x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE PÚBLICA

respostas 146

acessos 49.764

Contador público novato

Eduardo Freitas

Prata DIVISÃO 5, Contador(a)
há 3 anos Domingo | 2 agosto 2015 | 07:53

Caro Thallys,

Infelizmente vivemos em um país que não valoriza seus profissionais. Nós da área contábil, sabemos bem disso. Na área publica então, beira as raias do absurdo. Um profissional com bacharelado, não pode ganhar mil reais de salário. Precisamos que o conselho federal interfira na área publica de alguma forma e nós profissionais, devemos procurar nos valorizar mais e mais...

Att

Eduardo Freitas
FMS CM
Controlador Geral
assinco.carloseduardo@gmail.com

Claiton Rafael Morais Hettwer

Bronze DIVISÃO 2, Contador(a)
há 3 anos Domingo | 2 agosto 2015 | 21:29

Boa noite Bruna Camila Nogueira dos Santos,
Fico muito feliz que tenha gostado do debate, então, seja bem-vinda tanto no debate quanto na nossa área.
Realmente você tem razão, existem muitas coisas para serem aprendidas...
Estou nesta área desde julho de 2011, e todos os dias aprendo coisas novas...
Desde o 01/07/2015 estou em outra prefeitura, entretanto, o trabalho é basicamente o mesmo.
Saiba que estou aqui para te ajudar caso tua dúvida esteja dentro do meu alcance.
Uma coisa que percebi neste pequeno período no qual trabalho na área é que a influência política é muito grande dentro das organizações, por conta disso, você deve sempre fugir de conflitos políticos, ou seja, não tomar partido, o teu partido é a contabilidade, a legalidade e o interesse público, logo, realize teu trabalho de maneira independente, impessoal, não importando quem está na tua frente esperando sua resposta, deixando sempre bem claro que você não cederá a pressões políticas.
Diante disso, tenha a mesma resposta para as mesmas perguntas, e isso você só irá conseguir se sua conduta for estritamente técnica, observando sempre as normas contábeis e a lei.
Um grande abraço.



Eduardo Freitas

Prata DIVISÃO 5, Contador(a)
há 3 anos Segunda-Feira | 3 agosto 2015 | 09:32

Caro Claiton,

Vc tem razão em suas colocações. Gostei do seu posicionamento.

Att

Eduardo Freitas
FMS CM
Controlador Geral
assinco.carloseduardo@gmail.com

Flavio Dias de Souza

Bronze DIVISÃO 5, Contador(a)
há 3 anos Segunda-Feira | 3 agosto 2015 | 10:38

Essa questão do Contador em órgãos públicos, mais especificamente, em Prefeituras de Municípios pequenos, é muito delicada...
Em meu município por exemplo, nem há no Plano de Carreira/Cargos e Salários, a figura do Contador (Bacharel), o contador até hoje é Técnico Contábil, com salário de de R$ 1.830,00 (até que é bom). Tenho cargo efetivo no município como Agente Administrativo, trabalhando do Departamento de Contabilidade, e a pouco tempo me formei em contabilidade (bacharelado)... E pelo que vejo, não há vontade política para implementarem a lei de plano de carreira, para incluírem, não só contador, assim como outros cargos que exijam ensino superior...

Mas, a maior indignação, está pelo fato de contratarem as "assessorias", como referido acima pelas licitações com valores elevadíssimos, o que na verdade, estão "ocupando" os lugares, que deveriam estar os profissionais de carreira...

Enfim, o que mata o setor público é a Politicagem (leia-se contratações por pagamento de favores políticos), e assim caminham os "Mensalões", "Petrolões", e tantos outros casos de uso indevido de dinheiro público, que poderiam estar sendo usados para investimentos com os profissionais, que fazem faculdade, estudam para passar em concursos...

