x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Sergipe

Estado introduz alterações no RICMS

Decreto 30205/2016

Estas modificações no Decreto 21.400, de 10-12-2002 - RICMS-SE, dispõem sobre a alíquota e redução de base cálculo nas operações especificadas, com efeitos a partir das datas indicadas.

10/04/2016 09:47:17

427 acessos

DECRETO 30.205, DE 7-4-2016
(DO-SE DE 8-4-2016 - REPUBLICADO NO DO-SE DE 12-4-2016)

REGULAMENTO - Alteração

Estado introduz alterações no RICMS
Estas modificações no Decreto 21.400, de 10-12-2002 - RICMS-SE, dispõem sobre a alíquota e redução de base cálculo nas operações especificadas, com efeitos a partir das datas indicadas.


O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, no uso das atribuições que lhe são conferidas nos termos do art. 84, incisos V, VII e XXI, da Constituição Estadual; de acordo com o disposto na Lei nº 7.950, de 29 de dezembro de 2014, e,
Considerando o disposto no art. 82 da Lei nº 3.796, de 26 de dezembro de 1996, que dispõe quanto ao Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS;
Considerando o Convênio ICMS nº 154, de 18 de dezembro de 2015,
DECRETA:
Art. 1º Ficam alterados os seguintes dispositivos do Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº 21.400, de 10 de dezembro de 2002, que passam a ter a seguinte redação:
I - o art. 40-A:
“Art. 40-A:
I -…
......................................................................................................
III - ...
......................................................................................................
m) perfumes (extratos) NCM 3303.00.10;
...........................................................................................” (NR)
II - o art. 709-A:
“Art. 709-A. ...
I - ...
a) 83,34% (oitenta e três inteiros e trinta e quatro centésimos por cento), quando oriundas do exterior, aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento);
b) 61,35% (sessenta e um inteiros e trinta e cinco centésimos por cento), quando oriundas de Unidades da Federação com alíquota interestadual de 12% (doze por cento), aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento);
c) 70,53% (setenta inteiros e cinquenta e três centésimos por cento), quando oriundas de Unidade da Federação com alíquota interestadual de 7% (sete por cento), aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento);
II - ...
a) 66,67% (sessenta e seis inteiros e sessenta e sete centésimos por cento), quando oriundas do exterior, aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento);
b) 46,68% (quarenta e seis inteiros e sessenta e oito centésimos por cento), quando oriundas de Unidade da Federação com alíquota interestadual de 12% (doze por cento), aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento);
c) 55,02% (cinquenta e cinco inteiros e dois centésimos por cento), quando oriundas de Unidade da Federação com alíquota interestadual de 7% (sete por cento), aplicando-se sobre o montante final obtido a alíquota de 18% (dezoito por cento).
...........................................................................................” (NR)
III - o Item 4 do Anexo II;

 “Item 4 ...
I - ...
......................................................................................................

ITEM

ITEM / SUBITEM / DISCRIMINAÇÃO (Convênio ICMS 89/09)

DESCRIÇÃO

NCM/SH

1

...

...

...

...

...

39

...

...

39.1

Revogado (Convênio ICMS nº 154/2015)

39.2

Revogado (Convênio ICMS nº 154/2015)

39.3

Revogado (Convênio ICMS nº 154/2015)

...

...

...

39.5

Outras máquinas de lavar de capaci­dade superior a 20 kg, em peso de rou­pa seca de uso doméstico (Convênio ICMS nº 154/2015)

8450.20.90

40

...

...

...

...

...

40.2

Revogado (Convênio ICMS nº 154/2015)

...

...

...

40.4

Outras máquinas de secar de capaci­dade superior a 15 kg, de uso não do­méstico (Convênio ICMS nº 154/2015)

8451.29.90

...

...

...

40.8

Máquinas para lavar, com capacidade superior a 15 Kg, de uso não domésti­co (Convênio ICMS nº 154/2015)

8451.40.10

72.2

...

...

 ......................................................................................................
Nota 2. ...” (NR)
IV - o Item 8 do Anexo II:
“Item 8. ...
I - ...
......................................................................................................
Nota 1. ...
......................................................................................................
Nota 3. Para efeito de cobrança do diferencial de alíquota, será considerada a carga tributária efetiva de 12% (doze por cento) (Convênios ICMS nºs 129/97, 23/98, 27/98, 26/99, 50/99, 71/99, 72/00, 87/01, 127/01 e 93/02).
...........................................................................................” (NR)
Art. 2º Ficam revogados os seguintes dispositivos abaixo indicados:
I - o parágrafo único do art. 480-Q;
II - os itens 39.1, 39.2, 39.3 e 40.2 do Item 4 do Anexo II do Regulamento do ICMS.
Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de janeiro de 2016, exceto em relação:
I - a alteração promovida, pelo inciso III do art. 1º que altera o Item 4 do Anexo II do Regulamento do ICMS, que produz efeitos a partir de 30 de dezembro de 2015.
II - as revogações promovidas pelo:
a) inciso I do art. 2º, que revoga o parágrafo único do art. 480-Q, que produz efeitos a partir da publicação deste Decreto;
c) pelo inciso II do art. 2º, que revoga os itens 39.1, 39.2, 39.3 e 40.2, todos do Item 4 do Anexo II do Regulamento do ICMS, que produz efeitos a partir de 30 dezembro de 2015.
Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário.
JACKSON BARRETO DE LIMA
GOVERNADOR DO ESTADO
Jeferson Dantas Passos
Secretário de Estado da Fazenda
Benedito de Figueiredo
Secretário de Estado de Governo

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.