x

CFC propõe acordo de colaboração entre países de língua portuguesa

Presidente da entidade enviou projeto a representantes do Banco Mundial, em Brasília, nesta semanaPara fomentar o conhecimento contábil entre os

21/01/2010 00:00:00

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Presidente da entidade enviou projeto a representantes do Banco Mundial, em Brasília, nesta semana



Para fomentar o conhecimento contábil entre os países de língua portuguesa, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) enviou nesta semana, a representantes do Banco Mundial em Brasília, um projeto que visa a fortalecer o intercâmbio na área.

Apresentado pelo presidente da entidade, Juarez Domingues Carneiro, o programa é dividido em cinco áreas: organização da profissão nos países de língua latina; formação continuada; apoio a cursos de graduação, mestrado e doutorado; responsabilidade social e ambiental; e acervo cultural, que abrange a história da contabilidade nesses países.

"O trabalho propõe, ainda, identificar, por meio de pré-diagnóstico, as necessidades da profissão contábil nos países de língua portuguesa, assim como avaliar as ações a serem implementadas, elaborando um plano de ação para atendimento às demandas priorizadas em cada um dos países", afirmou o presidente do CFC.

Na oportunidade, Juarez também entregou aos representantes do Banco Mundial um documento sobre a criação do projeto firmado com a Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas de Portugal (Ctoc), relatório com as experiências que o Brasil possui em termos contábeis para a transferência de conhecimentos, e oficio do governo de Moçambique solicitando apoio na criação de um órgão contábil para regular a profissão daquele País. O acordo entre o CFC e a Ctoc foi firmado em 2008, em Lisboa.

Dentre os representantes do Banco Mundial que participaram da reunião estiveram o diretor para o Brasil, Makhtar Diop, e o Comunications Ofiicer, Mauro de Azeredo.

Fonte: Financial Web

Enviado por: Wilson Fernando de A. Fortunato

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.