x
2020-05-04T16:50:26-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 1.067

acessos 317.477

BENEFICIO EMERGENCIAL - SUSPENSÃO CONTRATO

há 6 dias Quinta-Feira | 30 julho 2020 | 18:41


Oi Dâmaris Raquel  como conseguiu  resolver a questão da devolução do valor recebido a mais, no caso de antecipamento da vigência do contrato, que apareceu a informação de pagamento já enviado ao banco? Estou na mesma situação.

Desde já agardeço,

há 5 dias Sexta-Feira | 31 julho 2020 | 14:19

Boa tarde! 
Alguem abriu recurso ref. ao beneficio emergencial que não foi pago/aprovado? 

Fiz um recurso há um mês e até agora está em analise? 

Alguem nessa situação ou alguém teve resposta? 

há 5 dias Sexta-Feira | 31 julho 2020 | 14:33

Prezados, boa tarde!
Alguém poderia me dar uma informação... 
Uma empresa, que trabalha de segunda a sexta-feira, vai suspender seus funcionários por 30 dias, essa suspensão pode ter início no sábado? 
Ou precisa ser na segunda-feira?

Desde já agradeço.

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 10:53

Wander Sarto, Bom dia!!!
estou com o mesmo problema que o seu. Reduzi a vigência do acordo para poder cadastrar um novo e o sistema entendeu de forma errada, e ai apareceu essa notificação de recebimento indevido de beneficio. Ja procurei em tudo, ja mandei e-mail, ja liguei. A unica coisa que falam é que tem que aguardar a liberação de cadastrar recurso.

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 11:11

Bom Dia
Foi realizada a suspensão de 60 dias de um funcionário em 06/04/2020, sendo que a primeira parcela referente ao mês de abril não foi recebida, recebendo apenas a parcela referente a Maio. 
Acompanho aqui no fórum no incio de julho, foi sugerido o cancelamento da suspensão e o reenvio da mesma, que o funcionário receberia as parcelas referente a abril e maio devendo quando o recebimento efetuar a devolução da parcela de maio através de uma GRU. 
Sendo que a suspensão dos meses de abril e maio reenviada foi cancelada e cessada, bem a redução 30/70 do mês de junho  do mesmo e a nova suspensão referente a julho aparecendo essa mensagem em todos os processos do funcionário:
Um dos funcionários apareceu a seguinte mensagem: Benefício Suspenso por valor pago a maior devido a cancelamento/redução. / Benefício está suspenso pois há valores a restituir referente a acordos anteriores e em breve o saldo a pagar ou a receber serão calculado e informado.
Sendo que o funcionário ate o momento recebeu apenas o mês de maio e ainda vai ter que devolver ?
Alguém pode me ajudar...   qual canal devo procurar?

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 11:11

Ana Leticia,
Vi um post desse idêntico ao seu que não me lembro em que tópico foi, mas um colega respondeu que sim, no meu ponto de vista como o colaborador não trabalha no sábado e para evitar problemas futuros, o ideal é iniciar a suspensão na segunda.

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 12:54

Alguem aqui teve o recurso analisado? 
Eu estou com esse problema do benefício suspenso e entrei em contato com o 135, falaram que a unica solução seria abrir recurso para apurar o ocorrido, o problema é que eu abri um recurso no dia 01/07 e que ainda se encontra em 'aguardando análise' , ou seja, imagina esse que abri no dia 31/07. Alguem sabe como resolveria? :( tá complicado

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 13:43

Boa tarde Pessoal!!

Para compartilhar, resposta que recebi hoje pela manhã do SRTE/SC:

"ATENÇÃO AS NOVAS DETERMINAÇÕES PARA O BEm
Informamos que a anistia de prazo para envio foi prorrogado até 09/08/2020. Portanto todos
os requerimentos com pendência em que não seja possível interpor recurso podem
ser reenviados com os dados corretos.
Por favor se atentem as datas.
Benefícios cancelados indevidamente deverão ser reencaminhados também até o prazo
acima.
DAIANE SONZA
Agência Regional em Joaçaba
Superintendência Regional do Trabalho em Santa Catarina
Ministério da Economia"
Pelo que entendi, para quem cancelou indevidamente algum acordo, deveria reencaminhar o mesmo novamente, vou tentar fazer dessa forma, pois cancelei indevidamente um acordo, que deveria ter reduzido.

há 2 dias Segunda-Feira | 3 agosto 2020 | 14:26

Oi Bruna boa tarde
Sim eu já tive um que já foi analisado e foi indeferido devido que o mesmo já foi CESSADO.
Mais aí fica a pergunta:
"como o recurso foi indeferido se a 2ª parcela era para ser liberada em 26/06/2020 e antes desta data já se sabia que foi suspenso, o recurso só abriu para nós em  23/06/2020 e a resposta só veio agora dia 30/07/2020". 

Com certeza nesta data já tinha cessado. Isto é um descaso com o trabalhador, esse nosso governo não serve para nada.
Tentei ver se podia recorrer mais não tem esta opção, se alguém sabe por favor nos informe






  

há 9 horas Quarta-Feira | 5 agosto 2020 | 10:45

Bom dia, a todos!

Estou com uma dúvida, fiz o cadastro de suspensão para 2 funcionários no empregador web, no dia 27/07 e 29/07  para 60 dias. Porém estou verificando diariamente e aparece a informação como não processado. 
Os acordos que fiz para outros funcionários foram de redução e o processamento foi no dia seguinte.

Alguém sabe se demora muito para ser processado o acordo de suspensão ? 

"Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos." Salmos 119:105

Alessandra Favilla
Analista Dpto Pessoal.
há 8 horas Quarta-Feira | 5 agosto 2020 | 11:13

Bom dia Keylla! 

O que a empresa fez nessa situação que o recurso foi indeferido? Fez o pagamento do salario da funcionaria integral por ter sido negado o beneficio? 

Montei um recurso no dia 26/06 e até agora está em analise, não tive resposta. 

há 7 horas Quarta-Feira | 5 agosto 2020 | 12:08

Alessandra,
Estão demorando mais que o previsto, são tantos os problemas nesse EW que eles não estão conseguindo solucionar, e só quem sai prejudicado é a empresa e o funcionário infelizmente
Ana Maria,
Ainda não foi lançado nada a respeito da devolução do BEM

Página 36 de 36
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.