x
2018-06-14T16:03:37-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 3.368

acessos 293.678

eSocial - FOLHAMATIC

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 10:50

Carla bom dia.

sobre o problema das empresas que nao deixa gerar e nao tem nenhum erro no cadastro, o suporte Sage pediu pra fazer o teste da geração ativando a empresa no mes 07/2018.

Entao ative a empresa no mes 07/2018 e faça o teste, vou fazer agora as 11:00.

Eduardo

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 11:47

No dia 29/08/2018, próxima quarta-feira, a produção restrita (ambiente de testes) ficará fora do ar para procedimento de limpeza da base de dados. As empresas que enviaram eventos nesse ambiente de testes deverão reenviá-los posteriormente. Para realização da limpeza, o sistema ficará indisponível das 08h às 17h do dia 29.

Possivelmente, por esse motivo, muita coisa do esocial não vai funcionar hoje!

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 11:50

Pessoal desisto, não consigo falar no suporte, então espero a ajuda de vcs, como enviar uma filial, a matriz eu enviei separada como o suporte me orientou, agora quando vou enviar a filial, da erro que preciso enviar s1000 primeiro, não sei o que fazer.

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 14:32

Boa tarde Sandra Mara,

No cadastro da empresa "dados para e-Social /REINF está marcado que a empresa é filial? Eu tenho 2 filiais, fiz o envio da matriz e depois enviei da filial sem problema, pois o S-1000 é só da matriz.

Felipe,

Estou com um problema parecido, a carga já foi enviada, retornou tudo ok exceto 2 jornadas, limpei a fila, não tem nada pendente para retorno (exceto S-2200 que teoricamente não era para enviar agora, mas aparecem com bolinhas vermelhas) e eu não consigo alterar nada no cadastro, aparece que eu tenho que esperar o fim da carga (que já foi feita).
Abri chamado offline, mandaram atualizar a folha, limpar a fila e tentar novamente, não funcionou. Ontem fiquei das 09:00 as 16:45 no telefone, caiu a ligação incrivelmente perto das 17:00, hoje estava tentando atendimento via chat desde as 08:45 e acabaram de finalizar a sessão sem atendimento.

Não sei mais o que fazer...

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 14:43

Natasha está marcado como filial, fiz assim em configuração de transmissão coloquei aCNPJ da matriz e em empresas selecionadas apenas a matriz e meu certificado como fiz com todas as empresas, tudo certinho, deu tudo ok
Depois o suporte mandou em configuração de transmissão o mesmo procedimento so quem empresas selecionadas, selecionar apenas a filial.
Estou achando que o erro está em configuração para transmissão, está certo?

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 14:54

Pode ser, nas minhas configurações deixei as 2, matriz e filial, enviei primeiro a matriz e depois a filial, deu tudo certo.

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 15:41

Boa Tarde colegas!

Estou com problemas e se alguém puder me ajudar, agradeço.

Estou com condomínios para serem entregues (são os únicos que não tenho certificado de todos).
Os que eu tenho e estou gerando a carga inicial, está dando erro 411 que a assinatura é inválida do certificado.
Pois bem, todos os certificados foram feitas as procurações para o certificado da contabilidade.
Já fui até o ECAC e constatei que existe a procuração, para todos os serviços para o CNPJ da contabilidade.
O certificado da contabilidade é o A1, faço a configuração corretamente e mesmo assim, várias empresas estão constando o erro 411.
Alguém pode me ajudar?
Desde já, agradeço à atenção de todos.

Cordialmente
Roberta Rodrigues.
"Aquilo que repartir, multiplicar-se-á .Aquilo que não compartilhar, dividir-se-á e desaparecerá."
há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:07

Boa tarde!

Alguem sabe me informar o que eu preciso preencher para fazer diretamente do site do e-social? Fiz uma empresa . preecnhi dados do empregador e o sistema solicitou a senha do certificado. Depois vi que tem outra aba com tabelas, maso sistema não está permitindo preencher. É assim mesmo?

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:21

Sandra Mara,

Ativei a filial e gerei a carga inicial, o próprio sistema da Folhamatic gerou tudo, exceto S-1000 e S-1010. Espero que esteja correto :)

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:36

Luciana Barboza,

Boa Tarde!

Quem for o administrador do sistema (TI ou gerente), que pode habilitar as abas dentro do sistema.
Não aconselho cadastrar direto no eSocial, pois são muitas tabelas que você terá que preencher.

Cordialmente
Roberta Rodrigues.
"Aquilo que repartir, multiplicar-se-á .Aquilo que não compartilhar, dividir-se-á e desaparecerá."
há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:38

Boa tarde pessoal,

Vocês sabem nos informar se é obrigatório preenchimentos de todas as rubricas, conforme a tabela do Manual do e-Social? Ou poderemos cadastrar apenas as rubricas utilizadas?

Desde já agradeço a atenção e colaboração.

