x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Paraná

Alterados procedimentos relativos ao cadastro de contribuintes

Norma de Procedimento Fiscal CRE 89/2016

Estas modificações na Norma de Procedimento Fiscal 86 CRE, de 4-10-2013, disciplinam o cancelamento de inscrição do contribuinte considerado devedor contumaz e aquele que for flagrado comercializando, adquirindo, distribuindo, transportando, estocand

13/09/2016 11:29:16

419 acessos

NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL 89 CRE, DE 2-9-2016
(DO-PR DE 13-9-2016)

CADASTRO DE CONTRIBUINTE - Cancelamento de Inscrição

Alterados procedimentos relativos ao cadastro de contribuintes
Estas modificações na Norma de Procedimento Fiscal 86 CRE, de 4-10-2013, disciplinam o cancelamento de inscrição do contribuinte considerado devedor contumaz e aquele que for flagrado comercializando, adquirindo, distribuindo, transportando, estocando ou revendendo produtos oriundos de cargas ilícitas, furtadas ou roubadas.


O DIRETOR DA CRE - COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso X do art. 9º do Regimento da CRE, aprovado pela Resolução SEFA n. 88, de 15 de agosto de 2005, resolve:
Art. 1.º Ficam introduzidas as seguintes alterações na Norma de Procedimento Fiscal n. 86, de 4 de outubro de 2013:
I - Fica acrescentado o inciso XIV ao “caput” do art. 26:
“XIV – ao contribuinte que, por ter sido considerado devedor contumaz, for aplicada a medida constante do inciso VII do art. 653-A do Regulamento do ICMS.”
II - O § 4º e o seu inciso I, do art. 26, passa a vigorar com a seguinte redação:
“§ 4.º Tratando-se das hipóteses de cancelamento previstas nos incisos I a VIII e XIV do “caput” deste artigo a inscrição estadual será pré-cancelada, sendo o contribuinte notificado a se manifestar no prazo de quinze dias da data da ciência, que será efetuada:
I - nas situações descritas nos incisos I, IV a VIII e XIV do “caput” deste artigo, por meio de edital publicado no DOE, considerando-se o contribuinte notificado no dia da publicação do edital;”.
III - O inciso I do § 6º do art. 26 passa a vigorar com a seguinte redação, acrescentando-lhe o inciso VII:
“I - a partir do mês da ciência do ato que determinou o cancelamento para as hipóteses previstas nos incisos I a IV, VII, VIII e XIV do “caput” deste artigo;
.......................
VII - a partir da data do flagrante, para a hipótese prevista no inciso XII do “caput” deste artigo.”.
IV - Fica acrescentado o § 1º ao art. 28:
“§ 1.º No caso de cancelamento com base na hipótese do inciso XII do “caput” do art. 26, a reativação somente poderá ser efetivada após comunicação da descaracterização do flagrante pela Secretaria de Estado da Segurança Pública.”.
V - Fica acrescentado o § 5º ao art. 31:
“§ 5.º Antes de homologar a reativação da inscrição estadual, o auditor fiscal deverá verificar se a irregularidade que causou o seu cancelamento foi saneada.”.
Art. 2.º Esta Norma de Procedimento Fiscal entra em vigor na data de sua publicação.

Mauro Ferreira Dal Bianco,

Diretor da CRE Substituto

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.