x
2015-02-17T12:56:11-02:00

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS FEDERAIS

respostas 2.558

acessos 393.660

há 4 anos Quarta-Feira | 22 abril 2015 | 14:22

Lizandra
Quando você entrega a DSPJ declarando a inatividade, as outras pendências de declarações vão sumir, visto que uma vez entregue a DSPJ não precisa entregar as demais declarações informando a inatividade. Se você entregar a DSPJ não precisa entregar as DCTFs. A multa por cada DSPJ é R$ 200,00 reais. Se você efetuar o pagamento na data prevista ( conforme intimação ) você tem uma redução de 50%, caso contrário você paga o valor de R$ 200,00.


A DIPJ é quando a empresa possui movimentação. Sem movimentação é DSPJ.


Att

há 4 anos Quarta-Feira | 22 abril 2015 | 14:38

Bartolomeu
O link abaixo explica tudo certinho sobre o novo procedimento para entregar a DCTF. Conforme você mencionou que a empresa abriu em Julho 2014 e não entregou nenhuma declaração, o certo era você ter entregue a declaração de Julho sem movimento e só entregar novamente a declaração quando a empresa possuir débitos a declarar.
Por exemplo:

Julho - sem movimento entrega
Agosto - sem movimento não precisa entregar
Setembro - sem movimento não precisa entregar
Outubro - sem movimento não precisa entregar
Novembro - com movimento precisa entregar

http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoajuridica/dctf/defaultpgd.htm

Att

há 4 anos Quinta-Feira | 23 abril 2015 | 10:05

Estou com um problema para entregar a DSPJ.

Quando eu vou entregar a DSPJ de 2011 aparece a informação que eu tenho que selecionar o campo situação especial, mas a empresa em questão não se enquadra em nenhuma situação especial. E nem tentando emitir por semestre foi. O que fazer nesse caso? Terei que fazer a DCTF mensal zerada?
No ano de 2010 essa mesma empresa teve movimentação financeira, porém ainda estou aguardando os docs dessa movimentação para emitir a DIPJ de 2010, isso pode interferir no problema acima?

há 4 anos Quinta-Feira | 23 abril 2015 | 11:54

Boa Tarde,
Gostaria de saber se é possível Cancelar uma DCTF sem débitos, entregue indevidamente?
A empresa seria inativa em 2015, mas foi entregue uma DCTF indevidamente.
Sei que com esta entrega de DCTF, a empresa não poderá ser inativa em 2015. Então preciso cancelar a DCTF.

Obrigado,
Vitor Marinelli

há 4 anos Quinta-Feira | 23 abril 2015 | 13:39

Boa Tarde Vitor,


É possível sim, entra com o pedido na RFB, acho que tem um formulário próprio, se não tiver faz um ofício solicitando o cancelamento pelos motivos que vc irá expor.





Att.



Sandra

há 4 anos Domingo | 26 abril 2015 | 11:09

Tenho um cliente no Lucro Presumido com a Atividade de Representante Comercial, mas o mesmo rompeu a relação com seu antigo "contador", então mesmo sem um contador responsável continuou emitindo nota fiscal de serviço.
Então o mesmo me procurou pedindo para fazer o calculo dos impostos do período, e o mesmo desconhecia das declarações acessórias que existem, e que na da entrega da declaração são gerado multas.

Fiquei com duvida nos valores das multas das DCTF e SPED PIS E COFINS, posi falta apresentar as DCTF´s de Maio/2014 a Março/2015 ou seja 10 meses.

Duvida: R$ 500,00 (quinhentos reais) por mês-calendário:

Exemplo: Declaração de 05/2014. é 500,00 x 10= 5.000,00
06/2014 é 500,00 x 09=4.500,00

Espero que não seja assim, pois o cara nunca conseguira pagar essa divida.

há 4 anos Segunda-Feira | 27 abril 2015 | 11:08

Julio !
Ficou meio confuso o seu questionamento mais vou tentar esclarecer. A multa por DCTF em atraso é R$ 500,00 reais por declaração. Se você efetuar o pagamento da multa no prazo estipulado na intimação você tem uma redução de 50% do valor da multa. Por exemplo:

05/2014 até 03/2015 - 11 meses x 500,00 = 5.500,00. Pagamento com a redução de 50% fica em R$ 2.750,00.

