x

FÓRUM CONTÁBEIS

SOBRE O PORTAL CONTÁBEIS

respostas 6

acessos 1.643

Ser Contador no Brasil é Desesperador!!!

Claudenei da Silva Brito

Prata DIVISÃO 1, Micro-Empresário
há 1 ano Quinta-Feira | 7 junho 2018 | 15:05

Sped bloco k, e-social, efd-reinf, dctf web, nf-e 4.0, mudanças na legislação a todo momento, prestar contas para todos os órgãos existentes.

Tudo isso para 2018/19 com um país a beira de um colapso, onde as empresas estão falidas e não nos pagam justamente porque precisam pagar os maiores impostos do mundo e viver para cumprir obrigações acessórias a um governo sedento em arrecadar e pouco disposto a distribuir.

Será que ninguém enxerga isso, que esse é o principal problema? Que um país que espanta investidores e empresas por ser o pais mais complicado tributariamente do mundo, não tem mais como dar certo e está fadado ao fracasso?

Que se não mudarmos isso com urgência vamos falir? Que sem uma reforma tributaria e desburocratização e simplificação dos tributos, não tem mais volta? Quem vai querer investir em um país onde se passam 28 dias no mês preparando papéis e declarações para o governo? Onde empreender é ser quase um criminoso? O Brasil vai falir, os empresários não conseguem mais sustentar isso!!

Acredito que devemos para de aceitar calados porque engravatadinhos por ai digam que isso é normal, por que não é! O Brasil não esta preparado para mostrar seu estoque e ser 100% correto com seu fisco, por que simplesmente é impossível pagar todos os tributos existentes neste bananal! Nem vou comentar a questão cultural e sim dizer que isso é insustentável e que estamos a beira de um colapso!!!!

Sinceramente estou procurando outra profissão e até outro pais, por que cansei de ser escravo neste lugar!!

Guilherme Heiderichi

Ouro DIVISÃO 1, Musico
há 1 ano Quinta-Feira | 7 junho 2018 | 15:26

Belo depoimento,

Claro que tem pessoas muito bem estabelecidas que vão discordar de você, sempre teve aquele contador que caiu no lugar certo no momento certo, aquele quer herdou profissão contábil da família, e outras exceções, mas está complicado pra geral.

Atualmente sou contabilista interno de empresa e presto alguns autônomos, está ficando inviável. Nos olham como despesa sempre... e sem essa de diferenciais. Não está sobrando tempo pra ser o contador diferenciado, que ajuda o cliente com sacadas, consultorias, etc, num emaranhado de burocracias. Pessoas ao redor pensar que consultoria contábil é grátis, os MEIs virando a solução pra tudo.

Realmente é bom ir procurando outras alternativas, tem hora que desanima demais!

Atenciosamente,
Guilherme Heiderichi Correia - Contador/CRCSP

Edson Carlos Musial

Bronze DIVISÃO 3, Micro-Empresário
há 1 ano Quinta-Feira | 7 junho 2018 | 16:07

Meu caro Claudenei.
Concordo em 1000% com todo o teu desabafo, pois sou contabilista há mais de 40 anos e durante todo este tempo, agora muito mais, somos "palhaços" destes governos corruptos e incompetentes e nunca tomamos uma atitude descente contra tudo isto que hoje presenciamos. Estamos vendo nossos empresarios entrarem em falencia pois não suportam tamanha carga tributaria. Imaginem que anos atrás o governo proclamou o Simples como a salvação para as micro e pequenas empresas, porém o que hoje vemos é uma extorsão contra estas empresas, pois o Simples não é tão Simples e de "imposto favorecido" não tem nada. É Extorsivo!!!!. Imagine se voce "micro empresario" tem um pequeno negocio que te renda hoje uma margem de lucro liquido na faixa de 10%. Com certeza é um bom negocio levando-se em consideração a nossa inflação de menos de 1% ao mes. Pois este seu bom negocio não é tão bom assim. Analise comigo:
Faturamento mensal:- R$. 15.000,00 x 10% margem de lucro liquido = R$. 1.500,00 (lucro liquido mensal)
Faturamento anual:- R$. 15.000,00 x 12 = R$. 180.000,00 (anual) - aliquota do simples = 4%
Faturamento mensal:- 15.000,00 x 4%(simples) = R$. 600,00 (imposto pago mensalmente)
Resultado final:- R$. 600,00 (Simples) representa 40% do seu lucro liquido mensal, isto mesmo, 40%(quarenta por cento)!!!! pro governo....
Se esta extorsão acontece na faixa mais barata do simples, imagine nas faixas de 8%, 10%, 12%...é um roubo!!!!
Isto porque os "tecnicos" do governo não corrigem a tabela do Simples há quase 10 anos e neste periodo a inflação com certeza chegou a quase 100%, ou seja, quem vendia R$. 180.000,00 por ano em 2008 e hoje em 2018 vende R$. 360.000,00 ele não dobou o faturamento de seu negocio, apenas houve a correção natural dos preços pela inflação, mas pro governo este empresa cresceu 100% e aí, como a empresa cresceu passa a pagar aliquotas maiores, de 5%, 6%, 7%, etc...
Onde estamos nós contabilistas que nunca tomamos nenhuma providencia contra este governo que não hesitará em nos colocar "na cadeia" se por ventura cometermos algum deslize em nossa profissão ante as infindaveis obrigações burocrátias que nos empurram goela abaixo todo dia... Chega!!! Temos que defender os empresario que são o objetivo maios do nosso trabalho e que estão fadados a fechar suas portas se algo não for feito urgentemente....

