x

Fenacon reitera pedido de prorrogação do prazo para entrega da DIPJ

Em nome das empresas de contabilidade brasileiras, o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon, encaminhou ofício à Receita Federal reiterando o

08/06/2009 00:00:00

2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Em nome das empresas de contabilidade brasileiras, o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon, encaminhou ofício à Receita Federal reiterando o pedido de prorrogação do prazo para apresentar a Declaração de Informações Econômico-fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) . O pedido foi também reforçado por meio de contato com o coordenador nacional do Imposto de Renda da Receita Federal.

A Fenacon fez a solicitação tendo em vista que o prazo de 30 dias é muito curto para apresentação dessa declaração, considerando o grande número de empresas que devem atender esse comando, bem como a enorme quantidade de informações econômicas e fiscais que devem ser incluídas neste programa gerador. Além disso, Instruções Normativas anteriores que versavam sobre o tema estabeleciam uma média de 45 a 60 dias, após o lançamento oficial do sistema, para a apresentação dessas informações.

No documento Pietrobon ressalta que a versão 1.0 da DIPJ não contempla as empresas que são tributadas com base no lucro real. Por isso, foi solicitada a liberação desse programa bem como um prazo maior para apresentação dessa declaração, a contar da disponibilização do sistema. "Até a presente data, essas pessoas jurídicas estão impossibilitadas de cumprirem essa obrigação acessória, correndo inclusive o risco de apresentarem a declaração em atraso e serem multadas", explica.

De acordo com Pietrobon, os empresários contábeis participam de treinamento e cursos sobre o preenchimento da DIPJ em todo o país e, por isso, é imprescindível que a declaração trate, ao mesmo tempo, das empresas tributadas pelo lucro arbitrado, real e presumido e que a data de entrega dessas declarações seja coincidente. "Caso contrário, precisaríamos realizar três cursos diferentes", enfatiza.

Fonte: Fenacon

Enviado por: Wilson Fernando A. Fortunato

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

?>