Flavio Dias de Souza

"O poder do ser humano não está na sua musculatura
mas na sua inteligência.
Os fracos usam a força,
os fortes usam a sabedoria"
(Augusto Cury)

Eduardo Freitas

Prata DIVISÃO 5, Contador(a)
há 3 anos Terça-Feira | 11 agosto 2015 | 16:33

Verdade Flavio, aqui no Município onde trabalho também não existe plano de cargos e salários. Sou bacharel assim como vc, com a diferença que me formei em 1986(nem nascido vc era, né? kkk) e meu salário é um pouco maior do que o que vc colocou em seu post acima. Trabalho na secretaria de auditoria e controle interno, com uma responsabilidade maior do que os técnicos que trabalham por exemplo, nos fundos municipais e muitos deles tem salario igual ao meu. Infelizmente a política dá mais valor aos "indicados" do que aos competentes.
Amo minha profissão e trabalho com seriedade e disciplina.

Att

Eduardo Freitas
FMS CM
Controlador Geral
assinco.carloseduardo@gmail.com

Leticia H.

Bronze DIVISÃO 5
há 3 anos Quinta-Feira | 15 outubro 2015 | 16:54

Boa tarde
também fui chamada para trabalhar em uma prefeitura, trabalho como agente administrativa na área jurídica... não tenho experiência em contabilidade e também nao terei quem me auxilie...
estou muito receosa mas ao mesmo tempo gostaria de assumir.
Será que dou conta?
Já aconteceu de alguém nao conseguir fazer algo? Como foi?

Everton da Rosa

Prata DIVISÃO 4, Contador(a)
há 3 anos Sexta-Feira | 16 outubro 2015 | 09:26

Leticia Burchardt,

Quando eu assumi no cargo de contador (concursado) na prefeitura onde trabalho, meu único contato com contabilidade pública havia sido um semestre da disciplina na faculdade.

Pra ajudar, havia o contador antigo que simplesmente centralizava tudo e não ensinava nada. Assim, fiquei mais envolvido com licitação de setembro de 2009 à junho de 2011. Em junho de 2011, saí de férias e quando retornei, o secretário da fazenda me avisou que o meu colega havia pedido demissão (ele era celetista) e em pleno encerramento de semestre me vi sozinho.

A parti daí, assumi a contabilidade e não tenho tido maiores problemas. O meu segredo é que não parei de estudar um dia sequer desde que assumi a contabilidade. É claro que no começo errei bastante, mas sempre procurei corrigir os erros e não repeti-los mais. Também no início repetia muito o que ele tinha feito e lançava mão muito da consultoria que pagamos a uma empresa.

Agora, já estou bem mais tranquilo e sou, inclusive, reconhecido por colegas como referência em termos de conhecimento contábil (perdoe minha falta de humildade, rsrsrss).

Alguns conselhos:
- Conheça e acompanhe a legislação do município: leis, decretos, portarias, ordens de serviço, etc;
- Conheça a legislação da profissão, em especial a relacionada à contabilidade pública;
- Conheça as atribuições do teu cargo e do setor onde trabalhas e, por consequência, não assuma responsabilidades que não são tuas;
- Tenha o MCASP e um exemplar da Lei 4320 e da LRF comentadas, como livros de cabeceira;
- Estude, estude e estude;
- Converse com outros contadores. Troque ideias;
- Não se apresse em fazer as coisas: estude a situação, o contexto; pense sobre o que você precisa fazer,, de que forma; faça as coisas com calma. Não interessa se os outros tem pressa. A pressa e os problemas dos outros, são do outros, não seus;
- Não leve trabalho para casa;
- Se tiver consultoria, use-a e faça treinamentos se puder;

E principalmente, não te esqueça que o que não está escrito, não existe: informe tudo por escrito e pegue o recebimento,se possível.

E um último conselho: nas palavras do contador Lourenço de Wallau: "A contabilidade registra os fatos, não os inventa".

Alguns conselhos

Everton da Rosa
Contador
CRC RS 076595/O-3

Eduardo Freitas

Prata DIVISÃO 5, Contador(a)
há 3 anos Sexta-Feira | 16 outubro 2015 | 09:51

Bom dia a todos!

Aconselho a todos que, primeiro conheçam o sistema informatizado de contabilidade implantado na Prefeitura em que atuam. Em segundo lugar, procurem junto ao tribunal de contas de seus Estados, cursos de capacitação que certamente ajudarão a todos. Em terceiro lugar, pesquisem muito. O google está aí para isso.

