x
2019-03-14T14:59:58-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 4

acessos 191

Ajustes de exercícios anteriores

há 1 ano Quinta-Feira | 14 março 2019 | 14:59

boa tarde, no caso de uma empresa ter em seu ativo registrado valores de alugueis a receber referente a 2009 á 2015 que não foram recebidos, e os mesmos estavam sendo cobrados em processo judicial onde foi feito um acordo em dez/2018.
dados:
1-os valores dos alugueis foram provisionados pela competência.
2-os valores não foram corrigidos na contabilidade.
3-o valor do acordo em dez/2018, o valor recebido é maior do que esta provisionado, devido a correções,multas, etc.

Duvidas:

1-os valores referentes a correções,multas ,juros recebidos podem ser lançados diretamente no resultado do exercício em 2018 OU tem que lançar em Ajustes de exercícios anteriores pela falta de provisão dos mesmos?

há 1 ano Quinta-Feira | 14 março 2019 | 16:18

Edson,

Só há ajuste em caso de erro; se o desfecho da ação ocorreu em 2018 não há que retificar o passado já que não existia o direito reconhecido. Havia, nos anos anteriores, quando muito, um ativo contingente.

Sobre os ativos contingentes veja o Pronunciamento Técnico CPC 25:

31. A entidade não deve reconhecer um ativo contingente.

32. Os ativos contingentes surgem normalmente de evento não planejado ou de outros não esperados que dão origem à possibilidade de entrada de benefícios econômicos para a entidade. Um exemplo é uma reivindicação que a entidade esteja reclamando por meio de processos legais, em que o desfecho seja incerto.

há 1 ano Quinta-Feira | 14 março 2019 | 16:55

Caro Edmar, obrigado pelo retorno

eu imagina que como na contabilidade esta provisionado apenas os valores dos alugueis(valor historico) que eu teria que atualizar e contabilizar os valores devido aos juro, cm, etc..

então resumindo, o processo foi finalizado em dez/2018 e os valores serão parcelados em 6 parcelas. Assim eu registros estes valores em dezembro/2018 (100% do valor a receber) debitando atico e creditando resultado, e mensalmente dando baixa das parcelas conforme pagamento debitando caixa ou banco e creditando ativo, é isso?

há 1 ano Sexta-Feira | 15 março 2019 | 15:25

Edmar, obrigado mais uma vez.

a diretoria sugeriu que fosse feito o reconhecimento/contabilizado os valores referente a receita financeira no momento do recebimento de cada parcela, e assim os impostos devidos(ir,cs ,pis ,cofins) fossem recolhidos no momento do recebimento das parcelas e não no momento do reconhecimento em dez/2018 que foi o encerramento do processo>

na minha opinião isso não pode ser feito, pq o regime de escrituração exigido para o Lucro Real é o de competência contábil.

se fizer da forma que eles querem pode gerar notificações fiscais.

concorda?

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.