x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Espírito Santo

Estado concede isenção do ICMS para compra de veículo de aplicativo

Lei 11044/2019

07/10/2019 09:23:44

85 acessos

LEI 11.044, DE 4-10-2019
(DO-ES DE 7-10-2019)
 
LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA – Alteração

 Estado concede e prorroga diversos benefícios fiscais
Esta alteração da Lei 7.000, de 27-12-2001, trata sobre a concessão de beneficios fiscais para diversos segmentos da economia, dentre os quais destacamos os seguintes:
– a isenção do ICMS para a compra de veículo novo destinado ao transporte de passageiros, intermediado por aplicativos, limitada a 1 veículo por proprietário;
– a prorrogação da redução da base de cálculo do ICMS nas saídas dos insumos agropecuários; e
– a prorrogação da isenção do ICMS nas operações com automóveis para utilização de táxi e nas saídas de veículos destinados a pessoas portadoras de deficiência física, visual, mental ou autista.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembleia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: 
Art. 1º  Esta Lei altera dispositivos da Lei nº 7.000, de 27 de dezembro de 2001, que dispõe sobre o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação.
rt. 2º  O art. 5º da Lei nº 7.000, de 2001, passa a vigorar com as seguintes alterações:
“Art. 5º (...)

§ 1º  Os benefícios referidos neste artigo serão internalizados na legislação por lei específica deste Estado, nos termos do art. 150, § 6º, da Constituição Federal, mediante inclusão do ato Confaz no Anexo III desta Lei, ficando o Poder Executivo autorizado à sua regulamentação.
§ 1º-A A fruição dos benefícios internalizados na forma do § 1º fica condicionada à regulamentação pelo Poder Executivo, que deverá observar, para fins de vigência, aquela contida no respectivo ato.
...)
§ 9º Ficam isentas do pagamento do ICMS a compra de veículo novo habitualmente destinado ao transporte privado de passageiros, intermediado por aplicativos via internet, limitada a 1 (um) veículo por proprietário.

§ 10.  Para fins de reconhecimento da isenção a que se refere o § 9º, considera-se como veículo habitualmente destinado ao transporte privado de passageiros por meio de aplicativo aquele que realize uma média mensal de 250 (duzentos e cinquenta) transportes de pessoas nos 4 (quatro) meses anteriores ao fato gerador, de acordo com os dados a serem disponibilizados pela empresa de transporte por aplicativo.” (NR)
Art. 3º  A Lei nº 7.000, de 2001, fica acrescida do Anexo III, na forma do Anexo Único desta Lei.
Art. 4º  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

  JOSÉ RENATO CASAGRANDE
Governador do Estado

 

Anexo Único da Lei nº 11.044, de 04 de outubro de 2019 
ANEXO III 

(a que se refere o art. 5º, § 1º, da Lei nº 7.000/01) 

 

ITEM

ATO CONFAZ

EMENTA

1

Convênio ICMS nº 01/19

Altera o Convênio ICMS 10/02, que concede isenção do ICMS a operações com medicamento destinado ao tratamento dos portadores do vírus da AIDS.

2

Convênio ICMS nº 02/19

Altera o Anexo Único do Convênio ICMS 87/02, que concede isenção do ICMS nas operações com fármacos e medicamentos destinados a órgãos da Administração Pública Direta Federal, Estadual e Municipal.

3

Convênio ICMS nº 03/19

Altera o Convênio ICMS 162/94, que autoriza os Estados e o Distrito Federal a conceder isenção do ICMS nas operações com medicamentos destinados ao tratamento de câncer.

4

Convênio ICMS nº 28/19

 

Cláusula primeira, incisos II, IV e XIII

Prorroga disposições de convênios ICMS que dispõem sobre benefícios fiscais:

II - reduz a base de cálculo do ICMS nas saídas dos insumos agropecuários que especifica, e dá outras providências;

IV - isenção do ICMS às operações internas e interestaduais com automóveis de passageiros, para utilização como táxi;

XIII - isenção do ICMS nas saídas de veículos destinados a pessoas portadoras de deficiência física, visual, mental ou autista.

            

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.