Att

Eduardo Freitas
FMS CM
Controlador Geral
assinco.carloseduardo@gmail.com

Josmar

Bronze DIVISÃO 4, Não Informado
há 3 anos Quarta-Feira | 21 outubro 2015 | 15:54

Alguém sabe se é possível conseguir uma cópia impressa da 6ª versão do MCASP?
Tenho uma versão antiga e gostaria de obter uma atualizada.

Josmar

Bronze DIVISÃO 4, Não Informado
há 3 anos Quarta-Feira | 21 outubro 2015 | 16:08

Sim, no site do Tesouro é possível obter em PDF, mas esta é uma versão digital. O que gostaria de saber dos ilustres colegas é se é possível ter uma versão impressa (em papel, no formato de livro) igual a 4ª versão que possuo na Câmara Municipal onde trabalho.

Dreone Mendes

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 3 anos Quarta-Feira | 21 outubro 2015 | 21:27

a 6º edição não foi impressa, e acredito que nem será, talvez a 7º .....

eu imprime a minha 6º edição do MCASP, já a 6º do MDF não, e é claro o arquivo já baixado no computador.

Dreone

Contador Municipal

Leticia H.

Bronze DIVISÃO 5
há 3 anos Segunda-Feira | 16 novembro 2015 | 08:47

Everton da Rosa,vce faz os relatorios da SIOPS? estou com duvida sobre um valor que tenho que informar, estou me baseando no relatorio que a contadora anterior fez mas nao sei de onde ela tirou um valor...

Everton da Rosa

Prata DIVISÃO 4, Contador(a)
há 3 anos Segunda-Feira | 16 novembro 2015 | 09:30

Leticia B.
Sim, sou eu que preencho o SIOPS. Qual é sua dúvida? Se quiser, me adiciona no Skype: everton3x

Everton da Rosa
Contador
CRC RS 076595/O-3

Angela Maria

Prata DIVISÃO 4, Contador(a)
há 3 anos Quarta-Feira | 18 novembro 2015 | 12:23

Boa tarde Letícia!
Também preencho o SIOPS, se precisar, me coloco à disposição!

Boa tarde Josmar!
Basta você encaminhar uma mensagem com os dados completos para o e-mail que consta no Manual, e se tiver sido impresso, eles te encaminham via correios.

Angela Maria

Josmar

Bronze DIVISÃO 4, Não Informado
há 3 anos Terça-Feira | 24 novembro 2015 | 10:27

Até 2013 as câmaras municipais entregavam DCTF, porém não foi entregue de 2010 até 2013. Irei entregar os meses de dezembro informando que não houve movimento no período, porém vai gerar quatro multas.

A dúvida é: por ser uma obrigação acessória, essas multas podem ser empenhadas e pagas pela câmara?

Bruna Camila Nogueira dos Santos

Bronze DIVISÃO 4, Não Informado
há 3 anos Terça-Feira | 24 novembro 2015 | 10:47

Bom dia Josmar,

Enfrentei este tipo de situação, mas referente as APMs do município o qual trabalho, no meu caso, a prefeitura não seria responsável pelos pagamentos, mas no seu caso a Câmara poderia criar uma lei dispondo a verba para pagamento destes impostos, já que é responsabilidade dela mesma e não de terceiros. Pode ser um processo demorado apenas.

Claiton Rafael Morais Hettwer

Bronze DIVISÃO 2, Contador(a)
há 3 anos Terça-Feira | 24 novembro 2015 | 11:58

Em tese, a administração pública não paga multas.
Isso porque na maioria das vezes elas decorrem de ações/omissões de agentes públicos que descumpriram a legislação.
Na prática, a Administração pública até paga, mas em contraponto abre processo para apurar a responsabilidade dos agentes públicos, ou seja, qual foi o fato gerador da multa e quem era responsável por realizar a tarefa.
Encontrando responsável, esse deverá restituir os cofres públicos.
Abraço.

Everton da Rosa

Prata DIVISÃO 4, Contador(a)
há 3 anos Sexta-Feira | 27 novembro 2015 | 15:17

Leticia B.

Vai ser difícil você encontrar algo sobre metodologia de elaboração desse estudo. Ha muito tempo atrás, fiz um curso sobre isso na DPM, mas não sigo mais a metodologia deles.

