x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 4

acessos 107

Ação Judicial perdida, com valores do parcelamento lançados no Ativo

Paula Moreira

Paula Moreira

Prata DIVISÃO 5, Contador(a)
há 1 ano Segunda-Feira | 29 agosto 2022 | 09:38

Bom dia, 

Fomos autuados indevidamente por ICMS não recolhido em 2017. 

Entramos com ação judicial mas como precisavamos  da CND estadual fizemos um parcelamento, cujos valores pagos iamos contabilizado no ativo, esperando o fim da ação. 

Agora chegou o deslinde e perdemos ação. O que fazer com esses valores ativados como à receber? 

Agradeço o auxilio

Anderson Kolera Silva

Anderson Kolera Silva

Ouro DIVISÃO 2, Coordenador(a) Contabilidde
há 1 ano Segunda-Feira | 29 agosto 2022 | 12:00

Bom dia !
Se a empresa perdeu o processo, vai continuar a pagar o parcelamento, certo?
Reconhece o total devido de ICMS no resultado (outras despesas operacionais) contra um passivo de curto e longo prazo, se for o caso, faz a baixa do saldo já pago (valores do ativo) e continue pagamento normalmente as parcelas do parcelamento.

Att.
Anderson Kolera Silva
[email protected]
https://www.linkedin.com/in/anderson-n-silva-17948740/
Consultoria e Freelancer:
Lucro Real | DFC - Demonstrativo do Fluxo de Caixa | ECD/ECF | Demonstrações Financeiras | Notas Explicativas |
"Quem come o fruto do conhecimento, é sempre expulso de algum paraíso"
Diego Jardim silva

Diego Jardim Silva

Ouro DIVISÃO 1, Encarregado(a) Contabilidade
há 1 ano Terça-Feira | 30 agosto 2022 | 11:00

Exatamente. Acredito que sua preocupação seja com relação ao princípio de competência (O ICMS era de outro ano, e não deste ano corrente). Para evitar distorções na interpretação da DRE, reconheça no resultado, e faça uma anotação de evento extraordinário nas notas explicativas para justificar a variação do desempenho na comparação dos exercícios.

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.