x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 10

acessos 14.922

transferência de valor para conta dos Sócios

Izabella Regina de Carvalho Lima

Bronze DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Quarta-Feira | 22 agosto 2018 | 11:32

Bom dia,

Preciso de ajuda dos senhores de como deve efetuar os lançamentos contábeis da seguinte situação:

Estou fazendo a contabilidade de uma empresa em que o cliente vem transferindo valores da conta pessoa jurídica da empresa para sua conta pessoa física, ele sendo um dos sócios, para efetuar o pagamento das despesas da empresa por sua conta mesmo. Ele me passou que está fazendo isso por problemas na sua conta pessoa jurídica devido algumas deduções indevidas, mas é provisório até solucionar o problema, então assim que entra dinheiro na conta da empresa já é transferido para a sua conta pessoa física, onde ele efetua os pagamentos das despesas da empresa.
Minha dúvida é essas saídas da conta da empresa pra conta pessoa física devo lançar em qual conta??? Assim como as despesas de fornecedores devo fazer o lançamento sendo pagas por onde???


E a outra situação é os valores que são transferidos para o outro sócio? lança em lucros a pagar??? como ficaria o lançamento no final do ano?? Mês a Mês vou lançando em qual conta??

Edmar Oliveira Andrade Filho

Ouro DIVISÃO 1, Contador(a)
há 2 anos Quarta-Feira | 22 agosto 2018 | 15:43

Izabella,

Se o cliente te pagou é porque a entidade já tem um "contas a receber" que deve ser baixado. Se o dinheiro foi parar na conta do sócio; é ele (o sócio) que se torna devedor da entidade. O lançamento contábil é o seguinte:

D: Contas a Receber - Sócio Fulano de Tal
C: Clientes, duplicatas a receber ou contas a receber

Pelo pagamento de despesas da entidade por parte do sócio:

D: Despesas
C: Contas a Receber - Sócio Fulano de Tal

Sobre os valores transferidos para outro sócio é necessário saber a que título isso é feito. Em princípio você não distribuir lucro a um sócio sem fazer o mesmo a outro.

Se forem enviados recursos, esse fato poderia ser registrada assim:

D: Contas a Receber - Sócio Sicrano de Tal
C: Contas a Receber - Sócio Fulano de Tal

Quando for decidida a distribuição dos lucros é necessário fazer o seguinte lançamento:
D: Lucro do exercício ou lucro acumulado
C: Lucros a pagar - Passivo.

Para acertas as contas, depois de apurar os valores dos lucros a serem distribuídos a entidade terá que fazer o seguinte lançamento:

D: Lucros a Pagar - Passivo
C: Contas a receber - Sócio Fulano de Tal
C: Contas a Receber - Sócio Sicrano de tal.

Casos como estes são perigosos pois as autoridades fiscais podem considerar que os valores transferidos aos sócios são "pagamentos sem causa", sujeito ao art. 61 da Lei 8.981, que tem a seguinte redação:

Art. 61. Fica sujeito à incidência do Imposto de Renda exclusivamente na fonte, à alíquota de trinta e cinco por cento, todo pagamento efetuado pelas pessoas jurídicas a beneficiário não identificado, ressalvado o disposto em normas especiais.
§ 1º A incidência prevista no caput aplica-se, também, aos pagamentos efetuados ou aos recursos entregues a terceiros ou sócios, acionistas ou titular, contabilizados ou não, quando não for comprovada a operação ou a sua causa, bem como à hipótese de que trata o § 2º, do art. 74 da Lei nº 8.383, de 1991.

Portanto, todo cuidado é puco.









Renato Carvalho Costa

Prata DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Quarta-Feira | 22 agosto 2018 | 19:06

Izabella,

Eu faço um pouco diferente do nosso colega Edmar.

Lançamento da Saída do banco para o Sócio.

D - Retirada C/Socio (Conta do Ativo Circulante) . **Recomendo Colocar o nome do sócio pra ficar fácil o controle.
C - Banco

Pagamento de Despesas: (Aqui considero o seguinte, o dinheiro foi todo para a conta do sócio, mas o mesmo irá pagar contas da empresa com o próprio dinheiro que retirou da empresa). Então:

D - Despesas/Fornecedores/salários e outros
C - Retirada C/Socio

Lançamentos de Transferência para outros sócios.

D - Retirada C/Socio (conta do ativo circulante)
C - Banco

Você pode ir fazendo mensalmente estas retiradas que também são conhecidas como antecipação de lucros.

No final do ano eu faço o seguinte, após a apuração do resultado do exercício.

D - Lucro do Exercício
C - Lucros a Distribuir (Passivo Não Circulante) **Deixo neste grupo não circulante porque na maioria das vezes fica valor a distribuir para os próximos exercícios.

Depois faço a distribuição de lucros:

D - Lucros a Distribuir
C - Retirada C/Socio (Aqui baixo/zero tanto a conta dos sócios que só recebem as transferência, como do sócio que fez os pagamentos)


Espero ter ajudado, boa sorte e sucesso.

Manual Indispensável Para Contadores Iniciantes, ACESSE >> http://manualpraticascontabeis.kpages.online/manual-2020
Renato C. C. Colman
Contador e Consultor Empresarial
Contato: renatocosta.contador@gmail.com

Renato Carvalho Costa

Prata DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Quinta-Feira | 23 agosto 2018 | 10:13

Bom dia Izabella,

Uma correção no lançamento coloquei a conta como sendo ativo circulante mas olhei no meu plano de contas e é Não Circulante.

