x
2020-06-02T14:38:45-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 2

acessos 46

Lançamento de Renegociação no DRE

há 16 semanas Terça-Feira | 2 junho 2020 | 14:38

Boa tarde amigos,
Trabalho como analista de sistema, e me ocorreu uma dúvida referente emissão de relatórios de DRE.
Se tenho um lançamento a pagar ou a receber, emitido no mês de maio/2020, este consta no DRE de maio/2020 normalmente pelo regime de competência.
Em junho/2020 é feita uma renegociação deste lançamento, onde é criado um novo lançamento no lugar do original conforme os critérios usados na renegociação.
Minha dúvida é: de acordo com o conceito do regime de competência, o lançamento original ainda deve constar no DRE de maio/2020? Ou em outras palavras, se eu emitir o DRE de maio/2020, o lançamento original precisa estar nele?
Se sim, muda alguma coisa se a renegociação foi no mesmo mês de maio/2020 ou se foi 3 meses depois?

há 16 semanas Terça-Feira | 2 junho 2020 | 15:53

Boa tarde.

Italo,

 "se eu emitir o DRE de maio/2020, o lançamento original precisa estar nele?"
O reconhecimento de receitas ou despesas deve ser feito no período em que ocorreu (regime de competência no seu exemplo maio/2020), independente do prazo de recebimento ou pagamento.

Se sim, muda alguma coisa se a renegociação foi no mesmo mês de maio/2020 ou se foi 3 meses depois?
Não, a renegociação por conta de uma dívida pode ocorrer em qualquer tempo.

Em junho/2020 é feita uma renegociação deste lançamento, onde é criado um novo lançamento no lugar do original conforme os critérios usados na renegociação.
Esse procedimento está incorreto. Nesse caso em junho somente deveria se contabilizar os eventuais juros/descontos incidentes sobre a renegociação.

atte,

atte,

Vanderlei Montrezol

Graduado em Ciências Contábeis e Pós-Graduado em Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS-BRGAAP) pela FECAP, empresário Contábil atuante desde 2010.
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.