Para SPED PIS e COFINS é o mesmo procedimento porém o SPED não informa os dados para o preenchimento da guia, diferente da DCTF que informa todos os dados para a emissão da guia.

Att

há 4 anos Segunda-Feira | 27 abril 2015 | 13:34

Obrigado pela reposta,

Mas lendo melhor as penalidades me gerou outra duvida:

A multa por falta de entrega ou entrega fora do prazo da DCTF será de 2%, ao mês calendário ou fração, incidente sobre o montante dos impostos e contribuições informados, limitada a 20%, reduzida à metade se a Declaração for apresentada antes de qualquer procedimento de ofício. A multa mínima a ser aplicada será de R$ 500,00, ou, R$ 200,00, no caso de pessoa jurídica inativa.

O que a Lei que dizer em Limitada a 20% do imposto? Então a multa Minima deve ser 500,00 por mês calendário mas não pode ultrapassar os 20% de impostos devido?

Esta correto meu entendimento?

Exemplo:

Faturamento de Abril de 2014: 10.000,00
PIS: 65,00
COFINS: 300,00
Soma dos Impostos: 365,00

Então mesmo que este seja sido entregue no mês 04/2015(1 ano depois), sendo que 20% dos impostos devido serão 73,00, sendo assim pagara uma multa de 500,00.

Ou estou totalmente errado? Essas interpretações das Leis são muito complexas.


há 4 anos Terça-Feira | 28 abril 2015 | 12:29

Boa tarde caros colegas,

Estou com uma amiga que esta com uma Entidade sem fins lucrativo a qual está com pendencia na Receita, existe uma ausência de DCTF referente a todo o ano de 2013, porem a mesma se encontrava inativa sem movimentação, devido isto existe uma multa no valor de 500,00.
Gostaria de saber se apenas eu fazendo a DSPJ e pagando a multa no valor de 100,00 ja será o bastante para que aas pendencia saiam do sistema da RECEITA.

obs.: Não perguntei à esta amiga, mas já imagino que a DSPJ referente a todo o ano de 2014 também não tenha sido enviada, neste caso também acarretará multa ao fazer a DSPJ, certo?

Fico n o aguardo.



Abraços

WERLEY Z. DONDONI
há 4 anos Quarta-Feira | 29 abril 2015 | 09:41

Bom dia, estou com duvidas referente a DCTF Trimestral referente a Empresa optante pelo Lucro Real. No caso de PIS/COFINS eu sei que tenho que informar mensalmente, e IRPJ e CSLL Trimestralmente. A pergunta é, qual alíquota devo usar para IR e CSLL? E tenho que informar a soma dos 3 meses ou só referente a março? Faço tal pergunta porque o valor é alto a ser informado, porém a empresa apresentou prejuízo no período e não recolheu DARF's de IR e CSLL (PIS e COFINS a empresa tem crédito), não ocasionaria nenhum problema informar valores mesmo sem recolhimento do DARF (por apresentar prejuízo)?

há 4 anos Quarta-Feira | 29 abril 2015 | 10:55

Prezado Magnun seu questionamento ficou um pouco confuso, a DCTF é mensal e referente a competência Janeiro e Fevereiro no caso como a empresa apura IRPJ e CSLL Trimestralmente deverá ser informado apenas PIS e COFINS referentes a estes períodos, já na DCTF de competência Março além das Contribuições PIS e COFINS (Mensal) deverá ser informado os valores de IRPJ e CSLL referentes ao 1° Trimestre 2015, você somará os valores a pagar e informará.

Erasmo Pratti

há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 08:01

Bom dia, realmente não expliquei direito, queria saber se na DCTF trimestral de uma empresa de Lucro Real, quais são as % das alíquotas de IRPJ e CSLL, e no caso como ela apresentou prejuízo no período, se eu devo informar o somatório de Janeiro, Fevereiro e Março, ou não devo informar nada (no caso seria somente PIS/COFINS referente a Março)

há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 08:19

Magnun a apuração do IRPJ e da CSLL de uma empresa Lucro Real deve ser feita através da apuração contábil dos resultados, ajustado pelas adições, exclusoes e compensações no LALUR Lei 1.598 de 1977
a alíquota do IRPJ corresponde a 15% e da CSLL 9%
observando que dependendo do ramo de atuação de sua empresa pode ser que a alíquota dos impostos sejam diferentes.
Caso as dúvidas persistam, recomendo pesquisar mais a fundo sobre o assunto no fórum e se forem clientes de empresas de consultoria entrem em contato para que possam lhes ajudar a corrigir possíveis erros na apuração.

