x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 1

acessos 365

Distribuição de lucro

alex

Alex

Bronze DIVISÃO 1, Auxiliar Escritório
há 8 anos Terça-Feira | 23 fevereiro 2016 | 15:44

Boa tarde!
Estou com uma empresa com saldo alto de caixa e com muito lucro para distribuir, mas essa empresa não paga os impostos, será que mesmo devendo imposto eu posso fazer as retiradas normalmente? Isso atrapalha em algo?
Ps: Estou com uma outra dúvida se quando uma empresa que tem um saldo altissimo de caixa quando eu quiser baixar esse saldo, se eu posso lançar somente na conta lucro acumulados (c) ou deixar em clientes e depois ir lançando como despesas diversas.



Juliano Dela Vedova

Juliano Dela Vedova

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 8 anos Terça-Feira | 23 fevereiro 2016 | 16:23

Também tenho essa mesma situação "saldo alto de caixa e com muito lucro para distribuir," a diferença que meu cliente pagas os impostos em dia, como medida conservadora, iremos distribuir o lucro, com valor limitado ao lucro presumido, e sugiro que faça o mesmo..

Agora para baixar o saldo de caixa da empresa, somente se a empresa tiver despesas mesmo, e começar a comprar mais produtos com nota, que acredito que é o que deve estar acontecendo, (a empresa esta comprando sem nota, e tem que vender com nota senão não consegue entregar seus produtos) a menos que o produto da empresa seja tão rentável e lucrativo..

Quanto a sua responsabilidade, conforme o CRC orientam precisamos registrar os fatos, se a empresa compra sem nota e vende com nota, se o caixa esta alto demais, lançamos o que temos documento hábil para comprovar, acho que fazer essas manobras de "deixar em clientes e depois ir lançando como despesas diversas " é furada.

Boa Sorte,

abraço

"Para ganhar conhecimento, adicione coisas todos os dias. "
"Para ganhar sabedoria, elimine coisas todos os dias."

Lao-Tsé

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.