x

FÓRUM CONTÁBEIS

SOBRE O PORTAL CONTÁBEIS

respostas 94

acessos 106.443

Contador de Graça para MEI

Thiago Martins Figueira

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 1 ano Segunda-Feira | 4 dezembro 2017 | 15:38

A abertura do MEI concordo que não deverá haver cobrança. Porém, serviços anuais como declarações e impressão de guia, pode ser cobrado, pois nos custa tempo, internet, papel e tinta. E se possuir funcionário, deverá haver cobrança mensal.

Matheus Alves

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 1 ano Quinta-Feira | 14 dezembro 2017 | 23:46

Boa noite pessoal,

peço desculpa se a pergunta já tiver sido levantada nas paginas anteriores, mas a respeito dessa obrigatoriedade de atendimento dos MEIs para que a empresa contábil se enquadre no SIMPLES, como que funciona isso ? ... digo, quantos MEIs eu tenho que atender ou como é feito esse controle junto da receita ou o próprio CRC, há alguma declaração que nós contadores fazemos ?

Desde já agradeço a atenção!


Att.
Matheus Alves

Moderador

Márcio Padilha Mello

Moderador , Contador(a)
há 1 ano Sexta-Feira | 15 dezembro 2017 | 08:31

Matheus Alves,

Bom dia. A empresa contábil optante pelo SN deve fazer a inscrição e a 1ª DASN-SIMEI, sem limite de atendimento. "Controle" é feito com base em denúncias de cobrança pelo atendimento ...

Cristiano Dias

Bronze DIVISÃO 4, Contador(a)
há 41 semanas Domingo | 2 dezembro 2018 | 19:12

Boa noite colegas de profissão!

Se possível me ajudar com ideias e sugestão para encaminharmos essa carta ao nosso Presidente Jair Bolsonaro em 02/02/2019 como segue:

A
Sua Excelência Presidente da Republica Sr. Jair Bolsonaro.

Venho pelo presente informar o trabalho de escravidão sofrido pela nossa classe contábil ao qual eu faço parte em especial em São Paulo, SP., uma vez que estamos sendo obrigado a trabalhar para o Microempreendedor MEI de forma gratuita imposta por Lei Complementar 128/2008 e resoluções do comiter gestor da microempresa aprovado pela gestão da Presidenta Sra. Dilma Rousseff do PT Partido dos Trabalhadores que determina que temos que trabalhar de graça para essa turma.

Diante desses fatos expostos peço sua atenção para que nos ajude com mudanças de forma e condições que possamos cobrar um valor em torno de meio salário mínimo para que assim possamos arcar com a manutenção de nossas despesas e reparação de tempo empregado para atender essa turma.

Nesse sentido esclareço que não sou contra a turma do MEI, mas acredito que todos estudantes de ciências contábeis, contadores, estudantes de direito, advogados e empresários que presam pelo crescimento de nosso País, não pode aceitar um mecanismo que não trás segurança administrativa e nem segurança jurídica nem para os que se escreve nessa modalidade de C.N.P.J., nem para os que são contratados como empregados, nem para empresas que contratas esses C.N.P.J.'s até porque o MEI não tem a segurança de proteção ao seu capital social que existe na modalidade de empresa EIRELI, LTDA e S/A.

Nossa sugestão é que adque o MEI da mesma forma e condições que trata a EIRELI para que seu teto venha sofrer as correções com base no salário mínimo existente e dessa forma e condições os inscritos no MEI consiga realizar os empréstimos bancários com mais reforço no capital de giro.

Estou a disposição para ajudar nesses possíveis o mais rápido possíveis para que a sonegação e inadimplência que existe no MEI hoje venha reduzir.

Fico no aguardo de um contato para tratarmos e reformular esse programa de forma a beneficiar o Governo Federal, Empreendedores de nosso País e todos estudantes e profissionais que estudam diariamente e trabalham para manter nosso País em um patamar de prestigio mundial.

Qualquer dúvida é só entrar em contato para melhorias desse programa.

"Brasil Acima de Tudo, DEUS Acima de Todos.

Atenciosamente,

Cristiano Dias

Página 4 de 4
1 2 3 4

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.