do escritório. Pensar e agir assim é o caminho da ruína e me mostra uma falta de planejamento e disciplina.

Digo sempre que saber um pouco sobre finanças é libertador, pois a pessoa poderá planejar melhor sua vida e seu negócio, independente da profissão. Vejamos: conceitos como receita e despesa; lucro e prejuízo; faturamento; margem; orçamento; confusão financeira e patrimonial; custo fixo; juros; investimento e outros, permitem que o profissional planeje seu futuro e com isso obtenha a tão sonhada independência financeira.

O grande problema é que a maioria das pessoas são imediatistas e não querem esperar. Faça um exercício: você certamente conhece alguém que é bem-organizado financeiramente. O que essa pessoa fez para conseguir isso? Não foi sorte, teve muito estudo, trabalho, aprendizado e disciplina. Explico. É mais fácil trocar o prazer momentâneo e rápido pela conquista futura, mesmo que ela signifique um retorno maior.

Pessoas disciplinadas organizam suas finanças de forma que colocam o dinheiro para trabalhar para elas, ou seja, investem. Trocam aquela compra agora pelo retorno a mais que o tempo pode dar. Você já ouviu isso várias vezes: em vez de comprar um carro financiado e pagá-lo duas vezes ao final, junte o dinheiro e compre à vista.

Quantos conseguem fazer isso? Apenas os disciplinados, aqueles que planejaram, pouparam e investiram. Por outro lado, você conhece muitas pessoas que vivem apertadas financeiramente. Por que elas vivem assim? Podemos encontrar “várias razões”, mas no fim do dia, falta conhecimento, disciplina e planejamento. Gastam logo o que ganham e assim vão vivendo, ou sobrevivendo.

Nas mesmas palestras ouço: planejar só é possível quando você possui um valor fixo mensal, mas para nós advogados é quase impossível. Ora, também sou advogado e passo pelos mesmos desafios da receita incerta e digo: é possível planejar e conseguir a tão sonhada independência financeira. Basta ser educado financeiramente e disciplinado.

Escrito por Alexandre Aguiar Maia, presidente da Comissão de Gestão Jurídica da OAB/CE e sócio-fundador do escritório Abimael Carvalho Advocacia.

Leia mais sobre

O artigo enviado pelo autor, devidamente assinado, não reflete, necessariamente, a opinião institucional do Portal Contábeis.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.