x
2020-09-06T09:58:33-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 1

acessos 82

Cancelamento de contrato e problema com colaboradores

há 7 semanas Domingo | 6 setembro 2020 | 09:58

Bom dia.

Estou com um problema em plena véspera de feriado, trabalho em uma empresa do estado de São Paulo e recentemente iniciamos o processo de contratação de alguns colaboradores, três são do norte do país e se deslocaram até aqui por vontade própria, perguntaram se teria vaga e como foi dito que sim eles vieram.
Pagamos pelos exames deles, alimentação, hospedagem e até mesmo curso com o técnico de segurança. Durante a hospedagem, chegaram alcoolizados duas noites seguidas e um até mesmo assediou a recepcionista do hotel, a empresa optou por pagar o valor das passagens, tanto o valor que gastaram para vir, tanto o valor que vão gastar para voltar para suas casas.
Foi assinado o contrato de experiência por parte deles e seria entregue em mãos, não foi feito nenhum registro na carteira de trabalho até o momento, seria feito na terça feira. Eles alegam que além do valor das passagens (que já foi pago), eles querem receber a quebra de contrato e disseram que não deixam o hotel até receberem.
Não entregar essa cópia desse contrato pode resultar em alguma medida jurídica para a empresa?
Aproveita para outra pergunta, a empresa (nesses casos do funcionário vir de outro estado para registrar por vontade própria e não por chamado da empresa) deve reembolsar o valor da passagem?

Obrigado desde já e perdão por ter me estendido tanto.

há 6 semanas Quarta-Feira | 9 setembro 2020 | 11:33

Bom dia

Eu aconselharia finalizar a admissão e depois realizar o processo de rescisão, por término de contrato antecipado.
Eles podem entrar com processo contra a empresa, por mais que o contato tenha partido inicialmente deles, gerou-se a expectativa da contratação, dessa forma podem alegar depois expectativa de contratação “frustrada".
Visto que existiu um contrato de experiência, provavelmente foi feito o contato por telefone e/ou e-mail, foi realizado exames e etc.

Acredito que esse é o processo mais correto a ser tomado e diminuir os riscos de uma possível ação trabalhista.
Nós tínhamos um termo na antiga empresa ,nos casos em que o funcionário vinha de fora (por vontade própria),
em que ele afirmava que veio por própria vontade e não uma solicitação da empresa.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.