x

Artigo de carreira

Os 10 erros que você não deve cometer durante uma transição de carreira

Neste artigo, você vai encontrar dicas importantes se está pensando em mudar de carreira, mas não sabe por onde começar.

13/04/2021 13:30:01

35,8 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Os 10 erros que você não deve cometer durante uma transição de carreira

Uma mudança de carreira nem sempre é fácil. Muitos dos clientes com quem trabalho estão neste momento de transição e, naturalmente, buscam opiniões  e conversam com as suas redes de contato e relacionamento querendo  informações e direção. 

Nem sempre a ajuda vem como você esperava. Metade dos amigos pensa que você perdeu a cabeça, headhunters dizem que você nunca mais irá trabalhar e seus parentes podem contribuir com os ácidos comentários de “eu te disse”. Mas, para muitos profissionais estressados, insatisfeitos no trabalho e que possuem muitos talentos que querem colocar em prática, mas não tem oportunidade de usá-los, mudar de área e oxigenar a carreira pode ser a única saída para ter mais satisfação e realização.

Trabalhar com um Coach de Carreira pode ajudá-lo a traçar o caminho e criar a melhor estratégia para você, avaliando as opções para que possa tomar suas decisões com foco e planejamento, de forma que possa agir com a segurança que você precisa ter para fazer uma transição.

Independentemente da sua estratégia de mudança de carreira, tenha cuidado com os 10 erros a seguir:

10 Erros de transição de carreira

1. Não aceite qualquer oportunidade que aparecer apenas para se livrar do atual trabalho ou chefe.

O momento atual pode ser tão desgastante para você, que pode imaginar que a nova situação é sua salvação e qualquer coisa é melhor do que permanecer onde está. O alívio pode ser temporário e mas nada pior do que estar na mesma situação que se encontra hoje em um curto espaço de tempo, por não ter avaliado bem a nova oportunidade. 

2. Não procure uma nova função em outra área sem antes fazer uma pesquisa profunda.

O “achismo” e dados superficiais e preliminares podem te causar frustrações. É comum levarmos em conta apenas o lado positivo da nova área, para encurtar e facilitar o processo decisório. Invista no seu autoconhecimento e entenda o que é importante para você para avaliar se a nova área vai proporcionar o que você quer para sua carreira.

3. Não procure por áreas e oportunidades de mercado que estão aquecidas, a menos que sejam adequadas para você.

Muitos sites, pesquisas de mercado e exemplos de amigos vão aparecer para você e podem parecer tentadores e muito promissores. Antes de considerá-los, decida o que realmente você quer fazer, o que está disposto e o que não está disposto a tolerar na sua nova área e novo estilo de vida que deseja. Entrar em uma área só porque está aquecida, pode trazer mais frustração ainda (com perda de tempo, energia e $$).

4. Não entre em um negócio apenas porque seu amigo está se dando bem.

Busque informações de negócios que você está considerando em fontes diversificadas, no seu networking, leituras e pesquisa online. Faça entrevistas informais com no mínimo três pessoas de cada opção que você está considerando trabalhar. 

Para encontrar essas pessoas, retome contatos da faculdade, pergunte a amigos e familiares se possuem conhecidos na área, liste todos os seus contatos dos seus últimos empregos. Uma ferramenta muito boa para isso é o Linked-in. Por se tratar de uma rede profissional, as pessoas estão mais propensas a se relacionar com desconhecidos. 

Adicione 10 ou 20 pessoas daquele campo específico e mande mensagem perguntando suas dúvidas. Se 3 delas responderem, você possui um excelente material em mãos com pouco esforço.

5. Não fique preso a oportunidades que você já conhece.

A sensação é de ficar andando em círculos e patinar sem sair do lugar. Aumente sua visão e percepção sobre o que pode funcionar para você. Novamente, o autoconhecimento e o coaching podem ajudar você a enxergar outras opções e outras formas de enxergar a situação. 

Leia descrições de cargo, explore campos de carreira relacionados ao que aprendeu sobre você. Sites de currículos online possuem mapas de cargos e posições das mais diferentes áreas. Uma boa olhada neles podem te trazer novas opções.

6. Não faça do dinheiro um fator decisivo.

Não existe dinheiro no mundo que vai deixar você satisfeito se o trabalho não combinar com você. Insatisfação com o local de trabalho e estresse são o fator número 1 para problemas de saúde dos profissionais. Novamente, escolhendo apenas pelo salário, há chances de estar na mesma situação em que está hoje e em pouco tempo.

7. Não mantenha sua insatisfação para você mesmo ou tente fazer uma transição sozinho.

Este é o momento de conversar com pessoas (provavelmente não ainda com seu chefe). Pessoas próximas, entes queridos, amigos e colegas podem ajudar a ampliar a sua visão, ajudar a conhecer novas oportunidades para você avaliar e podem te ajudar neste momento. Guardar as dúvidas e inseguranças para si mesmo, podem ser geradores de ansiedade e frustração. Deixe as pessoas te ajudarem.

8. Não deixe de fazer alguns test-drives na nova área.

Você pode considerar fazer um pequeno test-drive na área por um curto período para experimentar, mesmo que durante uma semana de férias ou durante a noite, por alguns dias. Procure por cursos rápidos, cursos online gratuitos e formas de se relacionar com a nova área sem precisar investir dinheiro. 

Você vai aprender mais sobre o novo negócio, pode avaliar com mais propriedade se gosta ou não e ainda se relacionar com novas pessoas que já trabalham na área, onde pode obter mais informações e em contato com oportunidades que te ajudem a entrar neste mercado.

9. Não fique apenas pensando e pensando.

É importantíssimo agir. Use os passos acima. Enquanto você fica apenas no campo do pensamento, engana o cérebro de que está fazendo alguma coisa. O tempo passa e quando olha para trás percebe que não saiu do lugar. Quando você entra em ação, toma contato com a realidade, valida se os pontos que considerava são verdadeiros na prática, descobre novas informações e oportunidades começam a se abrir. Um dia de ação em campo vale muito mais do que semanas de pensamentos, especulações e “achismos” sentado na cadeira.

10. Não espere fazer a transição da noite para o dia.

Uma transição pode levar de seis meses a um ano, dependendo do cargo, posição ou novo negócio que está buscando. 

Uma transição pode trazer novos ares e oxigenar sua carreira de forma revigorante. Toda experiência e conhecimento que já possui vai contar e ajudar você na nova área, com toda certeza. 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.