x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 2

acessos 94

Regularizar saída para reformas sem nota na igreja

Samuel

Iniciante DIVISÃO 1, Analista Informática
há 2 anos Sábado | 14 setembro 2019 | 20:25

Olá a todos. Tenho uma dúvida que é o seguinte. Tem uma igreja que é filial, a muito tempo atras + de 30 anos a igreja foi totalmente reformada gerando gastos altos na época porém naquela época não era exigido comprovação de nota pela matriz, e tb nesta época ainda não era exigido contabilidade, pois bem, teve estas saídas e até havia recibos dos serviços prestados mas com tempo os recibos desgastaram, o pastor daquela época faleceu e outro assumiu sem saber deste gasto, anos depois foram feitos outras pequenas reformas também com pedreiro autonomo sem nota, ou seja, o dinheiro estava saindo do cnpj igreja filial mas sem comprovar fiscalmente a saída.

Aí no ano 2000 a matriz exigiu que todas filiais pelo Brasil tivesse contador e regularizasse todos docs/entradas/saída conforme foi regrado no novo estatuto naquela época valido até hoje. A partir de então todas entradas e saídas foram feitas com notas e tudo devidamente contabilizado e regularizado.

Certo dia o contador analisou o saldo da igreja e descobriu estes gastos citados sem nota, e nos questionou sobre o assunto. Nós da diretoria ficamos sem resposta, primeiro por que nem sabíamos de tais gastos e segundo como resolver esta situação, o saldo chega +100mil e a igreja não tem este dinheiro a vista para tal "pagamento", porem queremos regularizar a situação dentro da lei sem prejudicar a filial, o pastor e qualquer membro da diretoria.A matriz sabe do problema, em reuniões avisou que isso ocorre em todo brasil e que algumas igrejas foram regularizadas, mas não deram dicas de como resolver.

Lembrando que o saldo bancario da igreja não está negativo, ou seja, a igreja em si não deve nada pra ninguém, está com nome limpo, todas contas em dia e funcionarios em dia tb. Já pensamos em talvez depositar o dinheiro na conta da igreja mensalmente até atingir o valor do saldo em questão, o pastor até assumiu a responsabilidade de pagar do bolso dele estes valores claro parcelados, mas não sabemos ao certo se fazer isso basta para regularizar pois no fim das contas ainda continuaria sem as tais notas antigas e teoricamente não é o saldo bancario que está negativo e sim saldo fiscal, outra alternativa talvez exista alguma forma melhor sem ter que envolver dinheiro, li em alguns tópicos de problemas parecidos de a igreja filial emitir uma nota de saída, mas n sabemos se daria certo pois não haveria a entrada, outra alternativa talvez nós contratarmos um construtor para fazer uma nova reforma e ele nos dar esta nota real com o valor e claro pagaríamos por este servico mas teriamos a nota para comprovar o saldo, nem sei se isto legalmente pode ser feito por nós ou pela construtora e tb se resolveria o problema.

A diretoria está desesperada para resolver a situação sem ter que fechar igreja ou prejudicar o pastor, nós somos leigos no assunto e penso que talvez estejamos preocupados de mais e que talvez tenha uma solução simples para o problema dentro da lei que as vezes podemos resolver da melhor maneira sem prejudicar ninguém. Por isto peço por gentileza o auxilio de vocês nesta questão, o que fazer para regularizar contabilmente dentro da lei este problema???

Obrigado a todos pela atenção.

Wesley Mateus

Prata DIVISÃO 3, Contador(a)
há 2 anos Domingo | 15 setembro 2019 | 20:13

Boa noite.

              Samuel, pelo o que entendi antigamente saia dinheiro do banco da igreja sem as devidas comprovações, e não havia contabilidade, depois a matriz solicitou que fosse feito a contabilidade.
               Diante do exposto cabe um balanço de abertura já que a igreja não tinha contabilidade, ou seja, o novo contador irá fazer um levantamento dos bens direitos e obrigações e realizar os devidos registros e continuar a partir desses registros, pois não é recomendado voltar 30 anos atras para contabilizar.  Converse com seu contador e veja as opções. 

Boa sorte.

"Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida"
Consultor Especial

Paulo Henrique de Castro Ferreira

Consultor Especial , Contador(a)
há 2 anos Segunda-Feira | 16 setembro 2019 | 10:32

Bom dia Samuel.


No caso em questão como bem exposto por nosso amigo wesley o ideal é o contador que recebeu a igreja fazer um balanço de abertura; porém vejo que seria prudente um outro profissional fazer este levantamento e passar este balanço a ele.

att

Contador CRC MG 106412/O - Perito Contábil CNPC 087 - Avaliador Imobiliário CNAI 23358
Avaliação de empresas e processos de transferência societária;
Especialista em 3º Setor e em fusões, cisões e incorporações;
http://www.prosperarecontabil.com.br
Atenção: não dou consultorias por telefone! Somente por e-mail ou via whatsapp (audio ou mensagem)
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.