MOMENTO CONTÁBEIS

Nova lei de autenticação de documentos em reconhecer firma|Veja as informações sobre a EFD|

Contábeis o portal da profissão contábil

18
Oct 2018
00:13

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


pgdas 2018

378respostas
58.548acessos
  

mostrando página 10 de 13
Marcelo Bueno Terada

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens9
pontos160
membro desde25/02/2014
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 15:54:41
boa tarde, alguém poderia me informar se o cnae : 4221-9/04 incide o fator R, trata-se de instalação e manutenção de torres.

Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.496
pontos11.902
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 15:57:41
Boa tarde,
Marcelo Bueno Terada

O CNAE 4221-9/04 não é sujeito a Fator "r", permanece no Anexo IV.

PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
Daiana Soares

Usuário Estrela de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens592
pontos5.145
membro desde10/12/2012
cidadeTiete - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 16:02:30
Mensagem Editada por Daiana Soares em 14/02/2018 16:03:48
Marcelo Bueno Terada Boa tarde ela se enquadra no Anexo IV Se no Ano de 2017 ela era Anexo V ou VI ai ficaria sujeito ao Fator (r), Mas nesse caso não.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Marcelo Bueno Terada

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens9
pontos160
membro desde25/02/2014
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 16:06:13
Obrigado pessoal

Jessyca

Usuário Estrela Vermelha

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens4.567
pontos42.888
membro desde26/06/2015
cidadeFranca - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 16:10:22
Marcelo,

De acordo com o CNAE que você me passou veja o resultado da IOB:

Análise Preliminar
CNAE: 4221-9/04 - Construção de estações e redes de telecomunicações

ANEXO(s): ANEXO IV
Enquadramento Simples Nacional: PERMITIDA
Simples Nacional: Lei Complementar nº 123/2006, art. 18, § 5º-C, I.Nota: Não estará incluída no Simples Nacional a Contribuição Patronal Previdenciária - CPP para a Seguridade Social, a cargo da pessoa jurídica, prevista no inciso VI do caput do art. 13 da Lei Complementar nº 123/2006, devendo ela ser recolhida segundo a legislação prevista para os demais contribuintes ou responsáveis. (Lei Complementar nº 123/2006, § 5º-C)

“...carpe diem, quam minimum credula postero"


http://spedconsultoria.com.br/
José Luiz Pereira

Usuário Novo

profissãoGerente Controladoria
mensagens8
pontos75
membro desde21/10/2015
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 20:20:05
Olá Pessoal, boa noite!

Tenho uma empresa prestadora de serviços recém criada (Fev./18) com CNAE principal 8630-5-03, sem movimentação de Faturamento e sem Folha de Pagamento / Pró-labore. Como eu estou iniciando nestes procedimentos, gostaria de contar com ajuda dos colegas para me informar se esta se enquadra no Anexo III e se está sujeita ao fator "R".

Agradeço antecipadamente a atenção e resposta.

José Luiz

Yuri Aquino

Usuário Estrela Dourada

profissãoEncarregado(a) Contabilidade
mensagens1.183
pontos9.314
membro desde22/06/2010
cidadeAndradina - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 20:41:16
Mensagem Editada por Yuri Aquino em 14/02/2018 20:41:51
José Luiz Pereira, boa noite.

Segue consulta da ferramenta do portal:

8630-5/03 - Atividade médica ambulatorial restrita a consultas

Esta atividade compreende:
- as atividades de consultas e tratamento médico prestadas a pacientes externos exercidas em consultórios, ambulatórios, postos de assistência médica, clínicas médicas, clínicas oftalmológicas e policlínicas, consultórios privados em hospitais, clínicas de empresas, centros geriátricos, bem como realizadas no domicílio do paciente

Lista de Atividades do CNAE

Simples Nacional

Atividade Permitida
O CNAE 8630-5/03 não está incluso nos §§ 1º e 2º do Art. 8º da Resolução CGSN nº 94 de 2011
A atividade acima poderá segregar a receita pelo Anexo III (*)
(*) apenas se o fator R for maior que 28%

Observação:

Permitida a opção pelo Simples a partir de 01/01/2015 conforme Lei Complementar 147/2014 e Resolução CGSN/SE nº 117/2014

Base Legal: Art. 18, § 5º-B, Lei Complementar 123/2016

Observação (à partir de 2018):

Quando o Fator R for inferior a 28%, deverá ser tributado pelo Anexo V conforme art. 18, §5ºM, inciso I da Lei Complementar 123/2016

Ou seja, haverá a necessidade de consideração do Fator R.

