x
2020-11-20T14:08:26-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

LEGALIZAÇÃO DE EMPRESAS

respostas 4

acessos 59

LTDA PARA EIRELI

há 1 semana Sexta-Feira | 20 novembro 2020 | 14:08

Boa Tarde

Trabalho em uma empresa que até o final de 2019 estava enquadrada como uma sociedade uniprofissional, e em dezembro 2019 sofreu uma atuação da Prefeitura de SP e passou a ser uma empresa Ltda a qual não tem registro na JUCESP e sim em cartório de registro, ingressamos no PAT da PMSP para pagamento do Auto de Infração. Os sócios assumiram a divida cada qual com o seu respectivo faturamento, separado ficando 70% para um e 30% para o outro, esse ultimo ainda consta como sócio, só que o mesmo já não trabalha mais, queremos tirá-lo da sociedade e transformar a empresa numa eirelli. É possível fazer essa transformação? E como devemos proceder e quanto ao PAT temos que quitá-lo ou podemos transferir esses percentuais para cada sócio/CPF?

Aguardo um contato

há 1 semana Sexta-Feira | 20 novembro 2020 | 16:24

Obrigada André, já me falaram que vou ter que colocar outro sócio engenheiro e não quero, por pensei numa EIRELI, e também quero enquadrar minha empresa no simples nacional, tendo em vista que meu faturamento caiu e muito nos últimos meses, por exemplo meu faturamento acumulado nos últimos doze meses está em 241.758,63 e estou recolhendo os impostos por Lucro Presumido. Quero pagar o menos possível de impostos. E ainda assim tenho dúvidas com relação ao PAT que estou pagando, pois quero desvincular a parte do antigo sócio do CNPJ da empresa e não sei como fazer isso perante a Prefeitura.
 

há 1 semana Sexta-Feira | 20 novembro 2020 | 18:13

isso mesmo Andre, Eireli já é um tipo juridico em desuso, ltda unipessoal é muito mais viavel

Contador Atuante que busca oferecer oportunidades legais para os seus Clientes reduzir sua carga tributaria
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.