x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 9

acessos 14.749

Contabilização - Compra e Venda de Sucata

Cibele Lima

Bronze DIVISÃO 5, Não Informado
há 11 anos Quarta-Feira | 28 julho 2010 | 11:59

Colegas,

Como devo contabilizar a compra de material que eu sei que após um periodo serão vendidos como sucata?

OBS: nao faz parte da atividade operacional da empresa a venda de sucata

*Que lancamento faço na compra? (despesa? imobilizado?)

*Que lançamento faço ao vender?


Grata

Victor Hugo Campos

Prata DIVISÃO 1, Contador(a)
há 11 anos Quarta-Feira | 28 julho 2010 | 20:32

Cara Cibele, a senhora pode ser um pouco mais específica pois creio que não só eu mais outros colegas não consiguiram assimilar sua dúvida.

você compra um material que vai ser vendido como sucata?

fico no aguardo.

"Fazer do ofício uma diversão levada a sério" (Chico Science)

Andressa Francine Braz dos Santos

Bronze DIVISÃO 2, Controller
há 11 anos Quarta-Feira | 11 agosto 2010 | 09:35

Explicando melhor a minha pergunta: Essa empresa compra aparas de papelão de pessoa física (emitindo nota fiscal de entrada) e depois vende para as empresas. O serviço de contabilizar essa empresa foi tercerizado, pois o escritório que cuidava dessa empresa fechou e precisa entregar os livros contábeis. Como apurar o custo? e como contabilizar o ICMS de compra e venda?

Moderador

Claudio Rufino

Moderador , Contador(a)
há 11 anos Quarta-Feira | 11 agosto 2010 | 09:49

Andressa Francine Braz dos Santos, bem vina ao Forum Contabeis.

Colegas,
aproveitando a perguta da colega acima,
estou fazendo a contabilidade de uma empresa de venda de sucata, a minha dúvida é como contabilizar o icms sobre a compra e a venda, pois o icms é deferido. A contabilidade dessa empresa é dos anos de 2006/2007 e 2008. Me ajudem, pois tenho que entregar para o cliente

Pelas compras dentro do estado de São Paulo sendo o icms diferido, não há o que se falar em contabilizar porque este não é destacado na nota fical, certo?

Já pelas vendas para fora do Estado de São Paulo, deve ser contabilizado como custo ou despesa tendo como contra partida a conta do passivo circulante.

Explicando melhor a minha pergunta: Essa empresa compra aparas de papelão de pessoa física (emitindo nota fiscal de entrada) e depois vende para as empresas. O serviço de contabilizar essa empresa foi tercerizado, pois o escritório que cuidava dessa empresa fechou e precisa entregar os livros contábeis. Como apurar o custo? e como contabilizar o ICMS de compra e venda?

Para a purar o custo basta usar aquela formula do CMV, ok?

NOTA - Pelo teor de sua dúvida essa empresa que você se refere é lucro real, e foi pautado nessa ideia que redige as resppostas. Havendo mais duvidas retorne.

Bom trabalho.

Empresário, seja prudente, contrate profissional habilitado
Professor de Contabilidade
http://www.fcscontabeis.com.br
http://www.facebook.com/fcscontabeis
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
Moderador

Claudio Rufino

Moderador , Contador(a)
há 11 anos Quinta-Feira | 12 agosto 2010 | 10:11

Andressa Francine Braz dos Santos.

Legal, bom nesse caso se houver o destaque do ICMS pelas compras, faça aqueles lançamentos debitando a conta do ativo e creditando o estoque ou custos.

E pelas vendas o procedimento é aquele para o registro do ICMS debitando a conta redutora da receita e creditando o passivo cirluante, na apuração dos saldos dos impostos se houver, debite o passivo circulante e credite a conta de icms a recuparar.

Entendido? na pratica fica assim:

Apurando o ICMS:

Nas compras:

D = ICMS a recuperar(AC)*
C = estoques(AC) ou custos(CR)

Com esse lançamento você registra as compras e o ICMS a recuperar (se houver)

Nas vendas:

D = ICMS (CR)
C = Icms a recolher(PC)

Na apuração dos Saldos (se houver)

D = Icms a recolher(PC)
C = Icms a Recuperar(AC)*

*se houver

Empresário, seja prudente, contrate profissional habilitado
Professor de Contabilidade
http://www.fcscontabeis.com.br
http://www.facebook.com/fcscontabeis
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.