x

ARTIGO DE CARREIRA

Série autossabotagem #4: você não é reconhecido no seu trabalho?

Neste artigo, você fará reflexões e exercícios para melhor compreender suas dores e pontos de melhoria, para então analisar se está na vaga certa para você

11/05/2021 13:30:01

36,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Série autossabotagem #4: você não é reconhecido no seu trabalho? Foto: Andrea Piacquadio no Pexels

A falta de reconhecimento profissional é uma das grandes dores dos trabalhadores brasileiros. É fonte constante de desmotivação e estresse na rotina do trabalho e afeta diretamente no desempenho e resultado de cada um. Proponho entendermos um pouco mais como isso acontece e desenhar estratégias e soluções para minimizar este impacto na sua rotina, com um exercício no PDF que pode ser abaixado agora ou no link ao final deste artigo.

Uma pesquisa realizada pelo ISMA-BR (International Stress Management Association) mostrou que 89% dos entrevistados - profissionais ativos entre 25 e 60 anos das capitais São Paulo e Porto Alegre - sofrem com a falta de reconhecimento no trabalho. Uma outra fonte, o Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), mostrou que afeta também os jovens que entraram recentemente no mercado de trabalho: 57% dos entrevistados sofrem com falta de reconhecimento e enxergam este ponto como a principal causa da insatisfação com o emprego atual.

Segundo a presidente do ISMA-BR, Ana Maria Rossi, em tempos de restrição econômica, onde é difícil a perspectiva de uma promoção e o funcionário está com sobrecarga de trabalho devido aos cortes, o reconhecimento é uma maneira de manter a motivação e uma “garantia”.  Assim aumenta a autoestima e a segurança do funcionário quanto aos pensamentos constantes de uma possível demissão.

Isso por si só ajuda a manter a motivação e disposição da sua equipe em tempos difíceis, e é um ponto que trabalho forte com meus clientes de Coaching, desde que feito com integridade 100% da palavra e sem qualquer forma de manipulação. Lidamos com pessoas, que possuem expectativas, sonhos, problemas, família, assim como eu e você.

E o que você pode fazer?

Pelas pesquisas e estatísticas, vemos que a falta de reconhecimento é bastante ampla, e não uma “maldade” específica do seu chefe ou da sua empresa, exclusivamente com você. Já entrevistei mais de 1500 pessoas pessoalmente e mesmo os “chefes” sentem-se não reconhecidos pelos superiores deles.

No meu trabalho como Coach de Carreira, a primeira coisa que aprendi é que ninguém tem o poder de mudar o outro. O outro só muda quando ele mesmo quer. Podemos apenas mudar a nós mesmos.

Se você tem um gestor ou trabalha em uma empresa que não o reconhece, investiu toda a energia que julga já ser suficiente e mesmo assim não tem o progresso ou retorno que deseja, pode sim ser hora de buscar esse crescimento fora. Se a sua empresa ou seu gestor age dessa forma e você não enxerga solução, não está em suas mãos.

Por outro lado, como podemos mudar somente a nós mesmos, quero trabalhar com você a parte que está em suas mãos e você tem ação direta sobre ela. Pode parecer óbvio para algumas pessoas, no entanto, muitos dos gestores e profissionais com os quais trabalho do desenvolvimento, deixam de se avaliar de forma mais específica e utilizam apenas uma abordagem mais genérica sobre seus resultados e desempenho. 

Sempre temos pontos de melhora e o exercício a seguir pode ajudá-lo a identificar alguns pontos cegos. Muitas vezes não é fácil olhar para nós mesmos e perceber que podemos sim melhorar, por isso, se permitir, peço que encare como forma de aprendizado e crescimento, para colocar em prática ainda hoje.

Fatores de Sucesso: os 04 Pilares

Desempenho x Resultado

Desempenho é diferente de resultado. E muitos profissionais confundem ou não tem isso muito claro.

Desempenho é você ser pontual, não ter faltas, fazer o que pedem, ter um bom relacionamento com a sua e outras áreas, ser colaborativo, criativo, opinativo e estar em dia com seu trabalho.

Isso por si só não vai garantir resultados e nem reconhecimento.

O mais importante para a empresa são os resultados numéricos. E para a empresa, o propósito dela é gerar lucro. O resultado dela é medido em dinheiro. E como você será avaliado no quesito resultado será em como contribuiu para o resultado da sua empresa, trazendo mais dinheiro, savings ou melhorias que implementou.

Segundo Max Gehringer, o resultado é “onde você chegou”. O desempenho é “como você chegou”.

Em suma, não adianta ter um ótimo desempenho, sem apresentar resultados concretos.

Exercício: faça agora em um papel ou imprima o PDF e avalie de 0 a 10 qual o seu desempenho e também de 0 a 10 qual o seu resultado concreto hoje.

Capacidade x Estratégia

Outro ponto que trabalho com meus clientes é se a capacidade que eles têm está alinhada com a estratégia, cultura, valores e o que a empresa espera dele.

A capacidade corresponde às suas habilidades, conhecimentos e competências para realizar o trabalho que precisa desempenhar.

A estratégia está relacionada com o que a empresa preza como importante, sua cultura e o que a empresa espera de você e do seu trabalho.

Avalie agora também de 0 a 10 a sua capacidade conforme descrito acima para desempenhar sua função e o quanto está alinhado na sua rotina e dia-a-dia com a estratégia da empresa.

Estes 04 pilares precisam estar alinhados. Se você percebeu defasagem (mais baixo que os outros) em algum ou alguns deles, trabalhe para melhorá-lo(s). Se eles estão alinhados, como você pode fazer para subir um nível em todos eles?

Escreva no mínimo 1 e no máximo 3 ações que pode colocar em prática o quanto antes, se possível hoje, para melhorar os seus 04 pilares.

Esse exercício não levará mais do que 5 minutos e, acredite, pode trazer insights poderosos para melhorar ainda mais seus resultados e o seu reconhecimento dentro da sua empresa! Rumo ao seu próximo nível! Faça o download do PDF aqui.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.