x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Tocantins

Fazenda prorroga prazo de adesão ao REFIS

Portaria SEFAZ 317/2018

Esta Portaria prorroga até o dia 30-4-2018, o prazo para confirmação do parcelamento de débitos com as medidas incentivadoras previstas na Lei 3.346, de 4-1-2018.

17/04/2018 10:24:01

390 acessos

PORTARIA 317 SEFAZ, DE 12-4-2018
(DO-TO DE 16-4-2018)

DÉBITO FISCAL - Parcelamento

Fazenda prorroga prazo de adesão ao REFIS
Esta Portaria prorroga até o dia 30-4-2018, o prazo para confirmação do parcelamento de débitos com as medidas incentivadoras previstas na Lei 3.346, de 4-1-2018.


O SECRETÁRIO DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS, no uso da atribuição que lhe confere o art. 42, §1º inciso II, da Constituição do Estado, e com fulcro no art. 16, §2º, da Lei nº 3.151, de 23 de novembro de 2016,
RESOLVE:
Art. 1º Prorrogar até o dia 30 de abril de 2018, o prazo para confirmação do parcelamento de débitos com as medidas incentivadoras previstas na Lei nº 3.346, de 04 de janeiro de 2018.
§1º O disposto neste artigo alcança o contribuinte que:
I - efetuou pagamento da primeira parcela até o dia 12/03/2018.
II - é vedada a confirmação do parcelamento se o contribuinte não obedeceu ao disposto no inciso I.
§2º O contribuinte interessado em concluir a negociação indicada acima deve se dirigir à Diretoria da Cobrança e Recuperação de Créditos Fiscais (Dívida Ativa) localizada no prédio da Secretaria da Fazenda, na Praça dos Girassóis, em Palmas. Os demais contribuintes devem se dirigir à repartição fazendária onde iniciaram o atendimento.
§3º O atendimento ocorre em dias úteis durante o horário de expediente das respectivas repartições fazendárias (Agência de Atendimento).
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
ALEXANDRO DE CASTRO SILVA
Secretário de Fazenda
MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.