x

ARTIGO DE TECNOLOGIA

Protection Day ou Dia da Proteção de Dados é comemorado em 28 de janeiro

Especialista comenta importância da data e mostra novo golpe.

29/01/2024 13:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
28 de janeiro é o Dia da Proteção de Dados

Protection Day ou Dia da Proteção de Dados é comemorado em 28 de janeiro Foto: Lewis Kang'ethe Ngugi/Pexels

No ano de 2024 comemoramos globalmente o Protection Day ou o Dia da Proteção de Dados, mas o que isso significa?

Essa data foi criada em 2006 pelo Conselho da Europa, uma organização não governamental, de direitos humanos, fundada em 1949.

Tudo começou em 28 de janeiro de 1981, quando foi instituída a Convenção 108, do Conselho da Europa, que dizia respeito ao tratamento dos dados pessoais de forma automatizada, sim, em 1981 já se preocupavam com a automação.

Agora, no ano de 2024, essa preocupação nunca foi tão latente, com a multiplicação, sem regulação, das inteligências artificiais que tratam de forma automatizada nossos dados pessoais.

Quem participou do Congresso Online Brasileiro de Contabilidade (CONBCON) 2023, do Portal Contábeis, me viu falando sobre esse tema, em que mostrei que a Inteligência Artificial (IA) confessou com todas as letras que, com sua evolução, ela não cumprirá as regras e políticas de segurança da informação e da privacidade impostas pelo Ser Humano, o que nos deixa muito preocupados.

Nunca o tema proteção de dados e privacidade se mostrou tão importante!

Mas a segurança com seus dados pessoais começa com o modo como você entrega seus dados por aí.

Recentemente foi noticiado, em diversos portais de notícias, que houve o maior vazamento de dados pessoais do mundo e as reportagens traziam um link onde você supostamente saberia se seus dados estariam dentre aqueles que foram vazados.

Como diz aquela música famosa: “O golpe tá aí, cai quem quer”, essa reportagem era o golpe.

Usando os gatilhos mentais de curiosidade e do medo, ou seja, querer descobrir se o nome estava na lista do vazamento, milhares, senão milhões de pessoas clicaram naquele link, que levava ao site de uma empresa estrangeira que coletava os seguintes dados: número de WhatsApp ou celular e o endereço de e-mail.

Você entendeu o golpe?

Criaram uma notícia apenas para fazer as pessoas entregarem espontaneamente seus dados, a troco da informação de uma suposta lista para saber se seus próprios dados tinham ou não vazado.

Esse é o problema da falta de informação sobre proteção de dados, privacidade e segurança da informação.

Várias pessoas, ativamente, entregaram seus dados para uma empresa estrangeira, sem questionar a intenção desse site de querer tantos dados em troca de uma “suposta” informação, que nem ao menos se sabe se é verídica ou não.

Ora, se a empresa sabe de quem são os dados vazados, não seria ela a responsável pelo vazamento ou pelo menos não teria ela acesso a esse banco de dados conseguido indevidamente, sendo, portanto, coautora do crime?

Mas a curiosidade e o medo falaram mais alto e milhares de pessoas entregaram seus dados pessoais.

Será que se essas mesmas pessoas tivessem lido este artigo antes, teriam caído nesse golpe? Acho que não.

Por isso é tão importante o treinamento de conscientização em todas as empresas sobre proteção de dados e segurança da informação.

Um empregado, desavisado, que aperte um link malicioso, coloca em risco toda a empresa e quiçá um grupo econômico.

Nunca mais aperte um botão ou um link porque uma “reportagem” te deixou curioso ou com medo.

Você não sabe como seus dados são valiosos, se não fosse assim, não haveria tanta gente tentando conseguí-los a todo custo.

Leia mais sobre

O artigo enviado pelo autor, devidamente assinado, não reflete, necessariamente, a opinião institucional do Portal Contábeis.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.