x

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS ESTADUAIS/MUNICIPAIS

respostas 4

acessos 112

NOTA FISCAL DE DEVOLUÇÃO DO CFOP 5949

Anna

Bronze DIVISÃO 4
há 8 semanas Quinta-Feira | 7 outubro 2021 | 09:46

Bom dia!

Minha empresa recebeu uma nota fiscal com CFOP 5949 ( outras entradas)  emitida incorretamente. Preciso fazer uma nota de devolução dessa mercadoria. Qual CFOP devo utilizar? Como proceder para realizar essa nota de devolução?

Bruno Cabrini Pereira

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 8 semanas Quinta-Feira | 7 outubro 2021 | 10:34

Bom dia!

Anna, se a mercadoria chegou em sua empresa e a nota fiscal está incorreta e foi detectado no ato do recebimento, no meu entendimento, deve-se comunicar o fornecedor sobre o fato e autorizar a sua empresa a fazer a recusa eletrônica. 

O fornecedor recebendo a recusa eletrônica, estará adotando o procedimento de emitir a entrada com nota fiscal própria, referenciar a nota fiscal de saída e realizar o refaturamento (dados corretos).

Espero ter ajudado.

Atenciosamente,

Bruno 

+5514981553985

Anna

Bronze DIVISÃO 4
há 8 semanas Quinta-Feira | 7 outubro 2021 | 10:51

Bruno,

O fornecedor está ciente sobre o fato. Inclusive já foi realizado a recusa eletrônica.
No caso o fornecedor não esta querendo realizar a nota de entrada.
Então vou fazer a nota de devolução e gostaria de saber como proceder.


Obrigada,
Anna Karina

Bruno Cabrini Pereira

Prata DIVISÃO 2, Contador(a)
há 8 semanas Quinta-Feira | 7 outubro 2021 | 16:59

Anna,

Uma vez realizado a recusa eletrônica, você não poderá escriturar mais como entrada, portanto entendo que, uma vez recusada, o fornecedor é obrigado a regularizar a situação da nota fiscal de saída que emitiu.

Atenciosamente,

Bruno.
+5514981553985

Anna

Bronze DIVISÃO 4
há 6 semanas Quarta-Feira | 20 outubro 2021 | 10:27

Bruno,
Entendi, obrigada pela informação


Grata,
Anna Karina

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.