x

Empresas se preparam para obter notas fiscais eletrônicas

As empresas Bosch , Petrobras e Wickbold , que receberam a autorização da Secretaria da Fazenda de São Paulo para utilizarem a nota fiscal eletrônica (NF-e),

04/07/2006 00:00:00

2.261 acessos

As empresas Bosch , Petrobras e Wickbold , que receberam a autorização da Secretaria da Fazenda de São Paulo para utilizarem a nota fiscal eletrônica (NF-e), preparam-se para começar a emitir o documento eletrônico nas suas transações comerciais a partir do final de julho. A Bosch, por exemplo, se reorganiza para poder cumprir o prazo. No primeiro momento, apenas a área de operação de vendas emitirá o documento eletrônico. Segundo Eliza Remédio, advogada da companhia, com a emissão da NF-e o envio e o recebimento de mercadorias ganharão mais agilidade. Isso acontecerá porque as notas chegarão com mais rapidez a lugares onde as mercadorias ficam aguardando o recebimento do documento, que hoje ainda chega em forma de papel. "Antes de colocar o sistema eletrônico em funcionamento, simulamos o envio das notas num ambiente de teste. Tivemos um resultado positivo e agora com a disseminação dessa prática queremos que nossos parceiros também adotem a NF-e", diz. Economia A Wickbold, fabricante de pães de fôrma, bisnaguinhas e torradas, também está aderindo ao sistema, depois de ter tido a autorização do órgão oficial. A empresa incluiu oito filiais no projeto. Com a informatização completa, a companhia estima emitir via Internet mais de quatro mil documentos por mês. De acordo com Carlos Alberto Pinto, da área de controladoria da Wickbold, as empresas que utilizarem a ferramenta eletrônica agilizarão os seus processos de comunicação com os órgãos responsáveis pela fiscalização tributária e fiscal. Com a NF-e, a fabricante de pães estima economizar R$ 0,12 por nota emitida. A economia no uso de papéis aparecerá principalmente nas empresas de grande porte. Pois elas chegam a emitir até 100 mil notas fiscais por mês, de acordo com o executivo. A Petrobras, que também fará parte do grupo de organizações selecionadas pela Secretaria para participar do projeto de notas eletrônicas, está, no momento, implantando a certificação digital para garantir mais segurança no acesso de dados corporativos e na assinatura de documentos eletrônicos. A empresa já contratou mais de 60 mil certificados. Parte será utilizada para fazer a NF-e na Secretaria da Fazenda. De acordo com a Petrobras, a implementação da nota eletrônica envolve muitos funcionários, pois o uso da ferramenta exigirá novos conhecimentos daqueles que trabalham diretamente na área fiscal e contábil. O próximo passo é aplicar a tecnologia nos negócios com distribuidores e fornecedores.

Fonte: DCI

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.