Hoje, quando faço um estudo de impacto orçamentário-financeiro, apenas avalio se a despesa possui dotação adequada e suficiente para o ano em curso considerando o que se espera empenhar na dotação, se existente, e faço um fluxo de caixa futuro para a fonte de recursos envolvida. Para os demais anos, eu apenas estimo o valor da despesa.

Everton da Rosa
Contador
CRC RS 076595/O-3

Visitante não registrado

Iniciante DIVISÃO 1
há 3 anos Terça-Feira | 12 janeiro 2016 | 13:26

Bom tarde!
Gostaria de uma opinião de vocês.
Depois que formei (há 1 ano e meio) voltei para minha cidade para trabalhar em um escritório de contabilidade da minha mãe. Não gostei muito quando entrei (pela cidade e também eu não sou "apaixonada" por contabilidade em si, sempre gostei da área de direito e da matéria de contabilidade pública) e acabei fazendo um concurso público na época, porém ele foi suspenso e só agora foi revogada a suspensão e eu fui chamada.
Não tenho nenhuma experiência na área. Acontece que o concurso que passei é em uma cidade vizinha, terei que mudar pra lá. O salário é baixo em vista do que eu ganho aqui (cerca de R$2 mil lá), vou ter que sair da sociedade devido a lei que impede de funcionário público ser sócio.
Tenho um pouco de receio também pelo fato de não saber nada e me responsabilizar por coisas que talvez eu demore um pouco para entender.
Vocês que são da área, já tiveram muitos problemas? Recomendam? Rs

Everton da Rosa

Prata DIVISÃO 4, Contador(a)
há 3 anos Quarta-Feira | 13 janeiro 2016 | 08:14

Clara, bem vinda ao clube!

Primeira coisa que te digo é que se você gosta da área de direito, você certamente vai achar algo de bom na contabilidade pública, já que muitas vezes acabamos sendo muito mais advogados do que contadores. Felizmente, o Direito com o qual trabalhamos é muito mais interessante do que o que se tem num escritório privado, que em geral se trata de direito tributário. Na Contabilidade Pública nos enredamos por caminhos muito mais abrangentes e variados do Direito.

Também confesso que acho a Contabilidade Pública muito mais desafiadora (pelo momento em que vivemos) e "menos chata" que a privada.

Quanto ao seu receio de se responsabilizar por coisas "que você não sabe", bom... se você passou no concurso (presumo como 1ª colocada), acho que um pouco você sabe. Quanto ao resto, depende de inúmeras variáveis: você será a única Contabilista? Qual a política de qualificação da entidade em que você pretende/receia assumir? "São tantas perguntas!"

Vejo que você tem uma vantagem: você pode assumir, se não gostar, volta para trabalhar no escritório da família.

Não tem como nós, do fórum, ou qualquer outra pessoa decidir por você, o que a gente (no caso eu, por enquanto) pode te dizer é o seguinte:

A Contabilidade Pública é uma área desafiadora, quem vem atravessando por intensas mudanças e que precisa de gente nova e sem "manias" pra avançar. Tenha em mente que você poderá estar sujeita a inúmeras pressões políticas e de interesses particulares, porque, em geral, chegam na sala do contador pra pedir se dá pra fazer isso ou aquilo (principalmente se for prefeitura), achando que somos advogados, juízes ou coisa parecida. Porém nossa responsabilidade primeva é registrar os fatos como eles aconteceram, independentemente da legalidade. Só isso!

Everton da Rosa
Contador
CRC RS 076595/O-3

Thallys

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 3 anos Quarta-Feira | 13 janeiro 2016 | 13:14

Boa tarde amigos,

Assumi recentemente o cargo de Contador em uma prefeitura, porém, nunca havia trabalhado na área pública antes.
Temos uma empresa que presta assessoria na área contábil / jurídica, então fazem a maior parte do trabalho e enviam os demonstrativos para eu assinar, juntamente com o secretário de fazenda e controle interno.

Gostaria de saber em que devo ficar atento para não correr futuros riscos com o tribunal de contas, já que não tenho experiência prática na área pública.
Gostaria também de algumas dicas para exercer a profissão da melhor maneira possível, com ética e responsabilidade, o que devo fazer e o que não fazer.

Peço aos contadores públicos mais experientes que possam ajudar.

Desde já agradeço a contribuição de todos.

Página 3 de 5
1 2 3 4 5

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.