x

Impostômetro bate em R$ 900 bilhões mais de um mês antes do que em 2009

No ano passado, arrecadação só chegou a este volume em 7 de novembro, diz associaçãoA arrecadação de impostos do governo vai bater na casa dos R$ 900 bilhões

29/09/2010 09:34:00

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

No ano passado, arrecadação só chegou a este volume em 7 de novembro, diz associação

A arrecadação de impostos do governo vai bater na casa dos R$ 900 bilhões nesta quinta-feira (30), segundo uma estimativa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) divulgada hoje. A marca surge mais de um mês antes do que nos anos anteriores: em 2008, esta marca foi atingida em 9 de novembro e, no passado, no dia 7.

O dinheiro arrecadado com impostos pelos governos federal, estaduais e municipais seria suficiente para pagar um salário mínimo (atualmente em R$ 510) para 1,76 bilhão de pessoas.

Segundo o presidente do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), João Eloi Olenike, os números apontam uma previsão da arrecadação total para 2010 de R$ 1,27 trilhões.

- Serão quase R$ 180 bilhões a mais em relação ao ano passado.

Alencar Burti, presidente da ACSP, diz que o número seria positivo se o Brasil investisse tanto quanto arrecada.

- Essa arrecadação tem duas fases: o lado positivo mostra que a economia está acelerada, mas ao invés de tantas despesas, [o país] deveria ter mais investimentos. Esse é o anseio do povo brasileiro e a resposta é dos governantes.

O Impostômetro, inaugurado em 20 de abril de 2005, calcula o quanto de tributos pagam os empregados da iniciativa privada com carteira assinada, os funcionários públicos, os profissionais liberais e os trabalhadores informais.

Dias de trabalho

Segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), o brasileiro trabalhou 148 dias em 2010 só para pagar seus impostos. Os outros 217 dias do ano ficaram disponíveis para ele gastar consigo ou com a família.

No ranking dos impostos do mundo, o país fica atrás somente da Suécia e da França, onde são necessários 185 e 149 dias trabalhados, respectivamente. Neste ano, a previsão é de que o brasileiro destine 40,54% da sua renda para pagar tributos.

Fonte: CRC-SC

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

?>