Claudenei da Silva Brito

Prata DIVISÃO 1, Micro-Empresário
há 1 ano Quinta-Feira | 7 junho 2018 | 17:16

É isso mesmo Edson, nem falamos ainda da tabela de imposto de renda totalmente desatualizada!

Guilherme, se pegarmos grandes empresas elas dificilmente são abaladas por crises, mas isso é 1% do Brasil e dos contadores que estão lá!
E o pior é que trabalhamos feitos loucos e não recebemos por isso ou somos pouco valorizados!

A economia não gira mais e este é o principal motivo! Isso está chegando a um ponto onde vai estourar. É insustentável!!
Eu tinha empresas e indústrias que voavam até metade da década de 2000, que davam muito lucro e giravam forte! Hoje em dia elas penam para estarem abertas e isso é 100% culpa das politicas de arrecadação desesperadas do governo! E não, não é sinal dos tempos, são empresas muito necessárias para os dias atuais e com bons administradores.

Não é possível controlar uma sociedade 100%, é a historia de outras eras se repetindo mais uma vez. Vamos ruir!!

Consultor Especial

Paulo Henrique de Castro Ferreira

Consultor Especial , Contador(a)
há 1 ano Quarta-Feira | 20 junho 2018 | 07:47

Pois é Claudinei e agora surgiram por ai as contabilidades de R$ 1,99, isso aumenta ainda mais o grau de dificuldade.

Mas sabe de uma coisa: eu acho que nós contadores saimos desta.



att

Contador CRC MG 106412/O - Perito Contábil CNPC 087 - Avaliador Imobiliário CNAI 23358
Avaliação de empresas e processos de transferência societária;
Especialista em 3º Setor e em fusões, cisões e incorporações;
http://www.prosperarecontabil.com.br

Andrei Fernandes da Costa

Ouro DIVISÃO 3, Contador(a)
há 1 ano Quarta-Feira | 20 junho 2018 | 07:57

Realmente está desesperador, acho que o Guilherme foi preciso quando disse que tá difícil ser um contador diferenciado... falta tempo para tudo, muita burocracia. E o pior, acho que não vai mudar em nada... tende a piorar, apesar de concordar com o Paulo que vamos sair dessa, a possibilidade de sequelas é bem grande para a classe contábil.

"A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.
Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!"

Chico Xavier

Bruno Ribeiro Silva

Prata DIVISÃO 3, Auxiliar Contabilidade
há 31 semanas Segunda-Feira | 14 janeiro 2019 | 13:45

Encontrei esse tópico hoje, li a pergunta e todas as mensagens, só vi verdades dos colegas. O excesso de obrigações acessórias aliada à cada vez maior necessidade de lidar com problemas tecnológicos que não tem nada a ver com a nossa formação estão nos sufocando e dificultando demais a contabilidade de ser o que deveria ser. Às vezes nós perdemos quase um dia inteiro tentando resolver detalhes totalmente inúteis para a contabilidade de fato, como, por exemplo, um campo tal, de um informativo tal, que deveria estar assim, mas está assado. Ou então, a eterna luta contra um dos maiores vilões da contabilidade, o Java. Ou também lutando contra um erro banal do validador da DCTF 3.5, por exemplo. Eu poderia citar centenas de detalhes que todos os dias nos fazem perder uma quantidade enorme de tempo, mas vocês sabem como é.

E o pior de tudo, é ver colegas que estão em uma situação mais confortável dizendo com o peito estufado e o nariz empinado de que o mercado tá cheio de contador puramente técnico, que não faz o que deveria fazer, e só se importa em ser um mero entregador de guias para os clientes e preenchedor de obrigações acessórias. Não que muitos de nós de fato não estejamos sendo isto, porém, alguém tem que fazer isso também não é verdade? Em um escritório com vários profissionais, alguém terá que ser esse tipo de contador, não é verdade?

Eu concordo totalmente que o governo nos sufoca demasiadamente e nos faz reféns das obrigações acessórias, só não concordo é em ver colegas de profissão que conseguiram chegar em uma posição de mais liberdade profissional apontando que os outros colegas estão assim porque escolheram estar assim, porque não fizeram por merecer, como se alguém também não tivesse que fazer esse serviço chato e sufocante que o governo impõe.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.