2019-09-13T17:14:31-03:00
x

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 4

acessos 139

Inicio Férias coletivas

há 9 semanas Sexta-Feira | 13 setembro 2019 | 17:14

Boa tarde!

De acordo com a reforma trabalhista, o inicio das férias não poderão ter inicio em até dois dias que antecede o DSR. Gostaria de saber se a mesma regra vale para férias coletivas, por exemplo, dia 25/12 é feriados as férias coletivas não poderão ter inicio dia 23/12?

Att.,

há 5 semanas Sexta-Feira | 11 outubro 2019 | 15:23

Boa tarde

Estava vendo ESSA MATÉRIA de um sindicato e no último parágrafo tem o texto:
Nas fábricas da Ford de Camaçari (BA) e Taubaté (SP), as férias coletivas de fim de ano vão ocorrer entre 23 de dezembro e 6 de janeiro, informa a empresa.

Minha dúvida é.. Se o próprio sindicato está autorizando o início dia 23/12/2019 não seria porque essa regra dos 2 dias não vale pra férias coletivas?

há 5 semanas Segunda-Feira | 14 outubro 2019 | 11:01

Também acho Alberto, pois a legislação não clara se é férias individuais ou coletivas, lembrando que, as coletivas tem um tratamento diferenciado. Por analogia entendo que o texto da reforma trabalhista se refere as férias individuais, mas em todo caso, se o Sindicato fizer algum comunicado formal alterando esta data, acho que seria válido confirmar com o jurídico da empresa e acatar.


Att.,

há 5 semanas Segunda-Feira | 14 outubro 2019 | 14:13

Boa tarde a todos!

Tenho um cliente que tem apenas uma empregada (professora de inglês, mensalista). Ela tem foi admitida em 04/02/2019, o empregador quer dar férias de 15 dias, em dezembro/2019. 

Em dezembro/2019 ela terá direito a 25 dias de férias, vai tirar 15, acredito que não precisa alterar o período aquisitivo de férias. Porque em fevereiro vai completar um período aquisitivo, quando terá direito aos 15 dias restante.

Qual a opinião de voces?

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.