x

PLANEJAMENTO

Planejamento financeiro para micro empreendedores

Dicas simples de planejamento financeiro para micro e pequenos empreendedores, ferramentas de como se organizar e ter melhor propriedade das finanças do seu negócio.

16/01/2024 19:00:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Planejamento financeiro para micro empreendedores

Planejamento financeiro para micro empreendedores Foto: Tirachard Kumtanom/Pexels

É triste saber que, de acordo com estudo do IBGE, cerca de 21% dos empresários fecham seus negócios antes mesmo de um ano de atividade e 50% antes do quarto ano, um dos principais motivos para essa situação é a má administração financeira.

Em sua grande maioria, os negócios surgem por impulso, apenas com o intuito de gerar uma renda extra ou porque não tinham outro método para sobreviver, como consequência deste despreparo, vão a falência.

Os gestores destas empresas enfrentam dificuldades em lidar com o fluxo de caixa, capital de giro, pagamento e recebimento de contas, negociar com os fornecedores, em separar gastos pessoais dos empresariais, entre muitas outras ocasiões. Nesse contexto, que métodos usar para melhoria? Como executar? Quais recursos necessários? Esses são questionamentos que o planejamento deve apresentar afim de evitar uma situação financeira negativa.

Planejamento

O planejamento é o que dar preparo para lidar com as adversidades do cotidiano, ele deve mostrar soluções para lidar com situações de curto, médio e longo prazo. Lidar com as finanças do empreendimento é estar preparado para os custos fixos e variáveis, pronto para meses bons e ruins. Acompanhar a movimentação financeira e aplicar os recursos da maneira correta é fundamental para a saúde do negócio.

Ter conhecimento de tudo que se passa na empresa, entrada e saída de capital, dinheiro em caixa, administração do plano de contas, ferramenta de gestão financeira, elaborar o orçamento financeiro, conseguir reduzir custos, impulsionar vendas, aplicar dinheiro em fundos de emergência e em outros ativos, elaborar e analisar as demonstrações contábeis, como Demonstração de Resultado do Exercício (DRE) , Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) e Balanço Patrimonial (BP), ter boas relações com fornecedores e clientes, separar a pessoa física da jurídica, são os pontos principais da estratégia financeira.

Plano de contas

O plano de contas é um conjunto de contas que ajudam a classificar e organizar os tipos de movimentações financeiras, dando melhor visibilidade dos recursos do empreendimento.

Orçamento financeiro

O orçamento é uma ferramenta essencial para a gestão econômica e sustentável das finanças do negócio. É um plano que prevê e organiza todas as receitas e despesas dentro de um período. Por meio dele, é possível visualizar de forma clara e objetiva a saúde financeira, identificar oportunidades de redução de custos e estabelecer metas realistas.

Ferramenta de gestão

A ferramenta de gestão, serve para ajudar a registrar as movimentações da empresa, pode ser desde um caderno ou planilha, até sistemas mais complexos de gestão, como os ERP. Com isso, será muito mais fácil o gestor fazer os lançamentos e registros do negócio e gerar relatórios com informações de desempenho.

Elaboração das demonstrações contábeis

As demonstrações contábeis são relatórios que esclarecem todo fluxo de informações relativas ao setor financeiro, gerencial e contábil da empresa em um determinado período de tempo. As mais comuns são a Demonstração de Resultado do Exercício (DRE), Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) e Balanço Patrimonial (BP). O empreendedor ao elabora-las terá em suas mãos informações que ajudarão no entendimento e tomada melhor de decisão para o negócio.

Separar pessoa física da jurídica

Conhecido como princípio contábil da entidade, separar a pessoa física da jurídica é um dos maiores desafios para o micro e pequeno empreendedor. O empresário tem que entender que, apesar de ser o dono, ele também é um colaborador da empresa e deste modo, também dever um salário, o pró-labore.

Com isso em mente, as despesas pessoais devem ser pagas com o próprio salário sem utilizar os recursos da empresa, isso vai manter a melhor eficiência e controle do caixa da empresa.

Conclusão

Essas foram dicas simples de alguns métodos que podem ajudar o empreendedor a administrar melhor seu negócio, certamente há diversos outros meios de organização, mas ao colocar ao menos esses em prática, já estará à frente de muitos empreendimentos e a chance de ter sucesso e se manter no mercado será ainda maior.  

Leia mais sobre

O artigo enviado pelo autor, devidamente assinado, não reflete, necessariamente, a opinião institucional do Portal Contábeis.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.