x

CONTEÚDO Legislações

adicionar aos favoritos

Santa Catarina

SC altera o Regulamento do ICMS com relação à substituição tributária

Decreto 701/2016

Estas modificações no Decreto 2.870, de 27-8-2001 - RICMS-SC, implementam as alterações nas novas regras da substituição tributária, com efeitos a partir das datas indicadas.

09/05/2016 07:54:53

660 acessos

DECRETO 701, DE 4-5-2016
(DO-SC DE 5-5-2016)

REGULAMENTO - Alteração

Governo altera o Regulamento do ICMS com relação à substituição tributária
Estas modificações no Decreto 2.870, de 27-8-2001 - RICMS-SC, implementam as alterações nas novas regras da substituição tributária, bem como dispõem sobre o regime especial para atacadistas, distribuidores e centrais de compras, com efeitos a partir das datas indicadas.
As regras da substituição tributária, aprovadas pelo Confaz, estão em vigor desde 1-1-2016, e o uso do Cest – Código Especificador da Substituição Tributária será obrigatório a partir de 1-10-2016.
 

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso das atribuições privativas que lhe conferem os incisos I e III do art. 71 da Constituição do Estado, conforme o disposto no art. 98 da Lei nº 10.297, de 26 de dezembro de 1996, e o que consta nos autos do processo nº SEF 4317/2016,
DECRETA:
Art. 1º Ficam introduzidas no RICMS/SC-01 as seguintes alterações:
ALTERAÇÃO 3.677 - O Regulamento passa a vigorar acrescido do art. 109, com a seguinte redação:
"Art. 109. A partir de 1º de janeiro de 2016, o disposto neste Regulamento, relativamente ao regime de substituição tributária nas operações subsequentes, continua a vigorar em conformidade com os respectivos Convênios e Protocolos, naquilo que não for contrário às disposições do Convênio ICMS 92/15, de 20 de agosto de 2015 (Convênio ICMS 155/15)." (NR)
ALTERAÇÃO 3.678 - O art. 15 do Anexo 2 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 15. ..................
...............................
§ 30. .......................
I - ...........................
a) ao estabelecimento que, no ano anterior àquele em que apurado o imposto devido por substituição tributária, no mínimo 20% (vinte por cento) do valor de suas vendas decorra de operações com destino a contribuintes enquadrados no regime do Simples Nacional;
..............................." (NR)
ALTERAÇÃO 3.679 - O art. 91 do Anexo 2 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 91. ..................
...............................
§ 4º A autoridade concedente poderá dispensar quaisquer das exigências estabelecidas nos incisos I, III, IV e V do § 1º deste artigo ou estabelecer outras além daquelas ali previstas.
..............................." (NR)
ALTERAÇÃO 3.680 - O art. 29 do Anexo 3 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 29. ..................
§ 1º Deverão ser indicados no documento fiscal de que trata o caput deste artigo a base de cálculo da substituição tributária e o valor do imposto retido, salvo nas saídas destinadas a não contribuinte.
..............................." (NR)
ALTERAÇÃO 3.681 - O Anexo 3 passa a vigorar acrescido do art. 30-B, com a seguinte redação:
"Art. 30-B. Nas operações com mercadorias ou bens listados nos Anexos II a XXIX do Convênio ICMS 92/15, o contribuinte deverá mencionar o respectivo Código Especificador da Substituição Tributária (CEST) no documento fiscal que acobertar a operação, ainda que a operação, mercadoria ou bem não estejam sujeitos ao regime de substituição tributária ou de antecipação do recolhimento do imposto." (NR)
ALTERAÇÃO 3.682 - O art. 66 do Anexo 3 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 66. ..................
...............................
Parágrafo único. Aplica-se o regime de substituição tributária e de antecipação do recolhimento do imposto nas operações de venda pelo sistema porta a porta, independentemente de a mercadoria, bem ou seus respectivos segmentos estarem relacionados no Capítulo IV do Título II deste Anexo (Convênio 92/15)." (NR)
ALTERAÇÃO 3.683 - O art. 69 do Anexo 3 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 69. ..................
Parágrafo único. Os contribuintes que atuem na modalidade porta a porta devem informar no documento fiscal o Código Especificador da Substituição Tributária (CEST) previsto no Anexo XXIX do Convênio ICMS 92/15, ainda que as mercadorias estejam listadas nos Anexos II a XXVIII do referido convênio." (NR)
Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos:
I - a partir do primeiro dia do mês subsequente ao da publicação, quanto ao disposto no art. 3º deste Decreto;
II - a partir de 1º de outubro de 2016, quanto ao disposto nas Alterações 3.681 e 3.683; e
III - na data de sua publicação, quanto às demais disposições deste Decreto.
Art. 3º Fica revogada a alínea "b" do inciso XI do art. 1º do Anexo 2 do RICMS/SC-01.

JOÃO RAIMUNDO COLOMBO

Governador do Estado

NELSON ANTÔNIO SERPA

Secretário de Estado da Casa Civil

ANTONIO MARCOS GAVAZZONI

Secretário de Estado da Fazenda

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.