x

Mitos e verdades sobre ERP: sistema de gestão pode aumentar lucros?

Neste artigo você terá dicas poderosas para decidir sobre a compra ou descarte do seu sistema de gestão.

08/07/2014 13:36:44

1.931 acessos

Após pesquisas da poderosa empresa de Software, a Microsoft, em que concluiu que investimento em tecnologia e sistemas pode ser o diferencial para sua empresa, muito ainda se fala se um sistema pode aumentar os lucros, ou não. Será que a ferramenta serve somente para controle, ou ela de fato contribui para um crescimento financeiro da empresa?

Muitos dos empresários se veem no dilema entre ter ou não um sistema que auxilie na sua gestão, apesar de opções mais em conta, como por exemplo, SaaS – Software como Serviço que são, basicamente, sites utilizadores da Computação em Nuvens, que não há necessidade de se desenvolver.

Entre os problemas listados pelos empresários e donos de empresas, o principal motivo pelo não contentamento com seu atual sistema de gestão, são quando os dados das empresas estão espalhados entre vários softwares, sendo difícil de manter a organização.

Para o diretor da empresa de gestão empresarial, UNO Soluções Integradas, Marcio Sanson, o ideal na hora de escolher um sistema, é definir o que você espera após a implantação, deixar claros os problemas que pretende acertar com ele, que o lucro é consequência.

“Não há no Planeta praticamente nenhuma corporação gigante que dispense o uso de um ERP, ele automatiza as tarefas em uma empresa, facilita a vida dos empresários na tomada de decisão, garantindo maior vantagem competitiva no âmbito empresarial”, explicou Marcio.

 Para ele um controle maior da empresa é o lucro efetivo, pois se sobra tempo para elaborar ações efetivas benéficas. “Com otimização do tempo de produção e conhecimento dele, o preço final é reduzido, além de facilitar o trabalho dos funcionários, por fim, entregando melhores produtos, obtendo um lucro efetivo”, finalizou.

Fonte: Portal Segs

MATÉRIAS RELACIONADAS

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.