x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Pernambuco

Recife dispõe sobre a revisão do ITBI

Portaria SF 10/2016

Esta Portaria de estabelece normas relacionadas ao pedido de revisão de avaliação de bens imóveis para fins de lançamento do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis e de Direitos a eles Relativos.

21/03/2016 12:04:04

711 acessos

PORTARIA 10 SF, DE 17-3-2016
(DO-RECIFE DE 19-3-2016)

ITBI - Revisão - Município do Recife

Recife dispõe sobre a revisão do ITBI
Esta Portaria estabelece normas relacionadas ao pedido de revisão de avaliação de bens imóveis para fins de lançamento do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis e de Direitos a eles Relativos.


O SECRETÁRIO DE FINANÇAS, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Orgânica do Município do Recife,
CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer normas relacionadas ao pedido de revisão de avaliação de bens imóveis para fins de lançamento do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis e de Direitos a eles Relativos (ITBI),
RESOLVE:
Art. 1º A revisão do valor do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis e de Direitos a eles Relativos (ITBI) prevista no artigo 206 da Lei n.º 15.563, de 27 de dezembro de 1991, deverá se dar por meio dos seguintes procedimentos:
I - pedido de revisão de avaliação à Divisão do ITBI; e
II - Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao Conselho Administrativo Fiscal.
Art. 2º O pedido de revisão de avaliação à Divisão do ITBI (DITBI), questionando o valor da avaliação do imóvel, a alíquota aplicada ou ambos, deverá ser realizado através de processo administrativo protocolado no Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC), dirigido ao chefe da DITBI, a quem caberá decidir de forma terminativa, ouvido, quando possível, o Auditor do Tesouro Municipal (ATM) que procedeu à apuração da base de cálculo do imposto.
Art. 3º Notificado da decisão de improcedência total ou parcial proferido em pedido de revisão de avaliação a que se refere o inciso I do artigo 1º desta Portaria, poderá o contribuinte requerer Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao Conselho Administrativo Fiscal, o qual será protocolado no CAC e dirigido ao Conselho Administrativo Fiscal (CAF).
§ 1º O Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao CAF poderá ser protocolado no prazo de até 30 (trinta) dias, contados da ciência da decisão a que se refere o artigo 3º desta Portaria.
§ 2º Para sua análise, o Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao CAF deverá ser instruído com a notificação da decisão de improcedência total ou parcial de que trata o artigo 2º desta Portaria e das provas que justifiquem a pretensão do contribuinte, nos termos previstos no § 2º do artigo 206 da Lei n.º 15.563, de 1991.
§ 3º O Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao CAF que estiver em desacordo com o previsto no parágrafo anterior será liminarmente arquivado pelo julgador do Conselho.
§ 4º Para decisão do Pedido de Revisão de Avaliação de Bens Imóveis ao CAF, deverá ser ouvida a Divisão do ITBI.
Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JOSÉ RICARDO WANDERLEY DANTAS DE OLIVEIRA
Secretário de Finanças

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.