Att.,

Daniela

há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:40

Daniela Cristina dos Santos,

Os eventos que você não for configurar para levar para o eSocial, você coloca data final e tica inativo, ele não irá levar esses eventos. Fiz em mais de 300 eventos que não utilizo.

Cordialmente
Roberta Rodrigues.
"Aquilo que repartir, multiplicar-se-á .Aquilo que não compartilhar, dividir-se-á e desaparecerá."
há 2 anos Quarta-Feira | 29 agosto 2018 | 16:43

BOA TARDE PESSOAL!

Já para as demais empresas privadas do país - que possuam faturamento anual inferior a R$ 78 milhões – o eSocial torna-se obrigatório a partir da próxima segunda-feira (16/7). A medida anunciada hoje é uma opção oferecida aos micro e pequenos empregadores e MEIs. No entanto, os empregadores deste grupo que tiverem interesse em ingressar no eSocial desde já, também terão acesso ao sistema a partir da próxima segunda (16) .

Para o eSocial, em princípio, todo o público formado pelas empresas privadas com o faturamento anual inferior a R$ 78 milhões – incluindo micro e pequenas empresas e MEIs – é considerado como empresas do segundo grupo de empregadores

Além disso, desde janeiro deste ano, o eSocial já está em operação para as grandes empresas – que possuem faturamento anual superior a R$ 78 milhões – e que formam para o eSocial as chamadas empresas do primeiro grupo. Atualmente, 97% delas já integram as bases do eSocial.

Já a partir de 14 de janeiro do ano que vem, o eSocial torna-se obrigatório também para os órgãos públicos (terceiro grupo). Quando totalmente implementado, o eSocial reunirá informações de mais de 44 milhões de trabalhadores do setor público e privado do país em um mesmo sistema e representará a substituição de até 15 prestações de informações – como GFIP, RAIS, CAGED E DIRF – por apenas uma.

Implantação por fases

Assim como está acontecendo com as grandes empresas e como ocorrerá com os entes públicos, a implementação do eSocial para as empresas do segundo grupo – excluídas nesta momento a obrigatoriedade de pequenas empresas e MEIs - se dará de forma escalonada, dividida em cinco fases, distribuídas deste mês de julho a janeiro de 2019. Dessa forma, os empregadores incluirão gradativamente suas informações no sistema.

A partir deste dia 16 até o dia 31 de agosto, os empregadores deverão enviar ao eSocial apenas informações de cadastro e tabelas das empresas. Em relação aos MEIs que possuam empregados e que optem por já ingressar no eSocial, o Comitê Gestor do eSocial esclarece que, na prática, eles não terão nenhuma informação para prestar antes de setembro, já que os dados da 1ª fase (cadastro do empregador e tabelas) são de preenchimento automático pela plataforma simplificada que será disponibilizada para este público.

Apenas a partir de setembro, os empregadores do segundo grupo precisarão incluir na plataforma informações relativas a seus trabalhadores e seus vínculos com as empresas, como admissões, afastamentos e demissões, por exemplo. Finalmente, de novembro até o final de 2018, deverão ser incluídos dados referentes às remunerações dos trabalhadores e realizado o fechamento das folhas de pagamento no ambiente nacional.

Em relação às micro e pequenas empresas e MEIs, como esses estarão obrigadas ao eSocial somente a partir de novembro – quando ingressarem no sistema, eles deverão prestar as informações referentes às três fases iniciais do cronograma.

Em janeiro do ano que vem haverá, para o segundo grupo como um todo, a substituição da Guia de Informações à Previdência Social (GFIP) pelo eSocial e a inserção de dados de segurança e saúde do trabalhador no sistema.

Já os empregadores pessoas físicas, contribuintes individuais – como produtor rural e os segurados especiais – somente deverão utilizar o eSocial a partir de janeiro de 2019

Plataforma simplificada

Nos próximos dias, serão ser disponibilizados os novos portais do eSocial, onde os empregadores poderão inserir diretamente as informações, sem necessidade de sistemas para integração.

Também será disponibilizada a partir do próximo dia 16, a plataforma simplificada destinada aos MEIs. Neste ambiente simplificado – semelhante ao eSocial do Empregador Doméstico – não será necessário o uso de certificado digital, podendo o empregador acessá-lo apenas por código de acesso. A plataforma simplificada permitirá ao microempreendedor realizar cálculos automáticos via sistema, como o que realiza o cálculo de rescisões e a ferramenta de férias, por exemplo.

A maioria dos MEIs - que não possuem empregados e por esta razão não estarão obrigados ao eSocial - continuarão prestando contas normalmente ao governo por meio do SIMEI, o sistema de pagamento de tributos unificados em valores fixos mensais voltados para aos microempreendedores individuais e que lhes garante a isenção de impostos federais como o IPI, por exemplo. Para este público, nada muda.

Histórico – O eSocial é uma iniciativa conjunta do Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal. O programa visa aumentar a produtividade e reduzir a burocracia no setor produtivo, unificando as informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas dos empreendedores em um banco de dados único.


Página 46 de 123
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.