Erasmo Pratti

há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 10:26

Olá pessoal do Forum,

Minha duvida e o seguinte, na dctf conseguimos informar credito de retenção de notas?

Pois todo mes eu faço essa compensação com os impostos, mais eu nao informo para receita pois nunca descobrir como informar. E creditos da dctf para mim e somente atraves de Perd/Comp!

Alguem pode me ajudar!

Att. Wesley P. Santos
Encarregado Escrita Fiscal
há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 10:50

Bom dia Wesley Pereira dos Santos.
Na DCTF é apenas informado o débito e crédito, resumidamente o darf pago, é um espelho do darf.
Referente o valor de imposto que é compensado cada mês na apuração o mesmo aparece na EFD Contribuições, em complemento da escrituração, controle dos valores retidos na fonte, registro 1300 para o PIS e registro 1700 para a COFINS.
Já as retenções de CSLL e IRPJ eram demonstradas na DIPJ. Nesse ano como teremos o SPED ECF que substitui a DIPJ essas informações constarão nesse informativo.


Espero ter auxiliado.
Tenha um bom dia.

Felipe Antonio da Rosa Bittencourt.

Técnico em Contabilidade.
Bacharel em Ciências Contábeis.
há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 11:07

Muito Obrigado Felipe,

Realmente na EFD-Contribuições ja informo, mais ficava em duvida a respeito dos impostos trimestrais. Agora eu sei que essas informações vai na DIPJ que hoje e a ECF. Muito Obrigado!!!

E tanta coisa que as vezes a gente esquece...

Bom dia!

Att. Wesley P. Santos
Encarregado Escrita Fiscal
há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 11:24

É verdade caro colega Wesley, são muitas informações e as mudanças são diárias em alguns casos, praticamente todos os dias saí uma ou várias mudanças no diário oficial da união.


Um bom dia a todos.

Felipe Antonio da Rosa Bittencourt.

Técnico em Contabilidade.
Bacharel em Ciências Contábeis.
há 4 anos Quinta-Feira | 30 abril 2015 | 13:35

Boa tarde colegas do fórum
Me dê uma luz, rss... eu nunca fiz isso antes ....

Estou compensando um valor de credito referente a uma guia de PIS que foi recolhida indevidamente.
Vou compensar o valor no IRPJ da DCTF de mesmo período.

Já preenchi no campo IRPJ em "compensações" o valor referente ao crédito, porém não sei como informar a guia de PIS que foi paga indevidamente.
Ou seja devo informar esta na declaração também no campo PIS ???

Ou só o campo "compensações" é que deve de fato ser preenchido, com o valor e o n° da Dcomp ??

Grata por qualquer ajuda !
att. Aline

há 4 anos Segunda-Feira | 4 maio 2015 | 11:42

Bom dia! Ao importar o arquivo Dctf do meu programa para o programa da DCTF 3.2 está dando a seguinte mensagem de erro: Erro Campo 07 (Código da receita) - Código da Receita (com variação) não pertence à Tabela de Códigos do sistema. Inclua na Tabela de Códigos para efetuar a importação.

Alguém sabe o que é preciso fazer?

At.

Angélica Petry
Usuário VIP
há 4 anos Segunda-Feira | 4 maio 2015 | 13:32

Bom dia Angélica,

Se você apenas errou os dois dígitos finais do código em questão:

- Na aba Débitos/Créditos da DCTF, clique sobre o imposto ou contribuição que está ocasionando o erro,
- Clique no ícone excluir,
- em seguida em incluir e escolha na lista o imposto com os dois dígitos corretos.

Se na lista de sua DCTF não está incluso o código que procura, vá

- No menu Ferramentas
- Manutenção da Tabela de Códigos
- Inclua o código pretendido

Nota:
Via de regra a tabela de códigos está atualizada, daí a necessidade de verificar se o "erro" não está apenas nos dois dígitos finais tal como lhe orientou o Luciano.

...


Página 6 de 87
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.