x

Vale a pena investir numa segunda carreira?

A opção por uma segunda carreira tem sido adotada por muitos profissionais na expectativa de atender às demandas e exigências do mercado de trabalho. Para tanto,

16/06/2011 17:32:32

2,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A opção por uma segunda carreira tem sido adotada por muitos profissionais na expectativa de atender às demandas e exigências do mercado de trabalho. Para tanto, a decisão precisa ser acertada, pois, pode incorrer em investimento sem retorno, decepção com a nova profissão e expectativas não correspondidas. “Todos os pontos devem ser estudados com cautela, ponderando-se sobre o custo-benefício e, principalmente, sobre o objetivo que se pretende alcançar”, aconselha o administrador e especialista em liderança e carreira Luciano Loiola.

A falta de oportunidades e a má remuneração são fatores que motivam profissionais a buscarem uma nova carreira. Uns procuram apenas valores complementarem, com especializações em áreas correlatas para agregar mais conhecimentos à profissão e uma melhor recolocação profissional. Outros optam por começar do zero, ingressando novamente na vida acadêmica.

Em qualquer dos casos, Luciano Loiola recomenda que as escolhas devem estar aliadas às necessidades futuras. Todo investimento implica em prazos que podem ter retornos rápidos e satisfatórios. Outros investimentos a longo prazo causam, muitas vezes, sensação de frustração. “Tudo deve ser pensado e analisado objetivamente, pois, mudar de carreira é percorrer novas etapas, construir uma nova rota, com tempo, dedicação, dinheiro e paciência”, alerta.

Considerar a afinidade com a nova profissão é outro aspecto relevante. “Geralmente, as pessoas que optam por uma segunda formação acadêmica desejam atuar em uma área totalmente diferente da sua. É preciso, além da afinidade, analisar as oportunidades do mercado e a remuneração”, ressalta.

Outro ponto é o custo benefício: o profissional precisa planejar e se preparar para o investimento. “Muitas vezes ele não está disposto a investir muito tempo e dinheiro e deseja algo a curto prazo. Neste caso, cursos de curta duração são os mais indicados”, aconselha Loiola. Hoje, existem cursos a distância e técnicos que podem atender satisfatoriamente a essa demanda. Para os que desejam apenas complementar e atualizar conhecimentos recomendam-se as especializações e os MBAs.

“Independente do caminho a ser percorrido, o investimento na carreira sempre traz benefícios. Quanto mais preparado e focado o profissional estiver, maior será o leque de opções para atuar e aproveitar as oportunidades no mercado de trabalho”, analisa o especialista.

Fonte: CRC - SP

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.