x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 1

acessos 38

Como funciona a captação de recursos desproporcional ao capital social?

Dm

Iniciante DIVISÃO 3, Programador(a)
há 3 semanas Domingo | 11 abril 2021 | 18:38

Olá a todos!

Gostaria de entender uma situação bem comum no mercado de startups principalmente.

Digamos que eu tenha uma startup cujo capital social seja de R$ 250.000,00. Em estagio inicial sem muito faturamento ainda.
Mas surge uma oportunidade de capitar R$ 1,5 milhão, ou seja, 6 vezes o capital social da empresa.
Porém a porcentagem a ser cedida aos investidores será de 20%, o que equivale a R$ 50.000,00 do capital social.

Segundo um contador, todo o valor extra ao capital social seria considerado como ganho de capital e incidiria em imposto de renda de pessoa física, já que a empresa não possui bens ou faturamento que justifique tal valor investido.

Bom, eu não tenho experiência nessa área mas achei estranho ser assim visto que centenas de startups recebem milhões ou até bilhões em investimento, inclusive antes de faturar ou dando "prejuízo", devido a alta expectativa futura.

Por isso gostaria de entender um pouco desse processo de captação. Os sócios estão livres para definir o valor e a porcentagem vendida? Como fica o capital social depois disso?
Nesse contexto, nenhum dinheiro iria de fato para os sócios, iria tudo para investimento na empresa.

Muito obrigado!

João H Jr

Ouro DIVISÃO 1, Contador(a)
há 3 semanas Domingo | 11 abril 2021 | 22:16

DM,
Não se tratando de investidor-anjo, cuja operação de aporte é regida por legislação própria, a integralização de cotas com ágio, ou seja, por valor superior ao nominal, já que a participação será desproporcional ao aportado, levará o valor deste à tributação do IRPJ e da CSLL, nas sociedades limitadas.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.