x

ARTIGO TRIBUTÁRIO

A nova modelagem do escritório contábil por meio do hub de negócios tributários

Neste artigo, o especialista explica que entender o mundo tributário é premissa básica e primordial para o novo profissional contábil.

09/06/2022 16:00:01

9,9 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A nova modelagem do escritório contábil por meio do hub de negócios tributários Pexels

Já não é de hoje que o papel do novo profissional contábil vai muito além que realizar a contabilidade tradicional, o grande diferencial desse profissional está em entender sobre o negócio do seu cliente. 

É necessário acompanhar as mudanças mercadológicas, saber sobre as devidas e corretas tributações, entender sobre gestão tecnológica, financeira e de pessoas. Para ser um profissional completo na gestão de uma empresa, é necessário se aprofundar em assuntos voltados aos negócios e ao empreendedorismo. 

O fato é que, dentre todas as necessidades citadas, existe uma que talvez tenha sido a maior dor de todos os empresários brasileiros, que são os pagamentos dos tributos. 

Porém, a pior questão não está diretamente ligada ao pagamento efetivo do tributo, e sim nas suas apurações realizadas por diversos profissionais com baixo conhecimento tributário e que muitas vezes fazem o empresário pagar muito mais que deveria, ou até mesmo, não encontrando saída para tal pagamento, levando ao caminho da sonegação ou na geração de débitos tributários.

Uma a cada quatro empresas encerram suas atividades antes de completar dois anos de vida (segundo  o Sebrae), um dos grandes motivos por essa mortalidade está na falta de gestão do empresário. O empresário muitas vezes não está preparado para administrar uma empresa, entender sobre questões de financeiras, tributos, pessoal, marketing etc., na maioria das vezes, abre um negócio apenas pelo sonho de se tornar um empreendedor. 

O profissional que deveria assessorá-lo de maneira segura, muitas vezes, conhece menos do assunto do que o próprio empresário. 

Ao longo de 20 anos atuando na área tributária, o que mais me chamou atenção foi entender que o profissional contábil muitas vezes não está pronto para atender as questões tributárias das empresas. 

O problema maior é que nem na graduação de ciências contábeis é dado ênfase a essa matéria de grande importância ao mundo corporativo, as pessoas que entendem a necessidade, acabam realizando cursos de especialização nas áreas para melhor atender seus clientes, ou simplesmente, aprendem na raça criando carreiras dentro de escritórios ou organizações.

O cliente passa a ser mais competitivo com uma boa estratégia tributária, podendo ir muito mais além estrategicamente. 

Empresas bem assessoradas, não vendem somente produtos ou serviços, VENDEM TRIBUTOS! É isso mesmo, a empresa que melhor vende seus tributos passa a ter o melhor preço e com certeza terá a maior vantagem.

Como assim, vender tributos?

É fácil entender que todas as empresas quando vendem seus serviços ou produtos devem pagar seus tributos, o que pode mudar o pagamento dos tributos de uma empresa para outra, é apenas seu regime tributário, que pode ser um MEI, Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real.

Entendendo que a empresa realizou a venda e após sua emissão da NF já gera uma obrigação com o fisco a ser paga, passamos a entender que se gerirmos de forma mais inteligente o pagamento desses tributos, com certeza essa empresa terá maior competitividade.

Exemplo disso

A empresa A de comércio de autopeças realiza suas vendas, e no ato da sua emissão haverá seu compromisso do pagamento do ICMS, PIS, COFINS, IRPJ e CSLL. Essa empresa é assessorada a realizar o pagamento integral desses tributos por ser devido pela legislação. 

A empresa B do mesmo segmento que também ao realizar suas vendas, passa a ser obrigada a realizar os pagamentos dos tributos citados, porém, sua assessoria contábil cita que o PIS e COFINS não deve ser pago porque existe um benefício fiscal para esse segmento ou produto, ou até mesmo uma tributação diferenciada. 

 Levando em consideração que a empresa A está pagando mais tributos para o fisco, a empresa B se torna mais competitiva e dificilmente perderá a concorrência para a empresa A. 

E por que isso ocorre?

Principalmente pelo fato dos profissionais que estão assessorando essas empresas estarem despreparados, seja tecnicamente ou se por falta de gerir seu tempo para realizar as análises necessárias em seus clientes, presos ao mundo operacional.

E por onde deve-se iniciar para se transformar no novo profissional contábil?

O primeiro ponto a se conscientizar é que O NOVO PROFISSIONAL TRIBUTÁRIO é uma nova função que surge não somente nos escritórios contábeis, mas na advocacia, na administração, no empreendedorismo, ou seja, é uma nova era de profissões que merecem a devida atenção.

O segundo ponto, é entender que seu negócio contábil, deve ter um hub de negócios e oportunidades voltados a geração de caixa do seu cliente, proporcionando aumento de competitividade, gestão, controladoria, ou seja, um aliado estrategista.

Implementar alguns serviços como Planejamento, Consultoria e Recuperação Tributária, é um excelente começo para essa mudança de chave.  

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.