"Nas horas difíceis, jamais baixe a cabeça, porque a solução para o problema não está no chão, mas sim na sua determinação."

1 pessoa aprovou esta mensagem.

José Luiz Pereira

Usuário Novo

profissãoGerente Controladoria
mensagens8
pontos75
membro desde21/10/2015
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 21:18:30
Yuri Aquino,

Muito obrigado pelo rápido retorno.

Na sua resposta você comentou que foi baseada em "consulta da ferramenta do portal"; assim sendo, agradeço novamente em informar onde localizo essa ferramenta neste Portal.

Mais uma vez obrigado.

José Luiz Pereira

Yuri Aquino

Usuário Estrela Dourada

profissãoEncarregado(a) Contabilidade
mensagens1.183
pontos9.314
membro desde22/06/2010
cidadeAndradina - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 21:21:23
José Luiz Pereira,

Na parte superior do site, parte de Ferramentas, item Simples Nacional.

Informe o CNAE, clique em Consultar CNAE e terá o resultado da consulta.

"Nas horas difíceis, jamais baixe a cabeça, porque a solução para o problema não está no chão, mas sim na sua determinação."
José Luiz Pereira

Usuário Novo

profissãoGerente Controladoria
mensagens8
pontos75
membro desde21/10/2015
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de fevereiro de 2018 às 21:29:39
Yuri Aquino,

Muito obrigado!

José Luiz Pereira

Elisangela Henrique

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoContador(a)
mensagens253
pontos2.012
membro desde09/09/2010
cidadeTaboao da Serra - SP
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 11:01:26
Pessoal,

aos que estão com o caso do ISS maior que 5% e o PGDAS 2018 não redistribuiu, alguma solução?
Joana Darc Macieira

Usuário 5 Estrelas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens180
pontos1.303
membro desde26/03/2010
cidadePetropolis - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 11:11:06
Bom dia colegas,

Eu estou com o mesmo problema do Welton.
Quando tento gerar o DAS, 01/2018 o sistema informa um erro: MSG_E0062 - "Nenhuma atividade selecionada. É necessário selecionar pelo menos uma atividade"
Mas eu selecionei a atividade não entendi a que campo de seleção o sistema se refere.
Alguém sabe como resolver isso ?

Grata
Joana

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Elisangela Henrique

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoContador(a)
mensagens253
pontos2.012
membro desde09/09/2010
cidadeTaboao da Serra - SP
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 11:20:11
Joana,

já tentou gerar em outro navegador?
Joana Darc Macieira

Usuário 5 Estrelas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens180
pontos1.303
membro desde26/03/2010
cidadePetropolis - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 11:32:51
Já tentei sim, Elisangela... mas dá o mesmo erro
Silvio Alves

Usuário Novo

profissãoAssistente Administrativo
mensagens4
pontos42
membro desde29/07/2014
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 11:36:45
Oi Joana,

Eu estava com o mesmo problema.
É alguma incompatibilidade com o certificado digital, só consegui enviar utilizando o código de acesso.
Yuri Aquino

Usuário Estrela Dourada

profissãoEncarregado(a) Contabilidade
mensagens1.183
pontos9.314
membro desde22/06/2010
cidadeAndradina - SP
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 13:14:12
Elisangela Henrique, boa tarde.

Eu tive esse problema e postei aqui mesmo a resposta da RFB.

Voltei na página 9 e verá meu post.

"Nas horas difíceis, jamais baixe a cabeça, porque a solução para o problema não está no chão, mas sim na sua determinação."
Elisangela Henrique

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoContador(a)
mensagens253
pontos2.012
membro desde09/09/2010
cidadeTaboao da Serra - SP
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 13:55:46
Yuri, muito obrigada.

Confesso que tinha lido tanto outros tópicos aqui dentro do fórum mesmo, acabei me perdendo e não vi sua postagem. Valeu por compartilhar.

Devo dizer que isso me deixa insegura, porque o governo deixar de receber seu percentual é bem estranho, mas vamos aguardar pra ver se irão corrigir isso. Por ora, o cliente sai ganhando, pois paga menos imposto, só espero que não venham cobrar isso mais adiante com correção, juros, multa etc.
Flavio Marquez Ribeiro

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens2
pontos279
membro desde18/01/2017
cidadeQuirinopolis - GO
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 15:29:13
Marcos Nunes Vi que você ajudou muitos colegas. Será que poderia me ajudar com o CNAE 58.12-3/01 (edição de jornais diários). Ele entra no FATOR R?