Classificado da Seguinte Forma:

120000000 ATIVO NÃO CIRCULANTE
120100000 ATIVO LONGO PRAZO
120102000 CRÉDITOS COM PESSOAS LIGADAS
120102001 RETIRADA DE SÓCIOS

Fica tudo no mesmo grupo, na mesma conta tanto do sócio que fez os pagamentos como para os outros. (Como disse apenas coloque o nome dos sócios pra ficar fácil a identificação e controle dos valores)
Tenho clientes que fazem isso é normal, eu coloco nesta conta porque quando ele faz a retirada tira tanto pra ele como para pagamentos da empresa. Ai pra eu não ficar colocando em várias coloco nessa conta mesmo porque no final do ano após os pagamentos ficará apenas o saldo de retirada dele.
A ideia é demonstrar que as obrigações e despesas da empresa estão sendo honradas pelo sócio.

Mas nada impede de você criar uma conta transitória para estes pagamentos, por exemplo uma conta de Valores Em Trânsito.

D - Valores Em Trânsito
C - Banco

Depois os Pagamentos.

D - Despesas/Fornecedores e Outras
C - Valores Em Trânsito

Só que aqui você terá um pouco mais de trabalho, porque não sei se seu cliente transfere exatamente o que vai pagar no mês se sim ótimo porque ai a conta zera certinho, se não o valor que sobrar vai ter que ir controlando para os meses seguintes ou transferir para a conta de retirada.

Manual Indispensável Para Contadores Iniciantes, ACESSE >> http://manualpraticascontabeis.kpages.online/manual-2020
Renato C. C. Colman
Contador e Consultor Empresarial
Contato: renatocosta.contador@gmail.com

Edmar Oliveira Andrade Filho

Ouro DIVISÃO 1, Contador(a)
há 2 anos Quinta-Feira | 23 agosto 2018 | 10:38

Izabella,

Sem querer polemizar com o Renato, observo que ele utiliza a conta Banco Conta Movimento no exemplo de contabilização. Essa referência me parece indevida porquanto nada passou pela conta corrente bancária da entidade, segundo entendi da descrição de seu problema. Portanto, cuidado.

Izabella Regina de Carvalho Lima

Bronze DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Quinta-Feira | 23 agosto 2018 | 12:18

Renato, mas é isso mesmo. O sócio transfere o dinheiro da conta da empresa para sua conta pessoa física e faz os pagamentos das despesas da empresa por lá, pela sua própria conta. Sim e os valores que são transferidos não são fixos. E ele falou justamente isso, o que sobra desses valores é o que ele fica.

Agora me dá uma dica, dá certo fazer como falou da primeira vez?? não vou ter problema com isso?? Porque na verdade ele queria que fizesse os lançamentos pelo caixa, já que o mesmo está alto. Mas vi que não vai mudar muita coisa visto que, o dinheiro sai da conta empresa e vai pra conta dele, e depois lançar a despesa saindo do caixa, vai ficar elas por elas, e não vai baixar o caixa. E essa situação sei que não é correta.


Agora me dá outra dica.. Aqui agente lança tudo no financeiro, e depois importamos pra contabilidade, no caso quando estiver fazendo as baixas das despesas no financeiro faço o pagamento por qual conta? Visto que no plano de contas financeiro não tem essas contas especificas.

Agradeço desde já!

Renato Carvalho Costa

Prata DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Quinta-Feira | 23 agosto 2018 | 12:35

Izabella,

Dá certo sim, não terá problemas quanto a isto, mas continue aconselhando que é melhor pagar tudo pela empresa mas pela gestão das contas e valores tanto da empresa quanto dele.

Cria uma conta no financeiro mas com outro nome que facilite o entendimento para o financeiro e controle.

Manual Indispensável Para Contadores Iniciantes, ACESSE >> http://manualpraticascontabeis.kpages.online/manual-2020
Renato C. C. Colman
Contador e Consultor Empresarial
Contato: renatocosta.contador@gmail.com

Izabella Regina de Carvalho Lima

Bronze DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Terça-Feira | 19 março 2019 | 11:37

Oii Renato,

Me tira uma dúvida, no caso o valor que sobrar nessa conta de retirada c/ sócio, é o valor que ele deve informar no IR de dele?? Pq ainda não tá fechado o balanço 2018, mas muito provavelmente vai dar prejuizo, de acordo com o balancete, mas tem saldo na reserva de lucro. Pode destribuir por ela?

Exemplo, foi transferido da conta da empresa pra conta do sócio um valor de 600.000,00, ele pagou de despesas da empresa 400.000,00, no caso restou um saldo de 200.000,00, esse valor seria o valor da retirada dele né isso?:/ No caso esse valor é o que deve ser informado no imposto de renda dele?, assim como na DIRF, quando a empresa enviou??

Desde já agradeço a ajuda!

Luiz Gustavo Sousa Silva

Prata DIVISÃO 3, Gerente Recursos Humanos
há 7 semanas Domingo | 21 fevereiro 2021 | 14:20

Boa tarde amigos!

Estou encerrando uma empresa que possui uma dívida de empréstimos com outra empresa. No caso do encerramento devo transferir esta dívida para os sócios na proporção da participação no capital social?

Empréstimo a Pagar Para Empresa X: 100.000,00
Sócia A: 50% do capital
Sócia B: 50% do capital

D - Empréstimo Empresa X: 100.000,00
C - Sócia A: 50.000,00
C - Sócia B: 50.000,00
Histórico: Valor que se transfere ref dívida destinada a sócia A/B (apuração de haveres empresa X).

Seria este o lançamento correto?

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.