x

Operação do fisco encontra cargas sem notas fiscais

A Operação “Cerco Goiás – Operação Quaresma”, realizada hoje (quinta-feira) pela Secretaria da Fazenda encontrou irregularidades - a maioria por falta

08/04/2011 15:14:49

1,7 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A Operação “Cerco Goiás – Operação Quaresma”, realizada hoje (quinta-feira) pela Secretaria da Fazenda encontrou irregularidades - a maioria por falta de nota fiscal- em aproximadamente 100 veículos de carga barrados nas rodovias federais e estaduais. Suas mercadorias estavam avaliadas em aproximadamente R$ 1 milhão e faltavam documentos comprovando o pagamento de R$ 149 mil em ICMS. Os motoristas foram autuados e têm prazo de 20 dias para regularizar o pagamento do imposto com multa.

O fisco encontrou a omissão da nota fiscal em mercadorias como confecções, material de construção civil, de limpeza, gado, carne, arroz, soja, milho e até peixe. Também foram encontradas mercadorias em quantidade maior do que a que constava na nota, transporte sem pagamento do ICMS de frete e nota fiscal com prazo de validade vencido. Agora a Sefaz vai identificar o destinatário, o remetente e a transportadora responsáveis pelas mercadorias e auditar as empresas para coibir a sonegação. “Vamos cruzar as informações obtidas na operação com o nosso banco de dados para apurar as irregularidades na sua totalidade”, diz o superintendente da Receita, Glaucus Moreira Nascimento e Silva.

O superintendente avalia que a operação atingiu o objetivo esperado. O trabalho começou às 5 horas da madrugada e se estendeu até as 11 horas, nas rodovias federais e estaduais que cruzam o Estado e foi realizado pelas 12 delegacias regionais de fiscalização, sob o comando da Receita, com o apoio das Polícias Rodoviária Federal e Militar.

A Delegacia de Goiânia instalou cinco pontos de abordagem dos motoristas com carga. Eles foram parados nas saídas para Anápolis, Trindade, Inhumas, Nerópolis e Guapó. Os fiscais também atuaram em outros dois pontos, na agência dos Correios, em Aparecida de Goiânia, e também no setor de cargas do Aeroporto Santa Genoveva. A campanha, que deve se repetir uma vez por mês, contou com o apoio de mais de 200 servidores. Em seis horas de operação, o fisco encontrou 98 caminhoneiros com carga irregular.


Fonte: SEFAZ GO

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.