Se outro colega do fórum souber e puder me orientar, eu agradeço.
Luciana Dias Barros

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens1.880
pontos11.929
membro desde07/10/2009
cidadeBananeiras - PB
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 15:37:19
Flavio Marquez Ribeiro essa atividade pode ser um dos anexos:

ENQUADRAMENTO - Considerando apenas a atividade analisada no código CNAE, a empresa poderá optar pelo Simples Nacional. Antes de realizar a opção pelo Simples Nacional, é necessário observar as hipóteses de vedação relacionadas no Anexo VI da Resolução CGSN nº 94/2011, observado o disposto no artigo 17, § 2º, da Lei Complementar nº 123/2006.

ATIVIDADE COMERCIAL - Nos casos de comercialização de jornais, revistas e demais periódicos de produção terceirizada, por tratar-se de atividade mercantil, tributada mediante aplicação das alíquotas constantes do Anexo I da Lei Complementar nº 123/2006, de acordo com a Solução de Divergência COSIT nº 21/2013.

ATIVIDADE INDUSTRIAL - Conforme a Solução de Divergência COSIT nº 21/2013, a prestação de serviço de editoração e impressão de jornais, revistas e demais periódicos, por ser caracterizar-se como atividade industrial, será tributada mediante aplicação das alíquotas constantes do Anexo II da Lei Complementar nº 123/2006.

INCIDÊNCIA SIMULTÂNEA - Deverá ser analisado se a atividade envolve prestação de serviço de acordo com a legislação de cada Município, sendo informada no PGDAS-D, em tais casos, a incidência simultânea de IPI e ISS.

PRESTAÇÃO DE SERVIÇO - A veiculação de anúncios nas páginas de jornais, revistas e demais periódicos deverá ser tributada mediante aplicação das alíquotas constantes do Anexo III da Lei Complementar nº 123/2006, segundo a Solução de Divergência COSIT nº 21/2013.

IMUNIDADE - Deve ser observada a imunidade aplicável a livros, jornais, periódicos e ao papel destinado à sua impressão (Constituição Federal, artigo 150, inciso VI, alínea "d").

Luciana Dias Barros Martins
Contabilista
Empresária Contábil
Assessoria Tributária

Dias & Dias Contabilidade
diasdiascontabilidade.com.br
contato@diasdiascontabilidade.com.br
diasdiascontabilidade.blogspot.com

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Flavio Marquez Ribeiro

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens2
pontos279
membro desde18/01/2017
cidadeQuirinopolis - GO
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 15:45:10
Luciana Dias Barros no meu caso seria "PRESTAÇÃO DE SERVIÇO - A veiculação de anúncios nas páginas de jornais, revistas e demais periódicos deverá ser tributada mediante aplicação das alíquotas constantes do Anexo III da Lei Complementar nº 123/2006, segundo a Solução de Divergência COSIT nº 21/2013."

Nesta hipótese, aplica-se o FATOR R? Em consulta à ferramenta CNAE aqui do fórum aparece a "Base Legal: Art. 18, § 5º-F, Lei Complementar 123/2016".


Desde já, agradeço!
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.496
pontos11.902
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 15:47:50
Boa tarde
Flavio

Resumidamente, esta atividade pode atividade ser três anexos: I, II ou III.

*Comercialização de jornais, revistas e demais periódicos de produção terceirizada, por tratar-se de atividade mercantil é ANEXO I
*Serviço de editoração e impressão de jornais, revistas e demais periódicos é ANEXO II
*veiculação de anúncios nas páginas de jornais, revistas e demais periódicos é ANEXO III.

Observe depois com calma a Solução de Divergência COSIT n° 021/2013.

Esta atividade não é sujeita a fator "r". Apenas são sujeitas ao fator "r" as atividades que até 2017 eram Anexo V ou Anexo VI, e a Fisioterapia que era Anexo III. As demais, seguem sem alterações.




PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
Patrícia Egêa

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoContador(a)
mensagens292
pontos2.471
membro desde29/05/2014
cidadeSorocaba - SP
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 17:34:40
Marcos Nunes, boa tarde!

"Esta atividade não é sujeita a fator "r". Apenas são sujeitas ao fator "r" as atividades que até 2017 eram Anexo V ou Anexo VI, e a Fisioterapia que era Anexo III. As demais, seguem sem alterações."

Então quer dizer que uma empresa com a atividade "6209-1/00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação" que em 2017 era tributada no anexo III não está sujeita ao fator "r" em 2018?

