x
CONTEÚDO notícias

Contábil

Contabilidade e governança agregam valor às empresas

Palestra A Criação de Valor nas Empresas, do contador Everson Luiz Breda Carlin demontrou que nas negociações de fusões e aquisições, empresas com contabilidade bem estruturada levam vantagem.

22/08/2016 09:38:21

2,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Existem, no mundo dos negócios, dois perfis de empresas: as “de dono” e as “de mercado”. Ao primeiro tipo é sempre mais difícil agregar valor em uma negociação de fusão e aquisição, pois os riscos envolvidos são maiores, já que a vontade e os interesses do “dono” que conduz o negócio frequentemente prevalecem em detrimento do que é estabelecido pelo mercado e pela legislação. Já o segundo tipo compreende empresas que estão sempre prontas para serem vendidas, pois operam segundo padrões de compliance – transparência e obediência a todas as políticas e diretrizes estabelecidas para o negócio, independentemente de serem ou não geridas pelo proprietário. Com essa explanação teve início, às 9 horas desta quarta-feira, 17 de agosto, no auditório do CRCPR, a palestra A Criação de Valor nas Empresas, do contador Everson Luiz Breda Carlin. “O empresário que aplica boas práticas de contabilidade e governança corporativa nunca perderá uma boa oportunidade de negócio”, disse Carlin, auditor independente, perito, especialista em avaliação de empresas e avaliação de riscos, com experiência nacional e internacional em avaliação e negociação de empresas, e autor de diversos livros nas áreas de finanças e contabilidade.
 
“O Brasil já avançou muito em termos de harmonização de suas normas de contabilidade com as normas internacionais (IFSR), o que torna as empresas locais que atuam com sua contabilidade em dia serem mais atraentes para capitais estrangeiros, porque implicam em um nível de risco menor para o investidor”, disse.

Alertou ainda que a lucratividade não é necessariamente o fator que mais pesa na avaliação de um negócio. “Empresas lucrativas podem destruir valor sem perceber, por exemplo, quando distribuem lucros e dividendos em excesso, os números da contabilidade não refletem exatamente os números operacionais ou apresentam excesso de riscos e contingências, como passivos ambientais, fiscais e trabalhistas”.

Carlin comentou que a crise econômica, em um primeiro momento, afasta os investidores e provoca a queda do valor das empresas locais, mas que, na sequência, cria inúmeras oportunidades pois os preços passam a ser atrativos. 
 
O vice-presidente de Administração e Finanças do CRCPR, Laudelino Jochem, realizou a abertura do evento e a entrega simbólica dos alimentos doados pelos participantes aos representantes da à Paróquia Santuário Nossa Senhora dos Remédio, de Araucária.

Fonte: CRCPR

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.