x
2020-08-20T11:47:09-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

LEGALIZAÇÃO DE EMPRESAS

respostas 1

acessos 46

Sociedade simples

há 10 semanas Quinta-Feira | 20 agosto 2020 | 11:47

Bom dia, um cliente (que é medico) pretende registrar uma clinica medica, por ser uma atividade profissional pretendo registrar no cartório como sociedade simples, porem, a esposa dele é fisioterapeuta, e os dois pretendiam abrir essa empresa, embora não exerção a mesma atividade especifica ambos ja trabalham em uma clinica exercendo atividades diferente claro, mas do mesmo gênero, que é desenvolvimento de atletas e recuperação de lesões. Aqui vai minha primeira duvida:

Por não serem profissionais exatamente da mesma área, poderiam abrir esse tipo de empresa?

E, eu posso registrar essa empresa como se fosse unipessoal, mas que não ficasse preso ao prazo de 180 dias?

há 10 semanas Quinta-Feira | 20 agosto 2020 | 15:01

sociedade simples é uma sociedade entre duas ou mais pessoas, que tem como objetivo a prestação de serviços por meio de seus sócios. Neste tipo de parceria, os sócios exercem a suas profissões ou prestam serviços de natureza pessoal. Podemos citar como exemplo, a parceria entre médicos, nutricionistas, dentistas, advogados, pesquisadores e escritores, entre outros profissionais, que formam uma sociedade para oferecer serviços alinhados com as suas atividades pessoais.
Esse tipo de sociedade geralmente abrange atividades intelectuais. Cooperativas e associações, por exemplo, com fins sociais e culturais, sempre se enquadram como sociedades simples.

Premissa esta contida na Lei n° 10.406/2002 a partir do artigo 997.

Todavia, uma sociedade unipessoal neste arranjo não vejo sentido, a tempos atrás tivemos a sociedade limitada unipessoal, que poderá figurar com um único sócio apenas na condição de limitada, inclusive a DREI n° 81/2020 prevê esta situação.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.