Caio Rezende Jardecino

Usuário Novo

profissãoAuxiliar
mensagens4
pontos114
membro desde24/03/2011
cidadeNiteroi - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 20:13:03
Prezados, boa noite. Estou apurando um DAS no qual uma parcela da Receita foi proveniente de um serviço prestado em outro município. Ao segregar no anexo III destinando o percentual para o devido município não estou tendo o abatimento dos 2,00% referentes ao ISS retido em minha nota. Faço tudo corretamente informando a receita para o outro município, a parcela da receita e o percentual de redução conforme a NFS-e. O DAS está apurando o ISS com o valor cheio somando com o que eu pago de fato em meu município de origem. Por que está ocorrendo isto ?
Yuri Aquino

Usuário Estrela Dourada

profissãoEncarregado(a) Contabilidade
mensagens1.183
pontos9.314
membro desde22/06/2010
cidadeAndradina - SP
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 08:40:43
Caio Rezende Jardecino, bom dia.

Se o ISS foi retido você tem que selecionar o item: Prestação de Serviços, exceto para o exterior - Não sujeitos ao fator “r” e tributados pelo Anexo III, com retenção/substituição tributária de ISS, para que não ocorra a incidência de ISS novamente.

Provavelmente você está selecionando outro item.

"Nas horas difíceis, jamais baixe a cabeça, porque a solução para o problema não está no chão, mas sim na sua determinação."
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.496
pontos11.902
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 08:58:25
Bom Dia
Patrícia Egêa

Então quer dizer que uma empresa com a atividade "6209-1/00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação" que em 2017 era tributada no anexo III não está sujeita ao fator "r" em 2018?


É o seguinte, este mesmo CNAE pode e não pode ser sujeito ao fator "r".

Até 2017 ele poderia ter dois anexos, dependendo da atividade:


*O serviço de instalação de equipamentos de informática e programas de computador será tributado no Anexo III.

*Nos casos em que a atividade seja mediante assessoramento, para solucionar problemas e recuperação de panes, como atividade intelectual do suporte técnico em programas e sistemas de computador, a tributação será do Anexo VI.


Então, apenas a segunda atividade será sujeita ao fator "r".




PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
Michele

Usuário Iniciante

profissão
mensagens42
pontos353
membro desde01/02/2016
cidadeGuarulhos - SP
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 09:12:18
Bom dia consulto cnae 4330402na econet e no simulador de calculo informa que tem o fator r no anexo III, vai automaticamente para o anexo V
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.496
pontos11.902
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 09:53:47
Bom Dia
Michele

Este CNAE 4330/4-02 é um CNAE que pode e não pode ser sujeito ao fator "R", vai depender da atividade exercida.

Quando a prestação de serviços refere-se a serviços análogos, que têm por finalidade manter, conservar ou embelezar obra existente, ou aumentar-lhe a utilidade, a prestação será tributada mediante do Anexo III. Então não é sujeita ao fator "r".

De acordo com a Solução de Consulta nº 081/2013, a prestação de serviço de instalação de portas, janelas, tetos, divisórias e armários embutidos de qualquer material (CNAE 4330-4/02) e de montagem de estruturas metálicas (CNAE 4292-8/01) será tributada no Anexo IV. Então não é sujeita ao fator "r".

A prestação de serviços de instalação ou montagem de estandes para feiras, quando não integrada à atividade de criação, é tributada no Anexo V. Esta é sujeita ao fator "R".







PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
profissãoContador(a)
mensagens6
pontos35
membro desde15/02/2018
cidadeJaboatao dos Guararapes - PE
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 10:54:13
Bom dia gente.
Alguém possui a Atividade de CORRETORES CNAE 66.22-3-00 e concluiu pesquisas se permanece ANEXO III e se terá fator "r"?
Podem me ajudar?
Qual melhor caminho desta pesquisa e conclusão?
Grata,
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.496
pontos11.902
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 10:58:10
Bom Dia,
Edivania Lourenço Rodrigues

o CNAE 6622-3/00 não é sujeito ao fator "r". É tributada no Anexo III.
Artigo 18, § 5º-F, da Lei Complementar nº 123/2006


PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
Caio Rezende Jardecino

Usuário Novo

profissãoAuxiliar
mensagens4
pontos114
membro desde24/03/2011
cidadeNiteroi - RJ
Postada:Sexta-Feira, 16 de fevereiro de 2018 às 11:01:16
Yuri, bom dia. Se seleciono este item não consigo fazer a menção para município para qual houve o recolhimento. Este caso é aplicado quando a retenção ocorre no próprio município, o que não foi o meu caso (Ex. Construção Civil). Os próprios fiscais aqui do RJ solicitam que seja feita a menção ao município para onde foi recolhido o ISS.

mostrando página 10 de 13

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César