x
2020-01-13T23:52:49-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS FEDERAIS

respostas 3

acessos 59

Recolhimento IRPJ com prejuízos acumulados

há 29 semanas Segunda-Feira | 13 janeiro 2020 | 23:52

Olá Prezados, 

Alguém pode me ajudar, na empresa que trabalho fazemos apuração do IRPJ por estimativa mensal, e os 3 primeiros meses sempre dá lucro. O restante do ano fica com prejuízo até o final do exercício, com isso, a empresa tem prejuízos acumulados.

Minha pergunta é, em janeiro quando apurarmos, é dê o lucro, depois da compensação 30% prejuízo e ficar com saldo a pagar, preciso recolher o DARF? As PerdComp constituídas de anos anteriores de prejuízos não compensa esse pagamento devido em Janeiro?


Quem puder ajudar com essa informação ficarei muito grato e se possível tiver algum basamento legal!

há 23 semanas Segunda-Feira | 24 fevereiro 2020 | 16:13

Minha pergunta é, em janeiro quando apurarmos, é dê o lucro, depois da compensação 30% prejuízo e ficar com saldo a pagar, preciso recolher o DARF? As PerdComp constituídas de anos anteriores de prejuízos não compensa esse pagamento devido em Janeiro?
Sim, vc precisa recolher o IR através do DARF e PERD/COMP de exercícios anteriores não poderá ser utilizada para compensar este IR que está a pagar.

Telma, empresária, escritório contábil.

Professora , Contadora, MBA em Controladoria, Lato Sensu em Direito Tributário.
Cursos via vídeo com exercício e apostilas, msgs no privado.
há 13 semanas Terça-Feira | 28 abril 2020 | 09:06

bom dia !
A compensação do saldo negativo de IR/CS só pode ser feita após a entrega da ECF que originou o crédito. Feito a entrega pode-se compensar 100% do IR/CS devido.

Att.
Anderson Kolera Silva
ansilva@ciamuller.com.br
Consultoria e Freelancer:
Lucro Real | DFC - Demonstrativo do Fluxo de Caixa | ECD/ECF | Demonstrações Financeiras | Notas Explicativas |
"Quem come o fruto do conhecimento, é sempre expulso de algum paraíso"
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.