x

FÓRUM CONTÁBEIS

AUDITORIA E PERÍCIA

respostas 37

acessos 4.941

Grupo de estudos Exame QTG-CNAI 2019

Karla Fez

Iniciante DIVISÃO 5, Analista Contabilidade
há 1 semana Quinta-Feira | 10 outubro 2019 | 19:29

NÃO PODEMOS ENTRAR COM O MESMO TEXTO, ENTÃO MODIFICAR OU ACRESCENTAR ALGUNS PONTOS, ALTERAR A FORMATAÇÃO TAMBÉM



EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR (A) DOUTOR (A) DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PARA REGISTRO NO
CADASTRO NACIONAL DE AUDITORES INDEPENDENTES (CNAI) DO CONSELHO FEDERAL DE
CONTABILIDADE (CFC) EDITAL CFC/CAE N.º 3/2019

 
 
 
I. DOS FATOS
 
Questãoreescrita:
QUESTÃO 16
De acordo com as disposições da legislação societária, entre oscritérios para mensuração dos ativos, considera-se valor justo:
a) das matérias-primas e material secundário, o preço pelo qualpossam ser vendidos no mercado.
b) dos bens ou direitos destinados à venda, o preço líquido derealização mediante venda no mercado, deduzidos os impostos e demais despesas
necessárias para a venda, e a margem de lucro.
c) dos investimentos, o valor obtido pela equivalênciapatrimonial.
d) dosinstrumentos financeiros, o valor que pode se obter no resgate.
Avalie as afirmativas acima e assinale a opção CORRETA.
 
A questãocolocada no corpo do texto contém duas respostas corretas sendo que uma a letra
“B” que foi devidamente divulgada, mas também temos a resposta letra “D”, pois
no que se refere aos instrumentos financeiros, o valor justo pode se considerar
o valor que pode se obter no resgate, como podemos ver alegislação:
 
Critérios de Avaliação do Ativo
Art. 183. No balanço, os elementos do ativo serão avaliadossegundo os seguintes critérios:
§ 1o  Para efeitos do disposto nesteartigo, considera-se valor
justo:                                (Redaçãodada pela Lei nº 11.941, de 2009)
a)das matérias-primas e dos bens em almoxarifado, o preço pelo qual possam ser
repostos, mediante compra no mercado;
b)dos bens ou direitos destinados à venda, o preço líquido de realização mediante
venda no mercado, deduzidos os impostos e demais despesas necessárias para a
venda, e a margem de lucro;
c)dos investimentos, o valor líquido pelo qual possam ser alienados a terceiros.
d) dos instrumentosfinanceiros, o valor que pode se obter em um mercado ativo, decorrente de transaçãonão compulsória realizada entre partes independentes; e, na ausência de um
mercado ativo para um determinado instrumento financeiro:                         (Incluídapela Lei nº 11.638,de 2007)
1) o valor que se podeobter em um mercado ativo com a negociação de outro instrumento financeiro de
natureza, prazo e risco similares;
                        (Incluídopela Lei nº 11.638,de 2007)
 
Quando especificamos resgate, podemos dizer que é uma operaçãofinanceira e por ser uma operação financeira a mesmo deverá acontecer dentro de
um Mercado Ativo, que por sua vez tem a seguinte definição, conforme
PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC-04:
Mercado ativo é um mercado no qual severificam as seguintes condições:
(a) os itens transacionados no mercadosão homogêneos;
(b) compradores e vendedores dispostos a negociarpodem ser encontrados a qualquer momento;
(c) os preços estão disponíveis para opúblico.
Já por sua vez o instrumentofinanceiro dispensa, mas podemos dizer que o Instrumentofinanceiro é um contrato que dá origem a um ativo financeiro, a um passivo financeiroou a um instrumento patrimonial.
 
II- DOS PEDIDOS
Ante o exposto, requer:
a) seja concedida a anulação daquestão 16, pois a mesma levou no seu entendimentos a ter duas alternativas
corretas, sendo que somente poderia marcar uma alternativa, assim a questão é
plausível de anulação.
 
Nestes termos,pede deferimento.
Porto Alegre –RS, 09 de outubro de 2019.

Rafael

Bronze DIVISÃO 3, Auditor(a)
há 1 semana Quinta-Feira | 10 outubro 2019 | 20:39

Olá Karla, 

Se tiver outras questões para entrar e puder compartilhar.....estou verificando recursos para algumas dessas: 
 2 - D
  7-  B
  9 - C
11 - D
13 - C
14 - B
15 - A
20 - A
21 - A
22 - C
23 - D
25 - B

Página 2 de 2
1 2
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.