x

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 4

acessos 185

PEDIDO DE DEMISSÃO/DEMISSÃO POR PARTE DO EMPREGADOR

Wilian Marcelo

Prata DIVISÃO 1, Gerente Operacional
há 23 semanas Domingo | 29 novembro 2020 | 23:34

Prezados, boa noite!

Atualmente, trabalho no porto de Santos como Gerente. 

Devido ao meu estresse ao longo dos anos, situações vividas dentro da empresa, desenvolvi depressão e ansiedade.

Em agosto desse ano, em uma consulta de rotina, o médico me encaminhou com urgência para o psicologo e psiquiatra para tratamento. Fiquei internado para observação por algumas horas e fui liberado.

Me receitaram 2 antidepressivos e 10 dias de atestado. Ao retornar para o trabalho, meu superior me culpou por ter apresentado atestado e alegou que ele ficou na mão. Obs: Há um rapaz indicado por ele que trabalha mais tempo que eu e não sabe fazer as atribuições.Eu era o único que sabia porque me comprometi a aprender.

2 dias depois do retorno, meu filho nasceu prematuro. Quando retornei da licença, o mesmo me comunicou que eu estaria de férias em outubro.

Ao retornar de férias, trabalhei normalmente e no final do expediente, o funcionário mais "chegado" do meu superior, mostrou a conversa onde o mesmo, estava solicitando meu desligamento para semana seguinte.

Fiquei mal, tive crise de ansiedade e fui parar no médico.

No dia seguinte, tinha consulta já agendada com a psiquiatra e ela notou minha crise e deu 30 dias de atestado.

Agendei a pericia para segunda semana de dezembro. Porém, no dia 23, uma outra empresa me chamou para realizar entrevista.

Fiz normalmente, passei por avaliação e me mandaram uma proposta. 

Aceitei a proposta e comecei a dar entrada na admissão.

Fui conversar com o superior para ele me mandar embora quando retornasse da pericia, pois ia pedir pro perito indeferir. Não comentei sobre o novo trabalho.
 
Porém, ele não quis. Agendei uma nova consulta com outra psiquiatra e vou pedir pra ela realizar um laudo para "quebrar" o atestado e cancelar a pericia.

A pergunta é: Se ela passar um laudo que estou em condições de voltar e eu cancelar a pericia, posso retornar e pedir as contas? Posso fazer de "tudo" para que me mandem embora?

Ou preciso passar pela pericia de qualquer jeito visto que, estou quase no final do atestado e já se passaram mais de 25 dias de afastamento?

Obrigado.

Articulista

Leandro Ribeiro de Andria

Articulista , Consultor(a)
há 23 semanas Segunda-Feira | 30 novembro 2020 | 08:53

Bom dia Willian,

Nesse caso a empresa é responsável pelos primeiros 15 dias de afastamento.

Pós esses dias, a responsabilidade passa pro INSS, por isso do agendamento da pericia.

Você consegue cancelar o agendamento, se for o caso.

No entanto, não irá receber os dias de afastamento que seriam pagos pelo INSS.

Muito cuidado com esse fazer de tudo para ser mandado embora, você pode levar uma justa causa, por exemplo.

Como você já comentou que esta acabando o afastamento, e logo você retornaria ao trabalho, você pode pedir demissão.

Aliás é melhor pedir demissão, do que ficar fazendo de tudo pra ser mandado embora, ainda mais que no seu caso, se trata de um novo trabalho.

Provavelmente a empresa, fará exame de retorno, para verificar sua aptidão.

Att,


Profissional com mais de 7 anos de experiência na área de Recursos Humanos atuando em recrutamento e seleção, e departamento pessoal.
Fundador da Andria Consultoria e Assessoria Humanizada Reestruturação de (Currículo, Linkedin e Simulação de entrevista).
Articulista do Portal Contábeis e Contabilidade na TV.

Wilian Marcelo

Prata DIVISÃO 1, Gerente Operacional
há 23 semanas Segunda-Feira | 30 novembro 2020 | 10:04

Leandro, bom dia.

Obrigado pela resposta.

Sobre o pagamento, estou ciente que a empresa vai pagar somente os 15 dias.

Sobre fazer de tudo, pensei em falar direto com o dono da empresa, ir direto na matriz do RH e conversar e solicitar que a empresa me mande embora.

Já não tenho vontade de continuar na empresa, quase morri ano passado por besteira da empresa. Sai escoltado pela PF e fui ameaçado de morte por meses.

Sobre o exame de retorno, não sei se vai ser necessário, pois não dei entrada no beneficio ainda.

Mas,obrigado

Articulista

Leandro Ribeiro de Andria

Articulista , Consultor(a)
há 23 semanas Segunda-Feira | 30 novembro 2020 | 11:37

Entendo Willian,

Você comentou ali que quer a empresa te mande embora, então você não está disposto a pedir demissão? 

Pela situação relatada, e por você estar com outro emprego, talvez o pedido de demissão seja o ideal para você, e não a dispensa por parte da empresa.

Mas cabe a você analisar.

Att,

Profissional com mais de 7 anos de experiência na área de Recursos Humanos atuando em recrutamento e seleção, e departamento pessoal.
Fundador da Andria Consultoria e Assessoria Humanizada Reestruturação de (Currículo, Linkedin e Simulação de entrevista).
Articulista do Portal Contábeis e Contabilidade na TV.

Wilian Marcelo

Prata DIVISÃO 1, Gerente Operacional
há 23 semanas Segunda-Feira | 30 novembro 2020 | 12:52

Leandro, boa tarde.

Sobre estar disposto a solicitar o pedido de demissão, sim, estou disposto. Porém, preciso esperar os tramites finais da outra empresa antes disso.

Como eu comentei, estou em um quadro depressivo. Onde eu fui conversar com o meu superior e o mesmo deu a entender que eu não seria mais desligado.

Pelo fato de, se eu abrir um processo na justiça, com a demissão ao retornar de uma pericia por depressão, existe um risco grande da empresa perder em vias judiciais. 

Meu superior é muito "politico". Ele sabe onde pisa.

Quero retornar e verificar a possibilidade de que a empresa me mande embora, caso não, eu solicito meu desligamento.

Mas a dúvida é o seguinte: Com um novo laudo médico e sem pericia, posso retornar sem ter que passar por um médico do trabalho e solicitar a demissão?

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.