x

CFO

CFO as a service: uma incongruência na essência do serviço prestado

A incongruência na essência dos serviços prestados pelos tais CFO as a service.

04/01/2022 10:30:01

1,3 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

CFO as a service: uma incongruência na essência do serviço prestado Pexels

Hoje eu queria falar um pouco sobre o tal conceito CFO as a service que de alguns anos para cá vem crescendo no Brasil, sendo propagado com muita frequência e que inclusive, já existem alguns “players” no mercado oferecendo esse serviço.

Em poucas palavras, o CFO as a service é um “produto” onde a empresa que a oferece, faz a gestão financeira das startups, plugando em uma única estrutura diversos agentes e processos estratégicos, permitindo que os sócios ganhem tempo e foquem totalmente no negócio.

Resumidamente eu vou mencionar aqui alguns problemas, e aqui eu deixo claro que é a minha opinião embasada naquilo que eu conheci recentemente. Há empresas aí fora (talvez você conheça uma) que dizem oferecer esse serviço, quando na essência deixam e muito a desejar na parte inicial do processo, em que deveriam ocorrem diagnósticos cruciais, mas que infelizmente são omitidos por serem considerados desnecessários.

Os tais “CEO´s” consideram desnecessários, pois afirmam que uma Startup tem nos primórdios de sua existência, “queimar caixa” a esmo, são passiveis de cometerem inúmeros erros, imaturas, não devem se preocupar com o seu capital de giro e muito menos com questões tributárias. Lamento te dizer que quem pensa dessa forma, está “redondamente” enganado.

Uma Startup deve sim se preocupar com propriedade intelectual, com governança corporativa, com a rastreabilidade fiscal de seus produtos e serviços a serem ofertados, em ter uma boa contabilidade que, não só cumpra exigências com os órgãos reguladores, mas que crie uniformização e transparência nos processos cumprindo com as normas do IFRS e etc.

Ao lançar um novo produto ou iniciar um serviço no setor de tecnologia, muitas startups acabam trabalhando durante muito tempo sem formalização, gestão contábil e financeira. É obvio que tudo isso acontece, pois além dos gastos iniciais, com a expansão do negócio e a realização de novos investimentos, podem surgir algumas dívidas fiscais, como consequência do nosso próprio ambiente de negócios.

O cenário fiscal brasileiro e a arrecadação de tributos das empresas também contribuem para essa questão. Sem planejamento tributário e organização contábil, a empresa pode ter gastos desnecessários, pagar multas, perder recursos e não seguir a legislação vigente.

Portanto, fuja desse discurso barato e perigoso que você e o seu negócio não deveriam se preocupar com essas questões, pois eu te garanto que até mais cedo do que você pensa, a conta chega e alguém vai ter que pagar, é muito provavelmente, esse alguém é você.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.