x
CONTEÚDO artigos

Ser dono do próprio nariz exige conhecimentos para administrar

Conhecer as aptidões e expectativas de um jovem é determinante para o seu sucesso. É crescente o número de pessoas que se lança no mercado empreendedor, então a grande expertise é estar preparado.

30/09/2012 09:39:07

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

O sucesso pessoal e profissional está diretamente ligado à felicidade, medidos pela satisfação pessoal e pela melhor remuneração financeira.
 
De acordo com informação publicada este ano na Gazeta Online com informações do instituto norte-americano Marist Institute for Public Opinion, “aqueles que ganham uma média de U$ 50 mil, ou cerca de R$ 95 mil por ano (R$ 7,9 mil por mês) são mais felizes e satisfeitos do que aqueles que ganham menos ou mais do que isso.”
 
“Ser dono do próprio nariz”, ou seja, ter a própria empresa aumenta significativamente as responsabilidades, mas vem acompanhado de muitos benefícios. Os principais são o horário de trabalho, que pode ser mais flexível, e a possibilidade de maior remuneração. Ambos atendem aos anseios familiares. No entanto é frequente ouvirmos empresários que reclamam de dificuldades para administrar seus negócios. Para piorar, as estatísticas de mortalidade das empresas são elevadas.
 
Pessoas que se lançam no exigente terreno da gestão empresarial sem experiência muitas vezes perdem todas as economias e se veem obrigadas a retornar ao disputadíssimo mercado do emprego formal, em alguns casos com ganhos menores.  Em que pesem as dificuldades, é real a possibilidade de tornarem-se empresários. A grande questão é: como se preparar?
 
Os jovens têm dificuldades para decidir pela profissão e nem sempre contam com o apoio dos pais ou professores nesta tarefa. O resultado mais do que conhecido é que muitos deles cursam a faculdade errada. Algumas profissões são mais disputadas em função da visibilidade e do significado que já possuíram no passado, dando a impressão de garantia de futuro soberano.
 
Não são raros os jovens que perdem longos anos de suas vidas tentando, sem sucesso, ser aprovados no disputadíssimo vestibular. Outros estudam um ou dois anos e concluem que não é o que almejam. Alguns concluem a universidade, mas nunca chegam a exercer a profissão, e há ainda aqueles que exercem profissão enquanto tornam-se empresários.
 
Grande parcela destes jovens decide tornar-se empresária com pouco ou nenhum conhecimento sobre a administração do negócio. Onde está o erro? Talvez no momento de identificar os objetivos profissionais.
 
Costumo dizer ao jovem indeciso quanto ao futuro profissional que curse administração de empresas, pois esta nunca será perdida. Afinal, na pior das hipóteses, somos todos administradores das finanças pessoais. E como já dito, a chance de constituir uma empresa nos dias de hoje é grande. Saber administrar é o primeiro passo de um empresário sucesso.
 
Gilmar Duarte (Empresário contábil, palestrante e autor do livro "Honorários Contábeis. Uma solução com base no estudo do tempo aplicado”)

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.